Ford F-150 Raptor é picape com fôlego de esportivo

Uma das picapes mais radicais já produzidas é a F-150 Raptor. Por quê? Para início de conversa, o motor V8 antigo foi substituído por um bloco biturbo V6 GTDI 3.5 EcoBoost de 456 cv e 70,5 kgfm. Ou seja, entrega 40 cv e 10,5 kgfm a mais, comparado à Raptor anterior. Também são novos a transmissão de dez marchas e o sistema de tração 4×4 com seis modos de gerenciamento: normal, tempo, esporte, rocha, lama/areia e baja (é o único modelo da Ford a contar com esse recurso).

Nesse último, há uma otimização da resposta do acelerador, do câmbio e do turbocompressor para beneficiar a capacidade off-road. Curioso é que a maior potência veio acompanhada de uma economia de combustível de 20%, graças à adoção do motor menor e do start-stop. Lado a lado com a picape Raptor 2014, a carroceria de alumínio e o chassi de alta resistência contribuíram para uma diminuição de 220 kg no peso.

Se fosse vendida aqui, custaria pelo menos R$ 540.000. Pena que não está nos planos.

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar