Entenda por que alguns motoristas estão trocando seus carros elétricos por modelos a combustão

Mini Cooper SE 100% elétrico
Foto: Divulgação

A popularização dos carros elétricos está correndo em ritmo acelerado no exterior. Mas ainda há gargalos que precisam ser solucionados. Um levantamento recente realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia (EUA) apontou que aproximadamente duas em cada 10 pessoas do estado americano que compraram um carro elétrico ou híbrido plug-in entre 2012 e 2018, acabaram retornando para os veículos convencionais com motores a combustão.

Divulgado pela publicação científica Nature Energy, o estudo aponta que, apesar do benefício do baixo consumo de combustível (ou do consumo zero, no caso dos carros elétricos), o principal motivo apontado para o abandono está ligado ao tempo de recarga das baterias. Enquanto encher o tanque de um automóvel a combustão é uma tarefa que demanda poucos minutos, a carga completa de um elétrico é algo que leva mais de uma hora mesmo nos eletropostos, que fornecem 480 volts em corrente contínua.

+ BMW Wallbox é 26 vezes mais potente que carregador portátil e carrega elétricos de outras marcas
+ Honda terá somente carros elétricos a partir de 2040
+ Avaliação: Toyota Mirai, o elétrico a hidrogênio (e sem recarga)
+ Mini Cooper elétrico ganha nova versão no Brasil

Situação que se torna mais crítica nos Estados Unidos, onde o padrão de tomadas é de 120 volts e os locais com conexão de Nível 2 (240 volts) são raridade. Mais de 70% dos que abandonaram os elétricos disseram ter apenas as tomadas mais fracas em casa ou no trabalho.

Para se ter uma ideia do quão lento pode ser uma recarga em baixa voltagem, um Chevrolet Bolt EV consegue obter apenas 4 milhas de autonomia (cerca de 6,4 km) a cada hora plugado em um tomada de 120 volts, apontam dados do próprio fabricante.

“Se você não tiver uma tomada de Nível 2, é praticamente impossível [ter um carro elétrico]”, apontou o analista automotivo Kevin Tynan, para a publicação Business Insider, que avaliou vários modelos de automóveis elétricos nos últimos anos.

Mais na Motor Show

+ Carro com placa final 2 em SP deve ser licenciado em maio; saiba como
+ Carros usados: vendas fecham abril em baixa
+ Caoa Chery confirma motor turbo para o Tiggo 3X brasileiro
+ Fiat revela dianteira do Progetto 363, o SUV do Argo
+ Volvo XC40 lidera ranking de importados da Abeifa em abril
+ Rodízio noturno em São Paulo segue até o dia 9 de maio

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel