Falha permite que hackers assumam controle de carros Chevrolet

0
164

Depois da central multimídia Uconnect, da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), foi a vez do sistema OnStar, da GM, ter a sua vulnerabilidade revelada. Uma reportagem da revista americana Wired apontou que com o uso de um roteador Wi-Fi caseiro escondido no veículo, um hacker pode travar e destravar as portas, acionar os equipamentos elétricos e até assumir o controle do automóvel. No Brasil, o serviço de interatividade estreia até o fim do ano, na linha 2016 dos médios Cruze e Cruze Sport6.

A brecha de segurança se dá na comunicação entre aplicativo OnStar no celular do motorista e a central do serviço. Quando o proprietário acessa as funções do carro de maneira remota, o roteador é capaz de interceptar a comunicação e transmitir os dados do veículo e do usuário ao hacker, que então fica livre para comandar o carro como quiser, usando a internet.

De acordo com o consultor de segurança virtual Samy Kamkar, que descobriu a falha, o problema não está no veículo, mas no aplicativo desenvolvido para celulares Android e iPhone. À publicação, o fabricante afirmou que está trabalhando em uma solução para a brecha de segurança.


O risco de invasão dos veículos por hackers já foi tema de uma reportagem da edição impressa da MOTOR SHOW, que você confere no link.