Ferrari de 1955 deve atingir marca de R$ 28 milhões em leilão

Com um incomum motor de quatro cilindros, este exemplar da Ferrari 500 Mondial é um dos poucos que competiram pela casa de Maranello sem a carroceria na cor vermelha

Reprodução/Gooding & Company

Sempre que uma Ferrari dos anos 1950 e 1960 aparece em algum leilão, a expectativa é de que ela ultrapasse facilmente a marca do milhão de dólares. E com a Ferrari 500 Mondial Series II das fotos, não será diferente. Uma das atrações de um leilão que será promovido em agosto pela Gooding & Company, nos Estados Unidos, o esportivo clássico deverá mudar de dono por um valor estimado entre US$ 5,5 milhões e US$ 7,5 milhões (entre R$ 20 milhões e R$ 28 milhões).

Dentre os motivos que tornam a Ferrari produzida em 1955 tão especial estão o fato deste carro ter sido um dos poucos a competir pela equipe da casa de Maranello sem a carroceria pintada em vermelho, além de ainda ter o motor original de fábrica: um 2.0 de quatro cilindros de 173 cv que é incomum para um automóvel da marca (famosa pelos seus motores V12), mas cuja origem é o propulsor usado na Fórmula 1 daquele ano.

Encomendado por um piloto francês à fábrica de Enzo Ferrari (o que explica a carroceria na cor azul, típica dos carros de competição franceses da época), o exemplar de chassi 0556 foi vendido novamente à fábrica ainda em 1955, sendo um dos três carros da Scuderia que competiram no GP da Venezuela daquele ano, vencendo a prova em sua categoria e terminando na quinta colocação geral. Até 1960, o esportivo passou pelas mãos de outros donos e competiu em provas no Caribe e nos Estados Unidos, até chegar às mãos de Robert Phillips, um oficial da Marinha dos EUA que encontrou a Ferrari abandonada em uma loja de carros da Califórnia e é o dono do veículo até hoje.

Confira no vídeo a história desta Ferrari, contada pelo próprio dono (em inglês):

 

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar