Fiat Bravo Blackmotion: Mais conforto que esportividade

Roberto Assunção

Volkswagen Golf e Ford Focus há gerações disputam o título de “referência” no segmento de hatches médios. Com suspensões independentes, direções precisas e acertos exemplares, são o que há de mais prazeroso de guiar no segmento. Mas nem todos os consumidores se pretendem pilotos, e às vezes um acerto confortável, uma boa lista de equipamentos, um porta-malas grande e um preço atraente podem ser mais importantes do que dinâmica e desempenho. E aí vale olhar o Bravo, principalmente nessa versão Blackmotion (que, apesar do nome, também vêm em branco, cinza e prata).


Além do acabamento exemplar, o Bravo Blackmotion vem com central multimídia com GPS e ar de duas zonas

Além do acabamento sofisticado, com materiais atraentes ao toque e aos olhos, do visual incrementado e da suspensão mais firme (a mesma do T-Jet), ele traz muitos itens de série, com destaque para ar digital de duas zonas com saída traseira, bancos parcialmente de couro, direção elétrica com dois modos, piloto automático, ponteira de escape cromada dupla, comandos de áudio no volante, faróis com iluminação de curvas, e sistema de navegação com tela sensível ao toque e informações de trânsito. Para completar, tem um porta-malas maior que o da concorrência, com 400 litros (contra 316 do Focus e 338 do Golf). Claro que ele tem seus problemas: falta torque ao motor 1.8 em baixas rotações, o consumo é alto, o câmbio não tem engates precisos e a direção podia ter mais peso.

Para completar, o aproveitamento de espaço decepciona: quem viaja atrás tem pouco espaço para as pernas. Mesmo assim, antes de você descartar o Bravo falando que Focus e Golf têm dirigibilidade melhor, analise os preços: enquanto esse Bravo parte de R$ 70.300, o Ford Focus 1.6 básico (S), por exemplo, custa R$ 68.900. Tem boa potência para seu tamanho (135 cv), mas menos torque, e sua lista de equipamentos fica longe da do Bravo: para ter alguns dos itens do Fiat, é preciso comprar a versão 2.0 Titanium, de R$ 85.900. Já o Golf mais acessível custa R$ 74.300, e apesar de já vir com sete airbags e controle de estabilidade, não tem nem de perto a os equipamentos de conveniência e conforto (os “mimos”) desse Bravo.

—–

Ficha técnica

Fiat Bravo Blackmotion

Motor: 4 cilindros em linha, 16V
Cilindrada: 1747 cm3
Combustível: flex
Potência: 130 cv a 5.250 rpm (g) e 132 cv a 5.250 rpm (e)
Torque: 18,4 kgfm a 4.500 rpm (g) e 18,9 kgfm a 4.500 rpm (e)
Câmbio: manual, cinco marchas
Tração: dianteira
Direção: elétrica
Dimensões: 4,373 m (c), 1,792 m (l), 1,488 m (a)
Entre-eixos: 2,602 m
Pneus: 215/45 R17
Porta-malas: 400 litros
Tanque: 58 litros
Peso: 1.411 kg 0-100 km/h: 10s3 (g) e 9s9 (e)
Vel. máxima: 191 km/h (g) e 193 km/h (e)
Consumo cidade: 8,9 km/l (g) e 6,4 km/l (e)
Consumo estrada: 10,9 km/l (g) e 7,5 km/l (e)
Nota do Inmetro: E (categoria Médio)