Fiat confirma 500X híbrido, “Compass” da Alfa e SUV da Maserati

Fiat vai usar 1.3 Firefly em sistema híbrido leve para ter uma opção eletrificada a preço acessível. Powertrain será compartilhado com Compass e Renegade

Fiat
Foto: Divulgação

O lançamento do Fiat 500X Hybrid está entre as novidades mais importantes confirmadas pelo grupo ítalo-americano FCA ontem, 24, depois que o governo italiano aprovou uma garantia pública para um empréstimo de 6,3 bilhões de euros destinado à Fiat Chrysler (FCA), fragilizada pela crise do novo coronavírus (leia mais aqui).

Diferentemente do irmão Jeep Renegade, no entanto, o SUV italiano não usará um conjunyo mecânico da série 4xe: não ser híbrido plug-in, portanto, mas terá um sistema híbrido leve de 48 volts mais simples (e mais barato).

O novo módulo de motor GSE / MHEV será desenvolvido em Termoli (CB) e poderá ser combinado com os novos motores turbo-gasolina 1.3 da família Firefly, dos quais já existe uma versão micro híbrida (usada no Fiat Panda e 500 Hybrid) do motor três cilindros.

TAMBÉM NOS JEEP COMPASS E RENEGADE

O motor que caracterizará o novo híbrido 500X também será também oferecido no Jeep Renegade e no Compass: os três modelos eletrificados serão produzidos na fábrica de Melfi em Basilicata. A Fiat do Brasil não confirma produção nacional, que é pouco provável nas atuais condições.

O “COMPASS” DA ALFA

Conforme antecipado pelo plano industrial apresentado nos últimos meses, o grupo FCA colocará em produção um novo SUV do segmento C da marca Alfa Romeo. O novo utilitário esportivo do Biscione será posicionado sob o Stelvio, com dimensões que não devem se desviar excessivamente daquelas do Jeep Compass.

2019-Tonale

 

O carro será produzido na fábrica de Pomigliano em Campania, mas, no momento, não há outras informações: o novo Alfa deve derivar do conceito Tonale apresentado no Salão Automóvel de Genebra de 2019 e pode retomar essa denominação, propondo-se desde a estreia com motores híbridos (também plugar).

O SUV DE ENTRADA DA MASERATI

A eletrificação da linha Maserati começará em 15 de julho, quando a marca de Modena apresentará o Ghibli híbrido. Pouco depois, ele será acompanhado por uma versão híbrida do SUV Levante.

2019-Maserati-Suv-compatta

Os dois carros serão produzidos em Turim, onde também nascerão os novos GranTurismo e GranCabrio (também oferecidos com trem de força elétrico completo). Este último, no entanto, não será as únicas emissões zero na linha da marca do tridente: o superesportivo MC20 também terá uma versão a bateria.

O dois lugares com motor central será produzido em Modena e trará a marca de volta ao mundo das corridas. Para expandir seus volumes de produção, a Maserati também tem outra novidade: em Cassino (FR), em breve um SUV entrará em produção para ficar posicionado abaixo do Levante e ao lado de Ghibli no segmento D, como novo SUV de entrada da gama.

Reportagem de Gian Luca Pellegrini, de nossa parceira Quattroruote

+Avaliação: Fiat 500X tem base de Renegade e está de olho no Brasil
+Avaliação: na terra, Fiat Argo Trekking 1.8 AT supera muito SUV compacto
+Comparativos históricos: Audi RS 6 Avant x Mercedes E 63 AMG x Jaguar XFR
+Exclusivo: Emerson Fittipaldi acelera um Fórmula 1 moderno
+Nova Fiat Strada vai ter versão com caçamba maior
+Contran autoriza aula remota em auto escolas

 

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga