Ford forma sociedade com a Mahindra para se manter na Índia

Montadora indiana terá 51% das ações, enquanto a Ford ficará com uma fatia de 49% da sociedade

0
105
Ford Ka feito na Índia (Divulgação)

Para manter as suas operações na Índia, a Ford anunciou nesta terça-feira (1º) a formação de uma joint venture com a Mahindra. A montadora indiana terá 51% das ações da nova empresa, enquanto a Ford ficará com uma fatia de 49% da sociedade.

Fazem parte do acordo as unidades de montagem de veículos de Chennai e Sanand. Apenas a fábrica de motores de Sanand será mantida como propriedade exclusiva da marca do oval azul.

Em 2017, as duas companhias já haviam assinado uma aliança estratégica para o desenvolvimento. Neste novo passo da união, as duas empresas vão fazer o desenvolvimento conjunto de novos veículos — está previsto o lançamento de um novo SUV da Ford com a mecânica e plataforma da Mahindra — e vão unir forças no mercado internacional (os veículos da marca indiana poderão ser oferecidos nas concessionárias Ford). Já no mercado interno, os carros com o logotipo do oval continuarão sendo produzidos normalmente. E vendidos na rede de concessionários própria da Ford.


O arranjo obtido pela Ford para manter as suas operações no país asiático é parecido com o da Maruti. Atual líder do mercado local, a empresa é fruto de uma joint venture entre a japonesa Suzuki e o governo indiano. Atualmente, a lista de modelos produzidos pela Ford no mercado indiano inclui o Figo (uma variação local do Ka brasileiro) e o EcoSport, que são feitos para atender aos mercados local e de exportação.