Ford EcoSport FreeStyle Plus 2.0 PowerShift: um nome garboso e um “plus a mais”

Roberto Assunção

Foi-se o tempo em que o Ford EcoSport reinava sozinho no mercado. Agora, além do Renault Duster, o crossover tem a concorrência das novidades Honda HR-V, Jeep Renegade, Peugeot 2008, JAC T6 e até do Suzuki S-Cross. Por isso, a Ford ampliou a gama de versões do Eco com a chegada da configuração FreeStyle Plus 2.0 PowerShift por R$ 82.900. Seu diferencial para as configurações FreeStyle 2.0 PowerShift (R$ 78.900) está na inclusão de itens de requinte e de segurança, como os airbags laterais e de cortina e os bancos revestidos de couro. Fora isso, ao volante o modelo continua mantendo seus acertos e erros. O motor 2.0 flex oferece 140/147 cv de potência (etanol/gasolina) e está atrelado à transmissão automatizada de dupla embreagem PowerShift de seis marchas.


O Eco FreeStyle Plus é muito bem equipado. Destaques para o câmbio automatizado de seis marchas e para o sistema Sync, mas a telinha minúscula já começa a ficar obsoleta

Esse conjunto garante respostas rápidas, com as marchas passadas rapidamente, e opção de trocas sequenciais, mas somente pelo botão ao lado da alavanca de câmbio. As suspensões privilegiam o conforto. Portanto, dependendo do tipo de piso, deixam a carroceria rolar nas curvas – também por conta do centro de gravidade alto do carro. Durante nossa avaliação urbana, o computador de bordo indicou uma média de 5 km/l utilizando etanol em condições de trânsito intenso e com o ar-condicionado ligado. Por dentro, o EcoSport oferece uma boa posição de dirigir.

Porém, alguns pontos negativos vão para a tela da central multimídia monocromática e pequena (embora o sistema Sync seja excelente), o extenso uso de plásticos no acabamento, os comandos dos vidros elétricos em posição pouco cômoda, a tampa do porta-malas com abertura lateral (que exige mais espaço) e no ultrapassado estepe exposto – já abolido tanto pelos concorrentes quanto pelo modelo europeu. Apesar dessas características negativas, o Ford, além dos seis airbags (dianteiros, laterais e de cortina), oferece controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, piloto automático, sensor de estacionamento e sistema Sync – que faz automaticamente uma chamada para o Samu em caso de acidentes graves e ainda conta com a função AppLink.

—–
Ficha técnica:
 

Ford EcoSport FreeStyle Plus 2.0 PS
 

Motor: 4 cilindros em linha, 16V
Cilindrada: 1999 cm3
Combustível: flex
Potência: 140 cv a 6.250 rpm (g) e 147 cv a 6.250 rpm (e)
Torque: 18,9 kgfm a 4.250 rpm (g) e 19,7 kgfm a 4.250 rpm (e)
Câmbio: automatizado, seis marchas, dupla embreagem
Tração: dianteira
Direção: elétrica
Dimensões: 4,241 m (c), 1,765 m (l), 1,696 m (a)
Entre-eixos: 2,521 m
Pneus: 205/60 R16
Porta-malas: 352 litros (705 litros com o banco rebatido)
Tanque: 52 litros
Peso: 1.229 kg 0-100 km/h: não divulgada
Velocidade máxima: não divulgada
Consumo cidade: 9,7 km/l (g) e 6,6 (e)
Consumo estrada: 11,5 km/l (g) e 8,0 km/l (e)
Nota do Inmetro: não participa

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar