124 Spider é o Fiat que vem do Japão (e vai deixar saudade)

O nome 124 Spider carrega uma história de 50 anos. O pequeno roadster foi lançado em 1966 vindo de uma família composta por variantes sedã (no Brasil, o Lada Laika), perua e coupé. O novo 124 Spider surgiu da parceria entre a Fiat e a Mazda. A plataforma é compartilhada entre os dois modelos, exibindo o design clássico dos roadsters: dianteira longa, traseira curta e espaço para dois ocupantes. As linhas do 124 Spider nos remetem diretamente ao modelos dos anos 60 desenhado pelo estúdio Pininfarina.

Italiano sim, mas com passaporte japonês, já que o Fiat é produzido em Hiroshima, no Japão. O interior é o da quarta geração do Mazda MX-5 Miata, exibindo um acabamento de qualidade e detalhes em cromado fosco. A capota de lona não tem mecanismo elétrico e seu acionamento é manual. Lá fora, pois a Fiat não tem planos de vender o 124 Spider no Brasil, há versões Classica e Lusso, ambas com motor turbo 1.4 16V Multiair de 140 cv de potência e 24,5 kgfm de torque – o Mazda MX-5 Miata tem bloco 2.0 de 157 cv reservado para o mercado norte-americano. Assim como, o irmão japonês, o câmbio do 124 Spider é manual de seis marchas, mas existe opção de transmissão automática de seis velocidades oferecida opcionalmente.