Vídeo: veja o acidente que quase matou Grosjean na F1

0
138
Romain Grosjean consegue deixar o carro em chamas após acidente que quase o matou
Romain Grosjean consegue deixar o carro em chamas após acidente que quase o matou

O acidente que quase matou Romain Grosjean durante a primeira volta do Grande Prêmio do Bahrein ofuscou a 95a. vitória da carreira de Lewis Hamilton. A Haas de Grosjean perdeu o controle, atravessou o guard-rail e explodiu com o choque. Após ter ficado 29 segundos entre as chamas, o piloto conseguiu sair consciente do cockpit.

Veja o impressionante acidente que quase matou Grosjean

Esse tipo de acidente sofrido por Grosjean já matou outros pilotos no passado. Um desses acidentes aconteceu no Brasil. Em 14 de novembro de 1971, durante disputa do Torneio Brasileiro de Fórmula 2, noAutódromo de Tarumã, o italiano Giovanni Salvati  tentou ultrapassar Wilsinho Fittipaldi ao fim da reta dos boxes. Mas o italiano perdeu o ponto da curva e atravessou o guard-rail.


Apesar da batida assustadora, o acidente que quase matou Grosjean não teve um desfecho mais trágico graças ao halo, a estrutura colocada no cockpit e que foi alvo de crítica por parte de alguns pilotos. Inclusive o próprio Grosjean. “De início, não fui adepto do Halo, mas acho que é a maior inovação dos últimos tempos na Fórmula 1. Sem ele, não poderia falar com vocês hoje”, afirmou o piloto em mensagem após o acidente.

+ Com Honda City Hatch, marca segue conhecida estratégia para mercados emergentes. E como fica o novo Fit?
+ Mercedes-Benz de comunista chinês que foi capa da Time é colocado à venda por R$ 1,5 milhão
+ Leilão de carros: 6 dicas para economizar e evitar roubadas
+ CNH vencida na pandemia? Veja calendário para renovação

Segundo acidente

O GP do Barein foi reiniciado depois de mais de 1h20min de paralisação para o conserto da barreira de proteção, que ficou completamente destruída. Na nova largada, outro acidente, e novamente envolvendo Daniil Kvyat. O russo acabou tocando o carro de Lance Stroll, que capotou na pista e ficou de cabeça para baixo. O piloto canadense saiu rastejando do cockpit sem maiores problemas.

Após o segundo acidente, Hamilton não teve dificuldade de conquistar a 95a. vitória na carreira, 11a. na temporada, ao cruzar a linha de chegada do GP do Bahrein, neste domingo (29). O britânico liderou a prova de ponta a ponta e não sofreu ameaças. Os dois carros da RBR completaram o pódio, com Max Verstappen em segundo e Alexander Albon chegando na terceira posição.

“Fisicamente, a corrida foi muito exigente. Max teve muita velocidade hoje. Eu definitivamente estava sentindo isso. Sou imensamente grato à equipe. Que privilégio obter outro resultado como este”, disse Hamilton após a prova.

Com o resultado, Hamilton alcançou 332 pontos na classificação geral. Valtteri Bottas, também da Mercedes, conquistou a oitava posição no GP do Bahrein e continua em segundo, com 201 pontos. Max Verstappen aparece em terceiro na classificação geral, com 189 pontos, encostando no finlandês.

A Fórmula 1 volta no próximo fim de semana, novamente no Bahrein, para a disputa do GP de Sakhir.