Em compasso de espera


O painel é agradável e esta nova série especial vem com teto solar e logotipo que o identi ca (acima). Com motor 1.6 16V, ele é ágil e gostoso de dirigir

Quando o C3 foi lançado, não era difícil apostar que ele teria vida longa. Suas linhas eram tão revolucionárias, e o modelo oferecia tanto a um consumidor acostumado com tão pouco, que agradou. Mas desde então sete anos já se passaram, o segmento de compactos premium cresceu e o C3 já ganhou uma nova geração na Europa que o deixou, sim, desatualizado. Mas os executivos da marca não parecem preocupados. Segundo eles, em 2009 as vendas do segmento caíram 11,98%, enquanto as do C3 diminuíram 11,03%. “Diante da crise de 2008, optamos por uma postura conservadora. Por isso, em alguns momentos, faltaram produtos”, a rmou Ruy Aguas, gerente de produto da Citroën. “Se não fosse por isso, talvez a queda tivesse sido menor”, completa Alexander Greif, gerente de planejamento de marketing e pesquisa. Apesar da decisão equivocada, segundo a Citroën, o C3 fechou o ano na vice-liderança entre os compactos hatch premium (11,32%), perdendo apenas para o Novo Gol (17%). Um resultado animador.

Mas, por via das dúvidas, a marca resolveu lançar logo a linha 2011 e acabar com as especulações sobre a possível substituição do modelo, que continua sem data marcada. Na Europa, o novo C3, que já mostramos aqui, cresceu e cou com um desenho mais masculino. A única novidade é esta série especial Solaris, limitada a 1.400 unidades. O modelo, baseado na versão top de linha Exclusive, com câmbio automático e motor 1.6 16V flex, oferece como diferencial um teto solar elétrico com cortina, de etor de vento, proteção antiesmagamento, duas memórias e vidro escurecido para diminuir o calor. Quem adquirir esta série especial, com preço sugerido de R$ 48.310 – ou qualquer outra versão do C3 –, até o mês de maio levará de graça o pacote batizado Pack Star, que traz roda de liga 15 polegadas e CD player com comando satélite na coluna de direção. Essa foi a segunda e última surpresa da linha 2011 do C3. “Nossa expectativa para o C3 é manter sua participação de mercado”, a rmou Aguas. E o consumidor continua aguardando uma nova geração.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMercado
Próxima notíciaEconomia básica