Fiat Toro básica se chamará Urban e deve partir de R$ 75.000

0
10400

A edição de outubro da revista Motor Show, que está nas bancas desde o início do mês, trouxe com exclusividade o visual definitivo da picape Fiat Toro. As projeções foram feitas por João Brigato, seguindo informações da equipe da revista. No dia 15 de outubro a Fiat desistiu de esconder a picape até janeiro, como era sua intenção, e divulgou a primeira e única foto oficial da Toro. As semelhanças entre a projeção da Motor Show e a picape real são impressionantes e chegam a 95%.

As únicas diferenças estão na aba lateral da proteção inferior do para-choque dianteiro, no tamanho dos faróis do meio (um pouco maiores do que na ilustração) e no desenho das rodas (que muda de acordo com a versão). De resto, a Fiat Toro é exatamente como está mostrada na capa da Motor Show número 390. A reportagem é assinada por Douglas Mendonça e traz até os detalhes da motorização e das versões da nova picape. Veja abaixo três parágrafos da reportagem.

A Toro será oferecida inicialmente no Brasil com duas opções de motor. A versão de entrada se chamará Urban e terá motor 1.8 flex de 130/132 cv (gasolina/etanol), semelhante ao do Jeep Renegade, e sempre associado a um câmbio automático de seis marchas. Haverá também a versão Country com motor turbodiesel 2.0 MultiJet (também do Renegade) de 170 cv e 35,7 kgfm de torque. Essa unidade será associada ao câmbio automático ZF de nove marchas ou a uma caixa manual de seis marchas, sempre com tração 4×4. Ainda em 2016 chegará uma terceira opção, com o motor 2.4 flex TigerShark MultiAir de 186 cv e 24,4 kgfm – que deve ser associado aos dois tipos de transmissão e de tração. Só haverá cabine dupla.


Fontes informaram que a Toro 2.0 turbodiesel manual terá desempenho bastante semelhante ao da Ford Ranger 3.2 (sem 4×4), mas com um consumo 20% menor. Pelos números que levantamos, deverá marcar cerca de 10 km/l na cidade e 13 km/l na estrada. Resultados bem promissores, principalmente quando consideramos que acelera de 0-100 km/h na casa de 11 segundos e atinge 190 km/h de velocidade máxima.

Quanto ao preço, falando em valores de hoje, sabemos que a Oroch 1.6 deverá custar cerca de R$ 63.000 e a versão mais completa 2.0 chegará na faixa dos R$ 72.000. A Toro, um pouco maior, será também mais cara e deverá ter preços partindo da faixa dos R$ 75.000, com a versão topo de linha turbodiesel automática 4×4 chegando a cerca de R$120.000. Percebe-se claramente que outra grande vantagem desse novo conceito de picape que está chegando é seu preço mais baixo que a das concorrentes maiores, que, devido à sua complexidade construtiva, custam mais caro.