Feliz carro novo

Os executivos das montadoras europeias devem ter respirado aliviados no dia 31 de dezembro de 2010. Era oficialmente o final de um ano sombrio, que registrou o encolhimento do mercado em todo o velho continente e o ápice de uma das piores crises do último século para a economia da região. Mas as perspectivas para 2011 não são muito melhores e, para tentar sobreviver a elas, a solução encontrada pelas marcas foi o investimento em produtos globais, que possam garantir seus trocados em países prósperos, como o Brasil, a China, a Índia e até mesmo – quem diria – os Estados Unidos.

Não por acaso, muitos modelos mostrados aqui ganharão o mundo em tempo recorde. Com exceção da Chevrolet, que continua mantendo o consumidor brasileiro distante dos produtos de ponta vendidos na Europa, praticamente todos os carros mostrados nestas páginas estarão disponíveis ao consumidor brasileiro – seja como fruto de importação, seja com a produção local. Especialmente importantes para nós são os lançamentos da Fiat e da Volkswagen, Panda e UP!, respectivamente. Eles antecipam os novos modelos que as duas maiores fabricantes do País produzirão aqui nos próximos anos e praticamente inauguram um segmento que hoje é pouco explorado em nosso mercado: o dos subcompactos, carrinhos pequenos, baratos e que carregam até quatro pessoas.

AUDI


A3 ENVENENADO

O RS3 terá 340 cv e encerrará o ciclo de vida da atual geração do modelo, que será renovado em 2012.

A Audi começou sua temporada de lançamentos com a apresentação do sedã A6 – inclusive em versão híbrida -, no Salão de Detroit (leia nesta edição). Mas a marca ainda prepara uma série de novidades para 2011. Já para março, é esperada a versão apimentada do compacto A3 (foto e mais detalhes ao lado). Dois meses depois, será a vez de conhecermos a versão conversível do pequeno A1, que acaba de ser lançado no Brasil na versão tradicional.

O pequenino Audi terá capota de lona com abertura elétrica. Além disso, o A1 recebe ainda este ano sua versão Quattro, com tração integral, cujo conceito já foi mostrado também salão norte-americano e a esportiva, S1. Nos próximos meses, chega uma versão híbrida do Q5, uma reestilização do A5 e um inédito SUV, o terceiro da família. O modelo, chamado de Q3, terá menos de 4,5 metros e será feito sobre a plataforma do Volkswagen tiguan.

BMW

A montadora, que já mostrou os novos Série 6 Cabriolet e Série 1 Coupé M em janeiro, apresentará até o final deste ano uma nova geração de seu mítico esportivo M5. Ainda não se sabe qual será sua motorização, mas especula-se que será um V8 ou um V10 com cerca de 600 cv de potência. Antes disso, chega o Série 6 em versão convencional e o pequeno Série 1 ganha mais novidades.

nova geração do modelo, cuja projeção você vê nas fotos ao lado, terá distância entre-eixos ligeiramente maior e carroceria um pouco mais comprida, o que faz a capacidade do porta-malas aumentar em cerca de 30 litros. Já sua configuração mecânica continua a mesma, com motor dianteiro e tração traseira, mas a carroceria ganha mais duas portas traseiras. Essas modificações resolvem os principais problemas do modelo, que incluíam pouco espaço interno e dificuldade de acesso ao habitáculo que precisa praticamente ser “vestido” pelo motorista.

CITROËN

O DS3 só deve chegar aqui em 2012. Enquanto isso, sua família continua a crescer na Europa. Em março, o DS4 ganha as ruas com uma gama de motores cuja estrela é uma unidade a gasolina, turbo, com 200 cv. Da plataforma do C5, nasce em dezembro a DS5 (foto), uma station de cerca de 4,5 metros com linhas fortes, detalhes cromados e conforto acima dos padrões do segmento. Terá motores a diesel e a gasolina, além de uma versão híbrida, que adotará o sistema de tração integral do Peugeot 3008 Hybrid4.

FERRARI

A marca terá dois novos modelos. A nova geração da 612 Scaglietti é esperada já para o Salão de Genebra. Poderá ser o primeiro exemplar da marca com a tração integral em testes na Europa. O esquema continuaria com motor 12 cilindros dianteiro central e tração traseira, mas teria dois motores elétricos auxiliares nas rodas dianteiras, alimentados pelo sistema de recuperação da energia da frenagem. O segundo lançamento será uma versão “aberta” da Ferrari 458, com capota de lona.

FIAT

A nova geração do Fiat Panda será apresentada no final de 2011. O modelo terá design inspirado no Uno brasileiro (inclusive com entradas de ar falsas na dianteira), de quem poderá herdar a plataforma. Suas dimensões, no entanto, serão menores que as do modelo brasileiro, já que o Panda é um carro para quatro pessoas. Não é difícil imaginar que esse ele servirá de inspiração para o novo subcompacto que a Fiat produzirá em Pernambuco a partir de 2014, época em que o velho Mille deverá ser, finalmente, descontinuado. Em junho, a marca lançará sua versão do Dodge Journey. Chamado Fiat Freemont, ele será praticamente igual à nova geração do modelo americano, com mudanças internas e mecânicas, e a tração será dianteira.

FORD

O lançamento mais aguardado da Ford é a minivan B-Max (foto). Produzida na plataforma B, a mesma do New Fiesta e de nosso novo EcoSport, ela chega à Europa para substituir o Fusion, uma versão do antigo Fiesta vendida apenas lá. Sua vinda ao Brasil não está descartada, já que a Ford não tem aqui concorrentes diretos para Fiat Idea, Chevrolet Meriva, Honda Fit e Nissan Livina. Em maio, chega às revendas europeias a perua do novo Focus e, em setembro, começam as vendas de sua versão eportiva ST, já apresentada ao mundo.

HYUNDAI

Depois do lançamento do crossover ix35 e do compacto ix20, a Hyundai aposta no segmento de minivans para sete pessoas com a apresentação do ix30 (foto). Na Europa, será um rival para a Renault Scénic e o Ford C-Max. Derivado do conceito HED-5, terá quase cinco metros e deverá ser mostrado no Salão de Frankfurt. O início das vendas, no entanto, deverá ficar para o início de 2012. Em maio, chega às lojas o cupê Veloster, lançado no Salão de Detroit, e, já no mês seguinte, a marca apresenta um modelo inédito, o i40 – que terá carrocerias sedã e station.

MERCEDES

A nova geração do Classe B chega à Europa no fim do ano, projetada sobre a nova plataforma da marca, chamada de MFA – da qual sairão ao menos quatro modelos com tração dianteira, incluindo o sedã hoje conhecido como baby-CLS (mostrado na edição 327 de MOTOR SHOW) que, no Brasil, custará cerca de R$ 90 mil. O novo Classe B ganhou mais espaço interno e capacidade de carga, mantendo sua característica de carro urbano. Até o final do ano, a marca apresenta ainda a nova ML e a versão cupê do novo Classe C, em substituição ao CLC.

LAMBO

Depois de dez anos, o Lamborghini Murciélago se aposentou. Para ocupar seu lugar, a marca prepara o hoje chamado Aventador. Seu monobloco de carbono garante leveza e rigidez torcional e a mecânica terá o clássico motor central e tração integral. O motor V12 foi revisto: apesar de manter a cilindrada de 6,5 litros, desenvolve 700 cv. Uma relação peso/potência de impressionantes 2 kg/cv.

OPEL

A terceira geração da Zafira (foto) chega à Europa no fim do ano – mas não deve vir ao Brasil. O interior terá mais espaço e versatilidade, mantendo sete assentos. Já o Astra cupê europeu ganha versão GTC com motor de 200 cv e o Corsa, também bem diferente do que temos por aqui, recebe uma leve reestilização este mês. Em novembro, chega o elétrico Opel Ampera.

VOLKSWAGEN

O Up! é fundamental para a marca. A meta é se tornar a maior fabricante do mundo até 2015 e este city car – já chamado até de novo Fusca – terá importante papel. O modelo de série, a cargo de Walter de Silva, terá motor dianteiro e não traseiro, como o do protótipo de 2007 que lhe deu origem. Este pode ser o subcompacto que a marca irá produzir no Brasil para enfrentar o “Fiat Panda nacional”. Sua plataforma modular pode abrigar modelos compactos e grandes, com redução de custos. Dessa base sairão ainda as próximas gerações do Polo e do Fox, além do Golf VII, que chega aqui em 2012. Ainda este ano chegam o novo New Beetle (que ficou maior), o Golf VI conversível e uma reestilização do EOS.

KIA

Seguindo com a renovação de sua linha, a Kia apresenta no Salão de Genebra a nova geração do Picanto. O carrinho agora muda por completo: o design ficou a cargo do estúdio europeu da marca. As linhas agressivas seguem a tendência de estilo da marca. A gama de motores ganha uma unidade com três cilindros. No Brasil, ele deverá chegar em breve, já que é importado. Muito provavelmente teremos a novidade já no segundo semestre, como modelo 2012. Em maio, a marca apresenta o novo Kia Rio, mais esportivo e bem acabado. Esse modelo já ensaiou várias vezes sua entrada no mercado brasileiro, nunca concretizada.

 

SHARE
Artigo anteriorMercado
Próximo artigoContato