Games & Apps: Costureiro do trânsito

Dirigir nas marginais de São Paulo depois da polêmica redução dos limites de velocidade virou um verdadeiro tédio. A ideia dos 50 km/h pegou tanto que até mesmo nas pistas central e expressa, com limites maiores (60/70 km/h), há motoristas ainda assustados com a novidade e trafegando a 45/50 km/h. Às vezes dá vontade de acelerar até 100 km/h e sair costurando, não? Na vida real isso seria considerado imoral e renderia multas. No game Traffic Racer, porém, essa é justamente a diversão.

O game ocupa apenas 55 MB de memória, é gratuito e está disponível para smartphones e tablets com os sistemas Android, iOS e Windows. A versão sem custo, porém, é cheia de propagandas – mas elas podem ser eliminadas por cerca de R$ 6. Os gráficos são simples, assim como a jogabilidade: para acelerar e frear, basta apertar pedais na tela; para mudar de faixa, é só inclinar o aparelho para os lados. Há ainda um botão para buzinar e piscar os farois e, caso você esteja na ambulância ou no carro de polícia, outro para ativar a sirene.

Quanto mais imprudente nas “costuradas”, mas dinheiro o jogador ganha. Rodar acima de 100 km/h rende bônus, assim como tirar finas de outros veículos e circular na contramão. O dinheiro ganho é usado para melhorar seus carros e comprar novos – e o curioso é que a lista vai de modelos usados como Lada Laika e Chevrolet Ranger a um Porsche 911 clássico, passando por outros mitos da indústria e até caminhões. Para acelerar o progresso, pode-se usar dinheiro de verdade para comprar a moeda virtual. Fica a sugestão: alivie sua raiva no game e depois siga tranquilo nas marginais, respeitando os limites e escapando das multas.

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar