Ferrari processa ONG por exclusividade em nome de SUV

SUV Ferrari Purosangue
A SUV da Ferrari que disputa o nome Purosangue com uma pequena ONG

A Ferrari está processando uma pequena ONG italiana pelo direito de usar, com exclusividade, o nome Purosangue em sua SUV anunciada em 2018. O problema, informa a edição digital do jornal Finalncial Times, é que uma pequena ONG de caridade que trabalha para combater o doping utiliza este nome desde 2013.

+ Kobe Bryant tinha coleção de Ferraris e Lamborghinis
+ Vídeo mostra fabricação da Ferrari SF90 Stradale; assista
+ Motor que deu título da F-1 a Schumacher vai a leilão

A montadora italiana admite que a ONG tem o nome há mais tempo. Mas, argumenta na ação, que ela não utilizou a marca o suficiente nos últimos 5 anos de forma que justifique a impossibilidade da fabricante automotiva batizar sua SUV com o mesmo nome.

Um advogado da Fondazione Purosangue ouvido pelo jornal afirma que a parceria com a Adidas, que lançou dois modelos de tênis com a marca da ONG, e com parte da renda revertida à causa da fundação, é prova suficiente de que o nome está sendo utilizado.

Não seria primeira vez que a Ferrari iria aos tribunais para defender sua marca. Em agosto de 2019 a montadora entrou numa disputa com um estilista que postou uma foto que a Ferrari considerou de mau gosto. Philipp Plein publicou uma foto de sua Ferrari em que aparece sem camisa lavando o carro acompanhado de duas mulheres em biquínis.

View this post on Instagram

SUMMER JUST STARTED @alecmonopoly @alexadellanos @luciabartolix

A post shared by Philipp Plein (@philippplein) on

Cinco anos antes, a briga foi com o DJ canadense Deadmau5, que envelopou sua Ferrari 458 Italia em vinil azul com imagens do Nyan Cat, um meme postado originalmente no YouTube em 2011 e que virou sucesso absuluto na internet. Apelidado de Purrari (um trocadilho com o termo “purr”, o equivalente em inglês ao ronronar dos gatos), a disputa foi resolvida após um bate-boca no Twitter do artista.

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga