Faça a opção pelo motor 1.4

CORSA 1.4 R$ 30.990

CORSA 1.0 R$ 31.940

PALIO 1.4 R$ 32.510

PALIO 1.0 R$ 30.740

Quando o governo Collor decidiu criar o conceito de carro popular, os modelos equipados com motores 1.0 (mais econômicos) receberam benefício fiscal e passaram a custar mais barato. A justificativa era tornar possível o sonho do carro 0 km para o consumidor menos abastado.

Com o passar dos anos, aproveitando- se do menor imposto, as montadoras inundaram o mercado de carros 1000. Modelos grandes, pesados, superequipados e que de “populares” já não tinham mais nada. O consumidor começou a exigir melhores performances e a engenharia nacional tratou de evoluir os 1.0 cada vez mais. O problema é que a limitação física da baixa cilindrada se impôs. Os motores 1.0 ficaram gastões e não oferecem mais o melhor custo/benefício.

Ainda assim, são poucas as montadoras que arriscam substituir os motores mil em carros mais pesados. A Peugeot foi a primeira a oferecer a unidade 1.4 como versão de entrada no 206 sem mexer no seu preço. O consumidor agradeceu. É que, na prática, quando a montadora oferece a opção 1.4, realmente não existe muita justificativa para se optar pelo popular. Como você pode comprovar comparando as versões 1.0 e 1.4 de Corsa e Palio desta reportagem.

Consumo contido

Em tese, o consumo dos 1.4 é cerca de 1km/l mais alto que o dos motores 1.0 mas, na prática, é natural essa diferença desaparecer. Com o propulsor mais potente, a condução do veículo tende a ser mais suave, com trocas de marchas em rotações mais baixas, diferente da dos motores mais fracos, onde é preciso esticar as marchas para aproveitar mais o torque. Esse comportamento, não raro, faz com que o gasto do popular seja até maior. Sem contar o incômodo de ter mais trocas para fazer e do constante ruído do motor girando em alto.

Melhor desempenho

É inegável que os propulsores 1.4 têm um desempenho mais atraente. A aceleração costuma ser cerca de um segundo mais rápida e a velocidade final chega a crescer 20 km/h. Mas é na retomada que você sente a maior diferença. Com o 1.0, não é raro o motorista ter que engatar uma marcha menor para efetuar ultrapassagens com um mínimo de segurança. Em linhas gerais, isso acontece por causa da relação peso/potência. No caso do Palio 1.0, cada cavalo do motor tem que movimentar 14,4 kg, enquanto no modelo 1.4, cada cavalo é responsável por “levar” 12,1 kg. É isso, também, que faz com que os 1.0 sejam mais eficientes em carros leves como o Fiat Mille Fire, por exemplo.

DETALHES DO CORSA 1.0

Por fora, praticamente não se nota a diferença entre este modelo, equipado com o motor menor, o o outro, com propulsor 1.4. Já, por dentro, ele vem mais bem equipado de série

DETALHES DO CORSA 1.4

Se o consumidor quiser um Corsa 1.4 com os mesmos itens do 1.0, o preço sobe, mas a diferença ainda vale muito a pena

Além disso, para aproveitar mais torque e agilidade nos 1.0, garantindo- lhes rapidez na cidade, a transmissão geralmente é encurtada. Quando se atinge uma certa velocidade, fica aquela sensação de que o carro está pedindo mais uma marcha, que não existe.

Com o motor 1.4, a coisa flui naturalmente, você tem uma sobra de motor sob o pedal do acelerador. Basta ver os números de desempenho para perceber a diferença.

Preço e prestações

Há quem alegue que a compra do 1.0 se define pelo preço, mas isso também não é verdade. A GM oferece o Corsa 1.4 Maxx por R$ 30.990, enquanto a mesma versão com motor 1.0 sai mais caro (R$ 31.905), porque traz a direção hidráulica. Acrescentando esse item como opcional no Corsa 1.4, ele passa a custar R$ 32.690. Apenas R$ 785 a mais

.

Já a Fiat disponibiliza o Palio ELX 1.0 a R$ 30.740 e o EXL 1.4 a R$ 32.510. Adicionando o kit Attractive, que é composto por direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas e trava das portas a 20 km/h, a versão 1.0 acaba saindo por R$ 32.574 e o 1.4 por R$ 34.445. Cerca de R$ 1.800 de diferença, pelo motor mais potente. Caso a opção seja pelo financiamento, com 10% de entrada, as 48 prestações dos modelos 1.4 (tanto Fiat como GM) ficam, em média, R$ 32 mais caras. Nada assustador.

Ou seja, se a montadora oferecer o modelo popular que você escolheu também com o motor 1.4, não deixe de pensar nessa hipótese. Em custo/benefício é a melhor opção que você pode escolher.

DETALHES DO PALIO 1.0

O Palio 1.0 e o 1.4 têm os mesmos equipamentos. Mas o motor menor tem preço cerca e R$ 2 mil mais em conta. No parcelamento, isso significa R$ 40 a menos na prestação

DETALHES DO PALIO 1.4

Equipando ambos os modelos com direção hidráulica, vidros e travas elétricas, esta versão 1.4 ELX passa a custar R$ 1,8 mil a mais com 15 cv de potência extra

COMPARTILHAR
Notícia anteriorDe novo um 0km
Próxima notíciaMago dos Motores