Ford cria Mustang em homenagem a caça da Segunda Guerra

Divulgação

São tantas as histórias que explicam a adoção do nome Mustang para o pony car da Ford dos anos 1960 que nem a montadora tem certeza de qual delas é a verdadeira. E uma delas diz que a inspiração veio do avião de caça P-51 Mustang, que serviu a então Força Aérea do Exército dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial. E é justamente esta aeronave que a Ford resolveu homenagear com o Mustang “Ole Yeller”.

Construído pelo fabricante especialmente para um leilão beneficente da EAA (sigla em inglês para Associação de Aviões Experimentais) dos Estados Unidos, com o objetivo de levantar fundos para projetos educacionais e de formação de pilotos, o Mustang personalizado presta um tributo ao P-51 de mesmo nome, que após o serviço militar se tornou famoso em corridas aéreas no país.

Baseado no esportivo Shelby GT350 Mustang, o “Ole Yeller” traz a mesma pintura amarela da aeronave e está equipado com um motor 5.2 V8 de 533 cv e uma transmissão manual de seis marchas.

A construção de Mustangs especiais para o leilão da EAA é iniciativa apoiada pela Ford há vários anos. Desde 2008, o fabricante cria uma versão especial do pony car, sempre com inspiração em aviões, unidades aéreas ou até no programa espacial Apollo, como foi o caso do ano passado.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar