FCA retira proposta de fusão com a Renault

Grupo ítalo-americano culpou a "falta de condições políticas na França" para a concretização do negócio

Divulgação

O Conselho de Administração da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) decidiu retirar a proposta de fusão feita ao Grupo Renault (leia mais aqui). A decisão foi tomada em reunião na noite da última quarta-feira (5).

Em nota, a FCA destaca que “ficou claro que as condições políticas na França inexistem neste momento para o prosseguimento bem-sucedido de tal combinação”. O governo francês é atualmente dono de 15% das ações da montadora francesa.

Já a Renault “expressou o seu desapontamento” com a decisão da FCA, destacando que a empresa via a fusão como a possibilidade de criar “um gigante automotivo europeu”.

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga