Exército vermelho

Se na última edição do Salão do Automóvel de São Paulo o que mais chamou a atenção foi a quantidade de conceitos ecológicos apresentados pelas marcas, este ano quem rouba a cena são os polêmicos carros chineses. Não é exagero dizer que o evento será um marco para a história da indústria nacional. O Anhembi recebe, este mês, sete montadoras chinesas, sendo que, dessas, três são novatas.

São mais de 30 lançamentos. Há desde picapes médias, SUVs e sedãs de luxo até compactos que prometem ter os preços mais baixos do mercado, como o Chery QQ. Já passou o tempo em que se falava do momento em que os chineses entrariam com tudo no Brasil. Eles já chegaram e estão dispostos a partir para a briga. A Chery, por exemplo, anunciou investimentos de R$ 400 milhões para a construção de uma fábrica no interior de São Paulo, e a Great Wall, que cou de fora deste Salão, tem como parte de seu plano de expansão global a instalação de uma planta no Brasil.

Leia, nas páginas a seguir, os principais lançamentos chineses que devem atrair as atenções.

A marca, que até então só vendia aqui utilitários de pequeno porte, traz, como principais atrações, três carros de passeio. O hatch Benni conta com motor 1.3 de 89 cv e a estimativa é de que custe R$ 32 mil. Já o Benni Mini, que possui propulsor 1.0 de 69 cv, tem preço estimado de R$ 29 mil. Outro destaque da marca é o sedã médio Alsvin, que chega com motor 1.5 de 98 cv e preço em torno dos R$ 40 mil. Além desses modelos, a marca também apresentará a van Star, que tem capacidade para até nove passageiros.

Uma das maiores promessas chinesas para o próximo ano é a JAC Motors (Jianghuai Automobile Co LTD). Representada pelo grupo SHC – que importa os modelos Aston Martin -, a marca deve ter até o começo de 2011 44 concessionárias, que comercializarão quatro modelos: o sedã médio J5 e a minivan J6, ambos com motor 2.0 VVT, e o compacto J3 nas carrocerias sedã e hatch, equipado com o motor 1.4 VVT. Os preços devem car entre R$ 37 mil e R$ 65 mil. No Salão, além desses carros, a marca mostra o hatch J2 e a versão híbrida

A marca Haima se consolidou depois da parceria (1992 a 2006) com a Mazda na China. No Salão, lança o compacto Haima 2 em duas versões: 1.3 e 1.5; o Haima 3 (nas carrocerias hatch e sedã), com motor 1.8 e opção de transmissão CVT ou manual; e o SUV Haima 7, que possui propulsor 2.0 de 147 cv. Seus preços não foram divulgados, mas, assim como a da maioria dos chineses, a estratégia de venda da montadora será a de oferecer mais equipamentos por menor preço.

 

 

Uma das mais atuantes marcas chinesas no mercado brasileiro apresenta cinco novidades no Salão, sendo a mais aguardada o compacto QQ de motor 1.1, que pode chegar já com a opção de motor bicombustível. Além dele, no estande estão o A13A Fulwin nas versões hatch e sedã de motor 1.5, o compacto S18 e o monovolume S18D, que terá motor 1.3. Além dessas novidades, a marca ainda lançará o Tiggo com câmbio automático, o Cielo hatch 1.6 de transmissão manual e o Cielo Sedan 1.8 automático.

A montadora, que tem parceria com a Toyota para o desenvolvimento de motores, é uma das líderes do mercado chinês em utilitários, vans e minibus. Até então, sua representante no Brasil, a CN Auto, comercializava seus utilitários, mas no Salão a Jinbei lançará quatro modelos fabricados por sua parceira Brilliance. Os hatchs FRV e FRV Cross e o sedã FSV possuem motor 1.5 e design assinado por Giorgetto Giugiaro. Já o sedã grande BS4 Splendor de propulsor 1.8 também tem design italiano, mas este é do estúdio Pininfarina.

A importadora Effa, representante das marcas Lifan, Changhe e Hafei, tem dois estandes no Salão. Em um mostra o compacto M100, que agora é produzido em uma fábrica da Suzuki, a picape média Plutos (que deve chegar em 2011) e os utilitários que já são vendidos no Brasil. No outro, reservado à Lifan, as estrelas são: o hatch 320, o sedã médio 620 – que já estão sendo vendidos por R$ 29.980 e R$ 39.980, respectivamente -, o sedã 520 e o SUV 430, que deve chegar em maio de 2011 por R$ 55 mil. A empresa também mostra a Lifan Van.

 

 

COMPARTILHAR
Notícia anteriorMercado
Próxima notíciaSalão do automóvel 2010