Gol e Fox Rock in Rio

GOL E FOX ROCK IN RIO

O festival Rock in Rio terá sua terceira edição brasileira realizada em setembro e outubro. Para comemorar, a Volkswagen lançou as séries especiais Gol e Fox Rock in Rio. Ambos trazem detalhes de design exclusivos, volante multifunção e CD com entradas USB, para iPod e para cartões SD, além de bluetooth. Serão apenas 900 exemplares do Gol, todos com motor 1.0, e 350 unidades do Fox, com motor 1.6. O consumidor ainda ganha uma senha exclusiva que permitirá baixar as músicas gravadas ao vivo durante os shows.

Lamborghini abandona a transmissão manual

Os puristas e os apaixonados pela Lamborghini devem estar inconformados. Foi anunciado que a marca italiana irá deixar de equipar seus superesportivos com câmbio manual. A decisão foi tomada depois que a marca notou que só 2% de seus consumidores optam por esse tipo de transmissão. O novo Aventador, por exemplo, com um V12 de 700 cv, é vendido apenas com câmbio automático de sete velocidades. Em outra nota, a marca anunciou que o aguardado Sesto Elemento, um novo modelo, começa a ser produzido em breve, com motor V10 de 5,2 litros e potência de 562 cv.

Festival de Goodwood

O tradicional Festival de Velocidade de Goodwood foi realizado no início de julho na Inglaterra. Neste ano, homenageou as 500 Milhas de Indianápolis. Duas vezes vencedor da prova (1989 e 1993), o brasileiro Emerson Fittipaldi desfilou a bordo dos dois Penske com que participou da lendária prova. Outra celebridade presente foi Nick Mason, baterista da banda Pink Floyd e colecionador de carros de corrida, que se revezou com Hans-Joachim Stuck, ex-piloto de F-1 e vencedor das 24 Horas de Le Mans, como pilotos do Auto Union Type D 1939, o famoso “Flecha de Prata”, o modelo na foto acima.

“O preço ainda é o fator mais importante na hora da compra de um carro”

Sérgio Reze, presidente da Fenabrave, durante a apresentação dos resultados de vendas e de produção do mercado nacional realizada em São Paulo no início de julho

ENCONTRO DE CITROËN 2CV

O 19° Encontro Mundial dos Amigos do 2CV aconteceu entre os dias 26 e 31 de julho na França. Foram reunidos mais de seis mil exemplares do modelo, uma paixão dos franceses. Além disso,também participaram da reunião quatro protótipos construídos antes da Segunda Guerra Mundial, o conceito Revolt (com linhas inspiradas no simpático modelo) e o DS3 WRC. O 2CV foi apresentado ao público no Salão do Automóvel da França em 1948 e sua produção foi encerrada em 1990. Nesses 42 anos, somou 5.114.969 unidades fabricadas, das quais 1.246.335 na versão Furgoneta (furgão).

MINI COOPER

JOHN COOPER WORKS CABRIO

O novo Mini Cooper John Cooper Works Cabrio já está à venda nas concessionárias da marca por R$ 149.950. Além de charmoso, ele é muito potente. O motor de quatro cilindros 1.6 turbo – o mesmo conjunto já utilizado pelo campeonato Mini Challenge Cup – produz, nessa versão, 211 cv. O carrinho acelera de zero a 100 km/h em 6,9 segundos e atinge 235 km/h de velocidade máxima. A segurança é garantida pela barra anticapotagem e pelos controles de estabilidade (DSC) e de tração (DTC).

Chinesa Chery “inaugura” sua fábrica em São Paulo

No dia 18 de julho foi lançada a pedra fundamental da fábrica da Chery no Brasil. A cidade escolhida é Jacareí, a 80 km de São Paulo. É o primeiro polo industrial da marca fora da China. Com investimentos de US$ 400 milhões, terá capacidade produtiva de 170 mil unidades/ ano. De lá sairão os modelos S18 e A13, ambos com motor bicombustível. A conclusão das obras está prevista para 2013. Na fase de construção do polo industrial, estima-se que 1.500 empregos sejam gerados – e outros três mil postos quando se iniciar a produção dos carros.

Salão de GUADALAJARA

A primeira edição do Salão Internacional do Automóvel de Guadalajara (Saig) aconteceu de 2 a 10 de julho no México. O evento teve a participação de 21 expositores e revelou 18 lançamentos. Entre as marcas participantes, a Nissan lançou o Versa (foto mais abaixo), que deverá desembarcar no Brasil em 2012 com o nome Sunny. A Fiat marca o seu retorno ao mercado local com o 500, e a Mazda anunciou que produzirá os Mazda2 e Mazda3 no México em 2013 (que virão para o Brasil – leia mais detalhes na seção Mercado).

foi a participação dos carros flex no total de licenciamentos de junho, segundo a Anfavea

ADEUS A SID MOSCA

Seu nome era Cloacyr Sidney Mosca, mas ele ficou conhecido por Sid Mosca. O artista, que pintou os capacetes de Ayrton Senna, Nelson Piquet, Emerson Fittipaldi e Keke Rosberg, faleceu em 20 de julho, devido a um câncer. Sua arte figurou nos carros das equipes Brabham, Lotus, Jordan e Copersucar- Fittipaldi. “Sid foi sempre muito querido por todos…para mim ficará teu sorriso e teu abraço de amigo. E o painted by SID para sempre no meu capacete”, escreveu Rubens Barrichello em seu twitter. O artista apareceu na edição 312 da MOTOR SHOW. Para rever a entrevista, acesse www.motorshow.com.br/ edicoes/312/artigo129119-1.htm

Nova linha Firestone

A Firestone lançou a sua nova linha de pneus Multihawk. Disponíveis em sete medidas, de aro 13” e 14”, eles servem para a maioria dos veículos do mercado nacional e substituem os antigos modelos F-570 e F-590. Segundo o fabricante, quando comparados aos principais concorrentes, eles duram até 20% mais e proporcionam uma resistência 10% menor à rolagem, o que reduziria o consumo. Os preços foram mantidos.

DISPUTA ENTRE IGUAIS?

A categoria Itaipava GT Brasil é uma das mais emocionantes do País hoje. O motivo principal para isso é a semelhança entre o desempenho dos diferentes modelos. Mas como é possível esse equilíbrio, com carros tão diferentes competindo? A resposta está no trabalho da chamada Comissão GT, formada por Ivo Sznelwar, diretor técnico da Itaipava GT Brasil; Clóvis Matsumoto, representante da CBA; e Wilson Fittipaldi, ex-piloto e ex-dono de equipe de Fórmula 1. São eles que recebem, propõem e analisam as determinações passadas pela Federação Internacional ITAIPAVA GT: de Automobilismo (FIA). Essas configurações são transmitidas, posteriormente, às equipes e empregadas nos modelos participantes: Corvette Z06, Lamborghini Gallardo LP 560 e LP 600, Ford GT, Dodge Viper Competition e Ferrari 458 Itália. Com potências que podem variar em no máximo 100 cv, a grande magia para diferenciar as performances está no acerto de suspensões, no peso dos bólidos e no ajuste fino dos motores. No início de cada temporada, todos os carros são avaliados pelos pilotos de testes Jean-Marc Gounon e pelo brasileiro Enrique Bernoldi em uma rodada de dois dias de treinos. “O trabalho de equilíbrio é contínuo, e a Comissão GT analisa cada caso, etapa por etapa”, explica Ivo Sznelwar.

Jean-Marc Gounon (de macacão vermelho) e Ivo Sznelwar ajudam a equilibrar a disputa