Ford testa semáforos inteligentes que ficam verdes para emergências

A montadora afirma que o sistema pode ajudar a reduzir o risco de acidentes causados por socorristas que atravessam os semáforos vermelhos

0
6
Foto: Divulgação

Em situações de emergência, o tempo para uma ambulância, bombeiro ou viatura de polícia chegar ao local pode ser decisivo para a vida de uma pessoa. Por isso, a Ford está testando uma tecnologia que deixa os semáforos inteligentes para que possam acender a luz verde de forma automática.

Além disso, a montadora afirma que o sistema pode ajudar a reduzir o risco de acidentes causados por socorristas que atravessam os semáforos vermelhos. O congestionamento também pode ser reduzido por meio dos semáforos, que enviam informações se eles estão vermelhos ou verdes aos veículos que se aproximam.

O ensaio faz parte de um projeto mais amplo que envolve testar veículos automatizados e conectados e infraestruturas em áreas rodoviárias, urbanas e rurais. Ele ocorreu entre janeiro de 2020 e março deste ano.


+ Leilão de clássicos de sábado (2): lista inclui Chev C10 e Ford 1929
+ Ford mostra teaser de dois SUVs elétricos que chegarão à Europa
+ Ford Ranger FX4 estreia posicionada acima da Storm por iniciais R$ 288.990
+ Patente mostra que Ford trabalha em ‘Pet Mode’
+ Ford revela novo Bronco Raptor V6 com mais de 400 cv; assista

Como ocorreram os testes?

Para testar a tecnologia, a Ford utilizou uma via com oito semáforos consecutivos em Aachen, na Alemanha, e dois trechos com três semáforos nos arredores da cidade, todos montados por parceiros do projeto.

O veículo de teste foi um Ford Kuga híbrido plug-in, que se comunicava com a infraestrutura. Ele atuou como ambulância e veículo de passageiros para os diferentes testes.

O veículo sinalizou aos semáforos para acender a luz verde. Assim que o veículo passou pelo cruzamento, os semáforos voltaram ao funcionamento normal. Ele também recebeu informações em tempo real sobre quando os semáforos passariam de vermelho para verde e de verde para vermelho. A tecnologia Adaptive Cruise Control da Ford adaptou a velocidade do veículo para que não ocorresse uma frenagem brusca.

A comunicação entre veículos e semáforos foi possível graças a tecnologia C-V2X (Cellular Vehicle-to-Everything), uma plataforma unificada que liga os veículos à infra-estrutura rodoviária e outros veículos.

Assista ao vídeo de divulgação abaixo:

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Cauã Reymond ganha Range Rover Sport híbrido de 404 cv; conheça
+ Startup brasileira inicia pré-venda de sua 1ª moto elétrica
+ Nova Montana: 3ª geração da picape da Chevrolet chega em 2023; assista
+ Modificação de carros dispensa autorização prévia, segundo Projeto de Lei
+ A Mobylette está de volta, agora elétrica
+ Ram 3500: foram vendidas 1.109 unidades da picape de luxo em 5 horas
+ Ram lança a luxuosa picape 3500 no Brasil; confira as versões e preços
+ Avaliação: Honda City 2022 quer ser novo Civic, mas não é
+ Shineray lança a motocicleta elétrica SHE S no Brasil; conheça
+ Lotus entra para o mundo dos SUVs com modelo elétrico de 600 cv