Este Fox é mais verde

Em 2009, a Volks introduziu no Brasil o primeiro de seus modelos Bluemotion, o Polo. Voltado para o consumidor com consciência ecológica, ele é 13% mais econômico que a versão “normal”. Agora, a marca começa a vender o Fox Bluemotion, que segue os passos do irmão e chega a 10% de redução no consumo. Bluemotion, em tradução livre, seria “movimento azul” – referência a um céu mais limpo bastante empregada na Europa, inclusive por outras marcas. Aqui, preferimos o termo “verde”, associado à ecologia.

O segredo está na tecnologia. Seu motor 1.6 não sofreu modificações, mas o câmbio manual de cinco marchas teve as relações alongadas. Isso garantiu boa parte da redução no consumo e, consequentemente, na emissão de poluentes. E com benefícios colaterais: baixando a rotação do motor em alta velocidade, o conforto acústico na cabine melhorou.

O interior ganha tons azuis nos bancos, como já ocorria no Polo (uma referência ao próprio nome Bluemotion). A versão avaliada não tinha ar-condicionado, que é um item opcional

VW Fox Bluemotion

MOTOR quatro cilindros em linha, 1,6 litro, 8V TRANSMISSÃO manual, cinco marchas, tração dianteira DIMENSÕES comp.: 3,82 m – larg.: 1,65 m – alt.: 1,54 m ENTRE-EIXOS 2,465 m PORTA-MALAS 260 litros PNEUS 175/70 R14 PESO 1.009kg ● GASOLINA POTÊNCIA 101 cv a 5.250 rpm TORQUE 15,4 kgfm a 2.500 rpm VEL. MÁXIMA 183 km/h 0 – 100 KM/H 10s6 CONSUMO cid.: 13,9 km/l – est.: 19,8 km/l CONSUMO REAL cidade: 10,8 km/l – estrada: 14 km/l ● ETANOL POTÊNCIA 104 cv 5.250 rpm TORQUE 15,6 kgfm a 2.500 rpm VEL. MÁXIMA 185 km/h 0 – 100 KM/H 10s3 CONSUMO cid.: 9,4 km/l – est.: 13,5 km/l CONSUMO REAL cid.: 7,5 km/l – est.: 9,7 km/l

E quem acha que o Fox Bluemotion anda na contramão do desempenho está enganado. As ultrapassagens acontecem sem maiores problemas e o carro mostra bom fôlego. Em relação ao Fox 1.6 com câmbio manual tradicional, ele é 37 kg mais leve. Para “furar” melhor o ar, foram instalados uma nova grade dianteira, mais fechada, além de aerofólio e de etores de ar nas caixas de rodas traseiras.

O que também ajuda na redução do consumo são os estreitos pneus “verdes” 175/70 R14. “São eles os grandes responsáveis por todo o desempenho do modelo. Apesar da medida, oferecem mais aderência em pisos molhados”, explica José Loureiro, gerenteexecutivo de engenharia da marca. Feitos com mais sílica, eles têm resistência ao rolamento 23% menor. No teste de 100 km/h a zero, o Bluemotion anda 320 metros a mais. A altura em relação ao solo foi mantida, mas as suspensões foram recalibradas. As rodas de aço têm supercalotas que bene ciam a aerodinâmica – e o conjunto roda/pneu é 13 kg mais leve do que o utilizado no Fox Trend.

O resultado de tudo isso? Conseguimos médias de 24 km/l na estrada, e, para auxiliar na economia, há um indicador de marcha que ajuda a dirigir de modo mais econômico. Por dentro, ele se diferencia pela pintura do painel, pelas soleiras de alumínio nas portas e pelos novos tecidos. O modelo custa R$ 36.730, com duas portas, ou R$ 38.300, com quatro. “Comparado ao Fox 1.6, o preço é 3% mais alto”, diz Henrique Sampaio, gerente de marketing de produto. Dependendo de quanto você roda, a diferença pode ser compensada pelo menor gasto com combustível.

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga