Espantando a crise

Aqueles que estiveram no salão de Genebra de 2008 e tiveram a oportunidade de ver esta edição 2009 não notaram diferenças palpáveis na quantidade de expositores nem na qualidade dos produtos expostos. Um cenário bem diferente daquele encontrado em Detroit, nos Estados Unidos, no início do ano, quando houve sete desistências de expositores e os próprios estandes estavam bem mais comedidos em suas decorações. Esta mostra suíça primou, como tem acontecido nos últimos anos, pela alta tecnologia de produtos voltados à redução de danos ao meio ambiente, uma preocupação séria na Europa. O aquecimento global causado, entre outros fatores, pela emissão de CO2 dos motores de combustão interna, tem como um dos grandes vilões o carro.

Por isso, a indústria se esforça em reduzir drasticamente a emissão deste gás. As mais avançadas tecnologias têm sido estudadas, desenvolvidas e empregadas em novos veículos para diminuir a emissão do gás nocivo ao planeta. Motores de alto desenvolvimento tecnológico usados em carros leves e aerodinâmicos; carros híbridos que utilizam pequenos motores a combustão e funcionam em paralelo com outro, elétrico, e até carros totalmente elétricos com recarga das baterias feitas também com auxílio de energia solar podiam ser vistos em grande quantidade em Genebra, que apresentou nada menos do que 34 novidades automotivas para o mundo. Crise? Para os expositores da mostra suíça, ela será enfrentada com novos produtos.

Mercedes Classe E

O antigo Classe E serviu apenas como referência para a criação deste novo modelo, que só deixou de ser o sedã mais vendido da marca quando chegou o novo Classe C, no ano passado. Chega em julho ao mercado nacional. Já a versão cupê (fotos) destacava-se pela elegância e beleza de suas linhas, e chega ao Brasil no final deste ano. Finalmente a marca deixou de usar a sigla CLK para designar os seus cupês, denominando-os Série E Coupé.

Hyundai ix-onic Concept

Apesar de apresentado como conceito, o ix-onic deverá ressurgir em 2010 como o novo Tucson. Com 4,4 m de comprimento e 1,85 m de largura, o novo modelo exposto era equipado com vistosas rodas de 21 polegadas e sistema de iluminação por leds, adereços típicos de concepts que, quando chegam ao mercado, transformam-se em carros normais. Seu motor é 1.6 GDi de injeção direta que produz 170 cv, acoplado a um câmbio de seis marchas e dupla embreagem.

Hyundai I20

A novidade desse i20 foi a adoção da versão duas portas. Antes, o modelo só era produzido com quatro portas. Muito semelhante à já existente, essa nova opção para o i20 é apenas cerca de 10 kg mais leve que o modelo quatro portas e, para o mercado europeu, será oferecido com motores 1.2 e 1.4 a gasolina 1.4 CRDi a diesel. O Grupo CAOA, representante da Hyundai no Brasil, não descarta a comercialização do i20 em nosso mercado, mas apenas na versão com quatro portas.

Giugiaro Frazer Nash – Namir

O stand da Giugiaro anunciava esse coupé todo confeccionado em fibra de carbono como o híbrido mais rápido do mundo. O carro possui um motor elétrico ligado a cada roda, criando assim uma tração integral que opera sempre. O motor que aciona o gerador para as baterias é um Wankel, movido a gasolina. Segundo o fabricante, o Namir supera os 300 km/h e acelera de zero a 100 km/h em menos de 4 segundos. Um canhão com tecnologia limpa…

Opel Ampera

Irmão direto do Chevrolet Volt, o Ampera inaugura a era elétrica da Opel como um veículo que será produzido em larga escala pela marca alemã. Utiliza a mesma tecnologia elétrica Voltec do mundialmente conhecido Volt. Deverá chegar ao mercado europeu em 2011, quando a produção em larga escala de seus componentes elétricos viabilizarão seu preço. Suas formas são bem próximas às do modelo a ser produzido. Demonstra que o futuro próximo da energia alternativa, antes do hidrogênio, está mesmo nos híbridos e elétricos.

Volkswagen Polo

Depois de muita especulação, a VW apresentou o novo Polo. Um carro totalmente modificado em relação ao anterior, inclusive com a adoção da plataforma PQ25, uma evolução da PQ24 hoje utilizada no Brasil por nosso Polo. Agora, a especulação é em torno do Polo brasileiro. As informações que temos é de que ele não será idêntico ao europeu, e sim adaptado à nossa realidade: design semelhante, mas com plataforma igual à do Gol, que mistura PQ24 (atrás) com PQ25 (suspensão dianteira e direção).

MDI AirPod

A ideia do carro movido a ar comprimido está entre as mais simples, interessantes e funcionais a curto prazo. O motor mostra resultados satisfatórios para curtos trajetos em carros pequenos, primordialmente urbanos. Utiliza ar comprimido para sua operação e o custo é o da energia elétrica utilizada no compressor de ar. Assim, não emite nenhum poluente.

Koenigsegg Quant

Conhecida mundialmente pela produção de monstros superesportivos de altíssima performance, a Koenigsegg surpreendeu ao apresentar o Quant, um conceito movido totalmente a energia elétrica que se destacava por utilizar dois motores elétricos que juntos somavam 512 cv. Além da recarga por uma fonte de energia elétrica para repor as baterias, o Quant dispunha de coletores de energia solar para melhorar sua contida autonomia.

Rolls-Royce 200EX

O primeiro Rolls-Royce concept foi apresentado em 1919 e foi chamado de 1EX (primeiro experimental). Mais recentemente, em 2004, a marca apresentou, em Genebra, o 100EX, primeiro concept depois da compra da marca pela BMW, em 2003. O 200EX não foge às regras de um concept: tem uma performance destacável, tem um refinamento de acabamento especial e uma qualidade de design que criam novas ideias.

Toyota Prius

Depois de dez anos de experiências comerciais como híbrido, essa nova versão virou referência quando o assunto é tecnologia: ganhou um aumento de potência na ordem de 22% e uma redução no consumo de 10%; diminuiu a emissão de CO2 na ordem de 14%; sistema de ventilação solar e comandos por toque e, finalmente, um sistema de injeção totalmente confeccionado em plástico ecológico derivado de plantas, que reduz a produção de CO2 na indústria.

Ford Iosis Max Concept

Esse novo Ford mostra a tendência das linhas dos novos compactos da Ford e dá dicas de como deverão ser as linhas de nossos novos Fiesta e Ka, que estão nesse momento nos estudos de design da marca. O Iosis é na realidade um Multi Activity Vehicle (MAV), um veículo que serve a diversos propósitos e, além disso, ainda utiliza materiais leves em sua fabricação e aerodinâmica avançada.

Novo Renault Clio

A briga no mercado europeu de automóveis não é fácil em nenhum segmento. Na fatia do Clio então a disputa está concentrada nos melhores produtos do mundo para carros desse porte. Quem não tem um produto muito competitivo em termos de qualidade e design atraente está fora da disputa. Por isso a necessidade de todos os concorrentes em atualizar seus produtos para torná-los competitivos. A Renault não faz por menos: tenta manter o Clio na briga pelo topo atualizando o design e a mecânica de um de seus carros-chefe. Apesar de ser tratado mais como uma reestilização do que como um modelo totalmente novo, ele cresceu e, segundo especialistas, tem na dirigibilidade um de seus pontos fortes. Recebeu cinco estrelas no crash-test da Euro NCAP.

Nova Ford Ranger

Depois de mostrar sua cara na nossa capa da edição de fevereiro, a nova Ranger foi oficialmente apresentada. Apesar de o modelo europeu ser totalmente novo, exatamente como o tailandês, país onde foi concebido, a versão brasileira, que deverá chegar no segundo semestre deste ano, tem design semelhante, mas estruturalmente é como o modelo atual em produção. A versão totalmente nova só chega aqui como modelo 2011.

Mitsubishi I-MIEV

O I-MIEV reapareceu mais largo e espaçoso e com um reestudo de tudo que interessa ao europeu. A intenção foi clara, e não por acaso: ele deverá ser comercializado no velho continente a partir de 2010. Tem motor traseiro-central, com baterias de íon-lítio dispostas sob o assoalho, no mesmo nível do motor elétrico de 63 cv. Um legítimo compacto do futuro, com “poluição zero”.

Chevrolet Spark

A grande notícia com relação ao Spark é a informação, ainda de bastidores, de que deve substitur o Celta na grande reformulação que a GM do Brasil promoverá em toda a sua linha. O Spark, portanto, será o novo carro de entrada da marca no Brasil. O problema é “eliminar” o lucrativo Celta.

Fiat 500C

É a versão conversível do Fiat 500 que começa a chegar em nosso mercado no segundo semestre. A grande novidade é essa versão cabriolet, que não é realmente um conversível porque os contornos das portas e janelas traseiras continuam como no modelo original. É quase como se fosse um teto solar bem generoso. Certamente, o 500 será comercializado aqui também nessa versão C.

BMW Série 5 GT

Um legítimo crossover. Com as linhas básicas claramente inspiradas no X6, o que chamava a atenção nesse conceito da BMW era a grade dianteira extremamente pronunciada e grande, marcando exageradamente uma marca registrada da montadora alemã. Com cerca de 5 metros de comprimento, o curioso é que a tampa traseira abre como um porta-malas de sedã, sem mover o vidro traseiro.

Peugeot 3008

Essa foi a grande apresentação oficial do novo carro da Peugeot que deverá, inclusive, ser comercializado no mercado nacional. Para o mercado europeu, a grande festa consistia na oferta de motores ditos ecológicos por jogarem na atmosfera menos de 120 g de CO2 por quilômetro rodado. Um resultado surpreendente. Além disso, o novo 3008 destacava-se pela adoção do Dynamic Rolling Control, um recurso eletrônico de controle da carga dos amortecedores.

Nova Renault Scénic

Com design moderno e atraente, a nova Scénic impressionou e deixou para trás, de uma vez por todas, as linhas da versão anterior, que não agradaram – a que começou a ser vendida aqui há pouco tempo, na versão Grand, de sete lugares, e convive com a geração ainda anterior, que tem boas vendas. Por enquanto, não há previsão da chegada desta nova geração no nosso mercado.

Tata Nano Europa

Depois do furor causado pelo Nano de US$ 2.500 apresentado em Genebra no ano passado, a marca indiana mostrou a versão que será vendida na Europa em 2012. Desenhada por Pininfarina, a versão europeia tem grandes chances de chegar ao Brasil em 2011, mas, claro, um pouco menos sofisticada. Pelo menos foi o que Ratan Tata, presidente da empresa, afirmou a alguns jornalistas em Genebra.

Ferrari 599XX

A 599XX é, na realidade, uma 599 GTB Fiorano com um pacote de soluções e equipamentos chamado de Handling GT Evoluzione (HGTE), que incorpora as mais avançadas tecnologias desenvolvidas em seus projetos para a F-1. Foi a primeira apresentação do modelo que já tem um grupo de compradores à espera das primeiras unidades. O preço dela? Sem dúvida não preocupa a quem compra…

Porsche Cayenne Diesel

Certamente Ferry Porsche, fundador da Porsche e filho do lendário criador do Fusca, Ferdinand Porsche, nunca pensou que um dia sairia das linhas de produção de sua empresa um SUV com sua marca e menos ainda movido por um motor diesel. Tem motor de 240 cv de potência e níveis baixos de consumo de combustível. Um claro sinal de novos tempos…

 

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar



COMPARTILHAR
Notícia anteriorMelhor trimestre da história
Próxima notíciaA moda 2010