Ford Maverick e mais 4 carros que eram bem diferentes no passado

Não é só a nova picape da Ford. Confira outros modelos de carro que só têm o nome em comum

Ford Maverick 2022
Ford Maverick XLT Hybrid

O novo Ford Maverick foi revelado na última terça-feira (8), nos Estados Unidos. Mas esqueça o cupê e o sedã que fizeram sucesso nos EUA e no Brasil nos anos 1970. O nome acabou sendo reciclado pela marca do oval em uma picape monobloco.

+ Chevrolet Corvette: ao volante do novo C8 (uma Ferrari americana?)
+ Ele voltou: conheça detalhes do Chevrolet Monza que foi apresentado na China
+ Avaliação: Mitsubishi Eclipse Cross agora é nacional. Vale a pena?
+ Toyota apresenta o Corolla GR-S 2021, com visual e suspensões esportivas

Mas este está longe de ser um exemplo isolado dentro da indústria automobilística, com alguns modelos tendo mudado bastante depois de algumas gerações ou mesmo de uma geração para outra. Confira na lista a seguir.

Ford Maverick

O Ford Maverick se tornou um carro de desejo no Brasil dos anos 1970, com a sua configuração GT V8, equipada com um motor 5.0 de oito cilindros, fazendo sucesso nas pistas de corrida e entre os fãs de carros potentes.

Mas os tempos mudaram. Hoje o nome Maverick é utilizado na menor picape da Ford americana, que usa uma carroceria monobloco feita sobre a base do SUV Bronco Sport e traz inclusive a opção de motorização híbrida.

Mitsubishi Eclipse

Entre 1989 e 2011, Mitsubishi Eclipse era o nome de um cupê esportivo, que fez muito sucesso no Brasil nos anos 1990, tendo ainda ganhado uma legião de fãs nas décadas seguintes com a sua participação na franquia de filmes “Velozes e Furiosos”.

Mas em 2017, a marca japonesa resolveu aproveitar esse nome forte em um SUV médio, que desde 2019 é montado no Brasil. Talvez para atenuar as críticas dos fãs, o fabricante decidiu acrescentar o Cross ao nome do modelo.

Toyota Corolla

Hoje o modelo médio é alvo de várias brincadeiras entre os fãs dos automóveis, por seu visual contido e pegada conservadora. Mas nem sempre o Toyota Corolla foi assim.

Nos anos 1980, o Corolla Levin (que também era conhecido pelos nomes AE86 e Sprinter Trueno) combinava a carroceria hatch de três portas com um motor 1.6 de 130 cv e um câmbio manual de cinco marchas, que enviava a tração para as rodas traseiras. Receita que faz o modelo ainda ter uma forte legião de fãs no exterior.

Chevrolet Corvette

Lançado em 1953, o Chevrolet Corvette é um dos carros esportivos mais icônicos do mundo, tendo sido conhecido durante boa parte da sua história pelo capô longo, que desde 1955 abrigava um potente motor V8.

Mas a General Motors decidiu mudar a receita na geração mais recente do modelo. Quebrando uma fórmula que vinha desde 1953, o Corvette atual traz um motor em posição central-traseira.

Chevrolet Monza

O Chevrolet Monza teve três vidas completamente distintas nos últimos 40 anos. O nome foi utilizado pela primeira vez em um modelo compacto de duas portas que foi oferecido entre 1974 e 1980 nos Estados Unidos. Dois anos depois, o mesmo nome foi aproveitado no Opel Ascona que era produzido pela filial brasileira da General Motors e seguiu em linha até 1996.

Mas a história não acabou aí. Desde 2019, Monza é um sedã vendido pela Chevrolet no mercado chinês, modelo que fica posicionado acima do Onix Plus no país asiático.

Mais na Motor Show

+ Veja quanto custa manter o Jeep Renegade 1.8 até os 72.000 km
+ Produção de carros no Brasil está represada por falta de chips, destaca Anfavea
+ Novo Caoa Chery Tiggo 5X já está em testes no Brasil
+ Lamborghini Sián ganha réplica de Lego com 400.000 peças
+ Leilão do Santander tem Chevrolet Onix Plus 2020 por menos de R$ 50 mil
+ Picape Ford Maverick 2022 estreia nos EUA híbrida e mais barata do que o EcoSport

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel