GM lucra o equivalente a R$ 72 com o carro elétrico mais vendido na China

O Wuling Hongguang Mini EV somou mais de 125.000 unidades emplacadas apenas nos primeiros quatro meses de 2021

0
1518
GM lucra o equivalente a R$ 72 com o carro elétrico mais vendido na China
Wuling Hongguang Mini EV

A China é um dos mercados mais interessantes do mundo em termos de carros elétricos, com uma grande variedade de veículos a bateria acessíveis e voltados para uso urbano. Um desses é o Wuling Hongguang Mini EV, produzido por uma joint venture entre a General Motors e um fabricante local e que custa o equivalente a R$ 23 mil.

+ Híbridos e elétricos serão menos de 10% dos carros 0km brasileiros em 2030, aponta estudo
+ BMW CE 04 é um scooter elétrico com preço de F 850 GS
+ Fabricante dos táxis de Londres lança motorhome 100% elétrico
+ Carro elétrico JAC E-JS1 entra em pré-venda no Brasil com preço de Toyota Corolla flex


Entre janeiro e abril deste ano, segundo a consultoria Focus2Move, o Wuling Hongguang Mini EV somou 125.925 unidades vendidas na China e foi o elétrico mais emplacado por lá. Mas segundo uma reportagem do site local Xcar, a venda de cada unidade garante um lucro de apenas 89 iuanes (cerca de R$ 72) ao fabricante.

O que explica o fato de o fabricante manter em produção um carro que praticamente não dá lucro é a legislação do país asiático. A publicação explica que os fabricantes chineses ganham uma quantidade de créditos de energia para cada carro de emissão zero vendido, sendo que o Mini EV garante dois pontos por unidade emplacada.

No final do ano, os créditos energéticos excedentes podem ser vendidos para fabricantes de automóveis poluidores, a um valor de cerca de 3.000 iuanes (R$ 2.400) por crédito. Levando em consideração o volume de vendas do Mini EV, dá para entender agora como a General Motors faz para fechar as contas.

Com 2,92 metros de comprimento, o Wuling Hongguang Mini EV é 65 cm mais curto do que um Fiat Mobi e é capaz de levar quatro ocupantes. Em sua versão de maior autonomia, a bateria de 13,8 kWh garante uma autonomia de 170 km e uma velocidade máxima de 100 km/h.

Mais na Motor Show

+ Veja 5 carros premium que estão disponíveis no app 99
+ Comparativos históricos (2012): Chevrolet S10 LTZ flex vs. Ford Ranger Limited flex
+ Fiat 127 Rustica era o “SUV brasileiro” da marca muito antes do Pulse
+ OLX lança Histórico Veicular para compra de venda de carros usados
+ O 1º Skyline não era Nissan e tinha motor de 60 cv
+ Postos do Sudeste têm a gasolina mais cara do Brasil, aponta estudo