Ferrari 250 GT de 1959 pode se tornar um dos carros mais caros da história

Exemplar que competiu nas 24 Horas de Le Mans pode ultrapassar a marca de R$ 46 milhões

2870

Uma Ferrari 250 GT LWB California Spider de 1959 pode se tornar um dos carros mais caros da história, em um leilão organizado pela RM Sotheby’s que acontece em dezembro, nos Estados Unidos. Considerado um dos melhores exemplares remanescentes das California Spider, o esportivo tem um valor estimado entre US$ 14 milhões e US$ 17 milhões (R$ 46 milhões e R$ 55 milhões).

Além do estado impecável de conservação, esta Ferrari tem todos os ingredientes necessários para ser uma recordista de preço: é rara (a segunda de apenas oito unidades produzidas com carroceria de alumínio) e tem um histórico de participação em corridas na Europa, EUA e Caribe (foi encomendada na fábrica com especificação de competição e estreou nas 24 Horas de Le Mans de 1959, terminando a prova na quinta posição do ranking geral).

Além do chassi longo, o exemplar que vai a leilão está equipado com um motor 3.0 V12, preparado com comando de válvulas especial e carburação tripla, com potência de 266 cv, e outras modificações para pista como o tanque de combustível para competição.

O título de carro mais caro já vendido em um leilão pertence a outra Ferrari 250. Um exemplar da versão GTO produzido em 1962 foi vendido em 2012 por US$ 38.115.000 (cerca de R$ 124 milhões em valores atuais).

blog comments powered by Disqus