Guia de compras seu primeiro carro

Analisamos 78 carros até R$ 40.000 em quatro perfis de consumidor (urbano, familiar, versátil e estradeiro). Escolha o melhor para você, para seu filho ou para seu pai, que nunca tiveram um carro zero. Todos eles têm preço básico e preço com ar + direção.

A oferta de carros no mercado brasileiro chegou a um nível de variedade em que é quase impossível você fazer uma compra sem car com aquela sensação de que fez um mau negócio. Quase todas as marcas possuem sites com o programa “monte seu carro”, o que facilita a vida, mas ele só funciona para quem não tem mais dúvidas sobre o modelo e precisa apenas de nir a versão. Por isso, mergulhamos nas opções de compra de todas as montadoras, analisamos todas as características técnicas, consultamos todos os equipamentos de série e zemos a cotação dos equipamentos opcionais de 78 carros até R$ 40.000. O resultado é um verdadeiro dossiê, que apresentamos nas próximas 16 páginas. Para quem já tem uma certa idade e está acostumado a trocar de carro, as dúvidas não pesam tanto, mas, para quem está escolhendo seu primeiro carro zero-quilômetro, não faltam perguntas – especialmente por parte dos jovens. Essas dúvidas atormentam quem vai pagar o próprio carro ou quem pretende comprar um automóvel para o lho que passou no vestibular, para a lha que vai se casar ou para o pai que nunca teve condição nanceira de realizar esse sonho. A nal, adquirir o primeiro carro zero é um momento inesquecível para todo mundo.

Como a oferta de equipamentos de série é diferente em cada fabricante, elegemos nove itens que aparecem em forma de ícones na análise de cada carro: ar-condicionado, direção assistida, computador de bordo, trio elétrico, rádio/CD player, bluetooth, faróis de neblina, banco do motorista com regulagem de altura e rodas de liga leve. Consideramos que esses são os equipamentos mais importantes para quem vai comprar um carro até R$ 40.000. Como se sabe, por lei, todos os carros já saem de fábrica com airbags dianteiros e freios com ABS, por isso não os mencionamos. Este guia foi inteiramente pensado para facilitar sua vida. Os equipamentos de série aparecem nos ícones com um tom mais forte, enquanto os equipamentos opcionais (ou não disponíveis) estão mais claros. Cada versão tem dois preços (básico e com ar/direção), para que você possa comparar. Os carros também foram separados em quatro diferentes per s de comprador: urbano (hatches com menos de 100 cv), familiar (sedãs de qualquer cilindrada), versátil (picapes pequenas) e estradeiro (hatches com mais de 100 cv). Depois de ler este guia, no mínimo você terá fortes argumentos para negociar o preço em qualquer concessionária.

Urbano

Os hatches pequenos ou compactos são os modelos mais indicados para quem vai comprar o primeiro carro zero-quilômetro para rodar na cidade. Normalmente são escolhidas as versões com motor 1.0, mas aqui também temos 1.3 e 1.4. Nosso critério para diferenciar os urbanos dos estradeiros foi a potência do motor (até 100 cv) para este per l. A questão das duas ou quatro portas depende do uso. Mesmo para os jovens, um modelo de quatro portas pode ser útil, pois facilita na hora de levar a galera para a balada. Todos os carros têm o preço básico e o preço com ar-condicionado e direção assistida separados. Os ícones representam os equipamentos de série mais importantes. 

Chery QQ 1.1 

O Chery QQ é o único carro do mercado abaixo de R$ 24.000. Sua mecânica não é das melhores, mas ele vem bem equipado. Ar-condicionado e direção hidráulica já estão incluídos no preço. Seu motor de 1083 cm3 entrega apenas 68 cv, o que é pouco para seus 890 quilos. Sua relação pesopotência é ruim: 13 kg/cv. O torque é de 9,1 kgfm entre 4.000 e 5.000 rpm. Portanto, é um carro indicado para quem costuma andar sozinho, sem muito peso e sem pressa. O tanque tem 35 litros e o portamalas comporta 190 litros.
 

Fiat Palio Fire 1.0 2p

Não decida somente pelo preço atraente do Palio Fire duas portas. Com ar-condicionado e direção hidráulica, seu preço sobe para R$ 29.328. Da nossa lista de equipamentos essenciais, o Palio Fire não tem nenhum de série. Mas o carro é bom de carroceria (trata-se da terceira geração do Palio, que está na quinta) e é melhor do que o Uno Mille, ao qual substituiu. O motor oferece 73/75 cv (gasolina/etanol). O Palio Fire vem com econômetro e hodômetro parcial. Para incluir só a direção hidráulica, o custo é de R$ 1.939. Rodas de liga leve e faróis de neblina estão num pacote de R$ 1.306. 

Fiat Uno Vivace 1.0 2p

Para quem busca um carro de duas portas, o Uno Vivace é a segunda opção mais barata da Fiat. Mas ele só vale a pena se você não precisar de ar/direção, pois esses dois equipamentos são opcionais e custam R$ 5.267 no kit 5. Separados são mais caros: R$ 2.247 pela direção e R$ 3.443 pelo ar. Ele também não tem nenhum dos outros equipamentos da lista. O volante é espumado e o quadro de instrumentos, com iluminação branca, tem econômetro e hodômetro parcial. 

Renault Clio Authentique 1.0 2p

Quem quiser comprar um Clio Authentique deve ter braços fortes, pois ele não oferece direção hidráulica nem como opcional. Pelo menos dá para por ar-condicionado, por R$ 2.490, o que elevaria seu preço de compra para R$ 28.780. Esse francesinho vem realmente “pelado”. Seu motor de 999 cm3 tem 77/80 cv e o portamalas carrega 255 litros. 

VW Up Take 1.0 2p

Praticamente com o mesmo preço do Clio Authentique, o Up Take duas portas tem um item da nossa lista: banco do motorista com regulagem de altura. Ele também traz limpador traseiro. O motor é um pouco mais potente com etanol (82 cv) e menos com gasolina (75 cv). Mas o projeto é muito mais atual. O Up é um dos poucos a trazer sistema iso x para cadeirinha de bebê. Mas, se você tem um bebê, esse carro não é para você, pois tem só duas portas. Opcionais, o ar-condicionado custa R$ 2.830 e a direção elétrica sai por R$ 1.280. 

Chery Face 1.3

Medindo 3,700 m e com um porta-malas de 324 litros, o Chery Face é uma opção muito mais interessante do que seu irmãozinho QQ. Seu preço encosta nos R$ 30.000, mas ele é o carro mais equipado dessa faixa. Da nossa lista, só não tem computador de bordo e bluetooth. O motor de 1297 cm3 a gasolina tem 90 cv de potência e bons 13 kgfm de torque a 4.000 rpm. As rodas de liga leve são aro 14 comcpneus 175/60. Ele também traz indicador de consumo instantâneo. Seu tanque tem capacidade para 45 litros.

Renault Clio Authentique 1.0 4p

A única diferença para o Clio Authentique de R$ 26.290 são as duas portas na traseira, que custam R$ 1.100. Só vale a pena se você realmente costuma andar com amigos. O Clio Authentique quatro portas também não tem direção assistida nem como opcional. O ar sai por R$ 2.490, o que eleva seu preço para R$ 29.880. 

Fiat Palio Fire 1.0 4p

As portas traseiras do Palio Fire signi cam R$ 2.080 a mais na hora de fazer o cheque. Os equipamentos e as características desse carro são os mesmos do Palio Fire duas portas (à esquerda). A única diferença é que ele é 15 quilos mais pesado. Com ar e direção hidráulica, seu preço sobe para R$ 31.408, o que o torna mais caro do que o Fiat Uno Vivace duas portas. 

Fiat Palio Fire Way 1.0

As versões Way da Fiat costumam agradar por ter visual e acabamento mais aventureiros. O Palio Fire Way substitui o Mille Way, que fazia enorme sucesso. Mas, assim como o Palio Fire normal, o Palio Fire Way traz poucos equipamentos de série. Destaque para as calotas, a grade cromada e o cinto retrátil com ajuste de altura. Juntos, ar e direção custam R$ 4.378. Comprada à parte, a direção hidráulica sai por R$ 1.939. O pacote com rodas de liga leve e faróis de neblina custa R$ 1.306. Pode ser bom. 

Fiat Uno Vivace 1.0 4p

As montadoras jogam duro na questão dos equipamentos de série. A Fiat não é diferente. O Uno Vivace quatro portas vem sem nenhum item da nossa lista. Ele pesa 920 quilos e também traz quadro de instrumento com iluminação branca, econômetro e volante espumado. Com ar e direção, este 1.0 salta para R$ 33.487, quase o preço de um Uno 1.4. 

Renault Clio Expression 1.0

O Clio Expression é o primeiro da linha a contar com ar-condicionado e direção hidráulica, mas só como opcionais. Com esses dois equipamentos, o carro passa para R$ 32.320. Além da opção da direção assistida, o Expression traz desembaçador traseiro. Seu motor 1.0 ex tem 77/80 cv de potência e o bagageiro comporta 255 litros.  

Nissan March 1.0

O consumidor pode car confuso na hora de comprar o hatch de entrada da Nissan. Isso porque o New March, fabricado em Resende (RJ), não paralisou a importação do March, produzido no México. Com motor de 999 cm3 e 74 cv, este March mexicano mede 4,350 m, usa pneus 165/70 R14 e vem com dois itens da nossa lista: banco do motorista com regulagem de altura e computador de bordo. O pacote conforto, que inclui ar, direção elétrica e volante com regulagem de altura, eleva o preço para R$ 32.590. Com R$ 500 a mais você compra o New March com quase tudo isso. 

VW Up Move 1.0 2p

A versão Move é a primeira do Up que vale a pena comprar. Ao contrário do Take, o quadro de instrumentos do Move é mais equipado. O iso x talvez não tenha tanta importância num carro de duas portas, mas o imobilizador eletrônico sim. O banco do motorista tem ajuste de altura. Com ar e direção elétrica, o Up Move sobe para R$ 33.310. Considerando alguns preços da Fiat, os R$ 4.060 do ar/direção até que estão razoáveis. Como todos os Up, o Move duas portas tem motor 3 cilindros ex de 999 cm3 com 75/82 cv. 

VW Up Take 1.0 4p

O módulo quatro portas de todos os Up custa R$ 2.020. Os equipamentos são os mesmos das versões duas portas. Portanto, para este Take mais caro vale o mesmo do Take barato: o quadro de instrumentos é muito pobre e o volante é pesado com os pneus 165/80 R13. Da nossa lista, ele só tem banco do motorista com regulagem de altura. Com ar e direção elétrica custa R$ 33.220. 

Fiat Uno Way 1.0 4p

É quase impossível achar um carro abaixo de R$ 30.000 com bom custo-benefício. Este Uno Way 1.0 quatro portas é um deles, pois já vem com direção hidráulica. Se você mora num lugar frio, está resolvido. Caso contrário, o ar-condicionado custa R$ 3.443 (quase R$ 1.000 a mais do que o ar de um Clio). Com isso, este Fiat passa para R$ 33.363. Mesmo assim o Uno Way 1.0 é um carrinho legal. Ele tem maior altura do solo, molduras cinzas nas caixas de roda, cluster com luz branca e porta-luvas iluminado. Seus pneus são 175/65 R14. 

Chery Face 1.3 Flex

Já equipado com ar-condicionado, direção hidráulica e motor 1.3 de 90/91 cv (gasolina/ etanol), o Face Flex tem um ótimo custo-benefício. Por menos de R$ 30.000 ele traz também banco do motorista com ajuste de altura, faróis de neblina, limpador traseiro, rádio/CD player, rodas de liga leve, trio elétrico e indicador de consumo instantâneo (que é alto, com nota E). 

VW Up Move 1.0 4p

Não é fácil escolher um Up, tantas são as versões oferecidas e (pior) os nomes todos curtos, em inglês. É confuso. Mas não se perca por isso. O Up Move com módulo quatro portas (R$ 2.020) tem banco do motorista com ajuste de altura e limpador traseiro, além de um ótimo quadro de instrumentos. Mas, fora isso, nada da nossa lista. Por R$ 2.830 você leva o ar-condicionado e por R$ 1.280 tem direção com assistência elétrica. Com ambos, o Up Move 4p passa para R$ 35.330. Seu motor 3 cilindros é econômico. Vala a pena pesquisar mais um pouco. 

Fiat Uno Economy 1.4

Graças ao motor ex de 1368 cm3 com 85/88 cv de potência, o Uno Economy 1.4 tem uma boa relação custo-benefício. Ele possui quatro portas e vai bem em trechos curtos de estrada ou grandes avenidas de velocidade moderada. Seu consumo de combustível é um dos mais baixos. A direção hidráulica é de série, o que facilita muito a vida do motorista. Se você usa o carro só à noite, para ir à faculdade, por exemplo, ou em badalas com amigos, talvez nem precise do ar-condicionado opcional (R$ 3.582). Ele tem assoalho em carpete e econômetro. 

VW Up Move I-Motion 2p 1.0

A diferença do Up Move I-Motion para o Up Move manual é o computador de bordo com dez funções. Além, óbvio, da transmissão automatizada. Uma vantagem é poder equipá-lo com o Maps &More (R$ 1.200). O ar custa R$ 2.830 e a direção elétrica vale R$ 1.280. Aí passa de R$ 35.000. E o seu câmbio não agrada. 

VW Gol Trendline 1.0

O Gol Trendline tem o cialmente duas portas (as quatro portas são opcionais e custam R$ 1.930). E a linha inteira vem com banco do motorista ajustável em altura, limpador traseiro e direção hidráulica. Assim ca mais fácil decidir por uma das versões. Nesta versão, o motor de 999 cm3 tem 72/76 cv, o ar-condicionado custa R$ 2.750 e o sistema de aquecimento sai por R$ 482. 

Ford Fiesta Rocam Hatch SE Plus 1.0

A Ford decidiu facilitar a vida do cliente e só vende o Fiesta Rocam (geração antiga) com ar-condicionado e direção hidráulica. Ele também já vem equipado com faróis de neblina, vidros elétricos dianteiros e computador de bordo. E o preço está atraente para quem não faz questão de um modelo último tipo. Portanto, não espere milagres em desempenho. O motor ex 1.0 tem apenas 69/73 cv para empurrar 1.084 quilos, o que dá quase 15 kg/cv. É muito. As rodas (de aço) têm aro 14 com pneus 175/65 e o porta-malas comporta 270 litros. 

Chevrolet Celta LT 1.0

O Celta não terá uma vida muito longa na linha Chevrolet, pois um modelo mundial deve substituí-lo no futuro. Por isso, a General Motors decidiu fazer apenas uma versão do Celta: a LT. Ele já sai de fábrica com ar-condicionado, direção hidráulica, limpador traseiro e rodas de liga leve de 13 polegadas (pneus 165/70). O motor ex entrega 77 cv e 9,5 kgfm. Um ponto negativo é a ausência de medição do consumo pelo Inmetro. Meio apertado por dentro, este Chevrolet só vale para quem não é muito alto. 

Nissan New March Conforto 1.0

Eis uma ótima relação custobenefício, daqueles carros que você pode comprar sem medo de errar. O New March, fabricado em Resende (RJ), estreia com arcondicionado, direção elétrica e computador de bordo por menos de R$ 33.000. O motor ex tem 74 cv e 10,7 kgfm. É um carro bonito e tipicamente urbano: porta-malas de 265 litros e tanque de 41. 

VW Up Move I-Motion 4p 1.0

O módulo quatro portas eleva o preço do Up Move I-Motion para R$ 33.350. Com ar e direção elétrica, sobe para R$ 37.460. Mas esse câmbio automatizado vale a pena? Nossa resposta é não: ele corta demais a potência do motor na troca de marchas e, com isso, o carro desacelera e o corpo vai para a frente. 

Nissan March S 1.0

Com preço próximo do New March Conforto, o March S 1.0 mexicano provoca uma dúvida: qual é melhor comprar? A nal, ambos vêm com ar e direção elétrica progressiva. Este tem o visual antigo, mas 
traz banco do motorista com regulagem de altura, faróis de neblina, limpador traseiro e trio elétrico – itens que o outro não tem. Ambos vêm equipados com computador de bordo. Se você não se importa
com as mudanças visuais e técnicas aplicadas no New March e em dar R$ 700 a mais,  que com o March mexicano. 

Chevrolet Onix LS 1.0

Não é à toa que o Chevrolet Onix caminha para ser um dos três carros mais vendidos do Brasil em 2014: seu custo-benefício é dos melhores. Apesar de vir só com banco do motorista ajustável
em altura e direção hidráulica, entre os itens da nossa lista, o ar-condicionado é barato: custa R$ 1.700 no pacote R7Q. Portanto, mesmo custando R$ 35.696, o Onix LS 1.0 ainda é uma boa compra.
O carro tem um desenho agradável. O motor ex desenvolve 78/80 cv e 9,5/9,8 kgfm. Os freios dianteiros são a disco e ventilados.

Fiat Uno Way 1.4

O Uno Way 1.4 é bem cotado em seu segmento. Claro que já estamos falando de um carro mais caro, acima de R$ 37.000, equipado com ar e direção. Por isso, analise se os 13 cv a mais do motor 1.4 valem o investimento. Mais ágil ele é! E pode encarar estradas de terra com seus pneus de uso misto 175/70 R14. Já vem com direção hidráulica e barras longitudinais no teto. Considere. 

Fiat Palio Attractive 1.0

Cuidado para não confundir este Palio (da quinta geração) com o Palio Fire (da terceira). A Fiat o chama de “Novo Palio”. Nessa versão Attractive com motor de 999 cm3, o Palio entrega 73/75 cv de potência, pneus “ecológicos” 175/65 R14, computador de bordo e direção hidráulica. O ar-condicionado custa R$ 2.852 e eleva o preço dessa versão para R$ 36.642.

VW Gol Comfortline 1.0

Este é o segundo Gol mais barato da linha. O Gol Confortline é vendido com duas portas e as quatro portas são opcionais (R$ 1.920). Esta versão é mais bem equipada de série: tem direção hidráulica, rádio/ CD player, bluetooth, banco do motorista com regulagem de altura e limpador traseiro. O ar-condicionado sai por R$ 2.480 – com ele, o duas portas sobe para R$ 37.020 e o quatro portas vai para R$ 38.940 (parece muito para um carro 1.0 de 76 cv). Nesse nível de preço já vale a pena observar o que oferece um Gol 1.6 ou alguns concorrentes. 

Nissan New March S 1.0

Eis um exemplo de como o Gol Confortline quatro portas com ar e direção pode estar caro. O New March 1.0 S já vem com esses dois equipamentos por R$ 34.490. Ele ainda traz computador de bordo e trio elétrico. O carro da Nissan perde para o Volkswagen, entretanto, nos sistemas multimídia, já que o New March não tem nem como opcionais. A montadora japonesa não gosta muito de criar várias opções de pacotes, que às vezes confundem o consumidor. Com motor de 998 cm3 de cilindrada, 74 cv e 10,7 kgfm de torque, o New March tem direção elétrica, que torna sua condução bem leve.

VW Fox 1.0

O Fox é um carro inteligente, para quem busca bom espaço interno, mas tem limitações de garagem. Medindo só 3,823 m, o Fox acomoda bem pessoas altas. Seu motor ex tem 72/76 cv de potência, torque acima de 10 kgfm com etanol e rodas aro 15 com pneus 195/55. Tem vidros e travas elétricos. O ar custa R$ 2.880. Rodas de liga: R$ 996  

VW Gol Track 1.0

O Gol Track está disponível somente na versão 1.0 com quatro portas. É um carro bastante interessante, pois vem com a suspensão elevada e o logotipo “Track” (pista, em inglês). Bom para cidades com asfalto ruim. Faróis de neblina, direção hidráulica e banco do motorista regulável em altura são de série. O ar custa R$ 2.750. 

Hyundai HB20 Comfort 1.0

Para quem pode gastar na faixa de R$ 35.000, o HB20 Comfort 1.0 é uma compra excelente. O carro tem seis itens da nossa lista: ar-condicionado, direção hidráulica, banco do motorista com regulagem
de altura, rádio/CD player, computador de bordo e trio elétrico. Seu moderno motor 3 cilindros ex entrega 80 cv de potência. Seu portamalas é bom, com 300 litros de capacidade. O carro tem sistema iso x para cadeirinhas de bebê. As rodas aro 14 usam pneus 175/70. Além de tudo, o HB20 é muito bonito e tem bom mercado. 

Fiat Uno Sporting 1.4

A Fiat se permite “brincar” com os carros. Ótimo para quem busca um carrinho com visual esportivo. O Uno Sporting praticamente não tem concorrentes. Ele vem com volante de couro (regulável em altura), spoiler traseiro, minissaias laterais, portaluvas iluminado, quadro de instrumentos com gra a esportiva, rodas de liga leve aro 15 (pneus 185/60), computador de bordo, faróis de neblina, limpador traseiro e direção hidráulica. O ar custa R$ 3.714 num pacote com rádio/ CD/bluetooth ou R$ 3.148 com adesivos e MP3. 

VW Up High 1.0

Para quem não usa ar-condicionado, o Up High é uma excelente compra. Para quem usa, ele sai por R$ 38.910. Este Up tem banco do motorista ajustável, computador de bordo, faróis de neblina, rodas de liga leve (aro 15), trio elétrico, direção elétrica, limpador traseiro e sensor de estacionamento. O Maps & More (por R$ 1.200) ajuda a economizar com o motor 3 cilindros. 

VW Fox BlueMotion 1.0

O motor 3 cilindros de 75/82 cv com sistema E-Flex (dispensa o tanquinho de gasolina) é o diferencial do Fox BlueMotion. O carro é econômico, traz direção elétrica, utiliza pneus 175/70 R14 e leva 260 litros de bagagem. O espaço interno é muito bom. Para equipá-lo com ar-condicionado, é preciso comprar o kit conforto completo (R$ 3.480), que inclui travas e vidros elétricos. Com esse pacote, o preço sobe para R$ 39.380. Vale a pena para quem busca um carro mais amigável com a ecologia. Banco do motorista ajustável na altura e limpador traseiro também são de série. 

Fiat Palio Attractive 1.4

Mais uma versão do “Novo Palio”, agora com motor 1.4 (1368 cm3) de 85/88 cv. Com torque na casa de 12,5 kgfm, é  um carro que anda bem; é gostoso de dirigir. As rodas de aço aro 14 usam pneus “ecológicos” 175/65. As rodas de liga leve saem por R$ 1.137. Da nossa lista, entretanto, só traz três itens. O ar sai bem caro: R$ 3.401. 

Nissan New March 1.0 SV

Este é o New March 1.0 mais completinho. Ele tem nada menos que sete dos nove itens da nossa lista de equipamentos: computador de bordo, faróis de neblina, rádio/CD player, rodas de liga leve (aro 14 com pneus 165/70), trio elétrico, ar-condicionado e direção elétrica. Mesmo assim, consegue ficar abaixo da casa de R$ 37.000.

Peugeot 207 Active 1.4

O carro de entrada da Peugeot é o antecessor do 208, mas continua sendo fabricado em Porto Real (RJ). É um carro que não fez o sucesso que a marca francesa esperava e que já vem com ar e direção, mas parece caro pelo porte e pela idade do projeto. Esta é a única versão à venda do 207. Com 1360 cm3, o motor entrega 82 cv de potência. O torque é muito bom: quase 13 kgfm a 3.250 giros. A coluna de direção e o banco do motorista são reguláveis em altura. Também traz vidros elétricos.  

Hyundai HB20 Comfort Plus 1.0 

Já equipado com ar-condicionado e direção hidráulica, o HB20 Comfort Plus 1.0 tem uma boa relação custo-benefício dentro da categoria. Banco do motorista com ajuste de altura, rádio/CD player e computador de bordo também são de série. Um bom opcional é o Áudio Hyundai com bluetooth, que eleva pouco o preço do carro: R$ 38.150.  

Ford New Ka

O novo Ford Ka começa a ser vendidos só em setembro. A versão básica será a SE (R$ 35.390) e vem com ar-condicionado, direção elétrica e bluetooth (da nossa lista). A intermediária SE Plus (R$ 7.390) acrescenta sistema Sync e vidros elétricos traseiros. A topo de linha é a SEL (R$ 39.990) e tem controle de estabilidade e tração, rodas de liga leve, faróis de neblina, computador de bordo, ajuste de altura do banco do motorista. Todas terão motor 3 cilindros 1.0  ex de 80/85 cv. 

Chevrolet Onix LT 1.0

Não há grande justificativa para o Onix LT custar R$ 3.400 a mais do que o Onix LS com ar-condicionado (opcional). Os carros são iguais. Os detalhes de acabamento da versão LT são muito mais itens de beleza e de conforto do que equipamentos funcionais. Portanto, a compra do LT não é a melhor desse ótimo modelo da linha Chevrolet. 

VW Up High I-Motion 1.0

Existem três razões para descartar o Up High I-Motion: é R$ 2.830 mais caro do que o Up High com câmbio manual, a transmissão automatizada mais complica do que facilita a vida do motorista e ele tem os mesmos equipamentos que sua versão “normal”. De resto, é o mesmo carro, apenas cinco quilos mais leve.

Toyota Etios Hatch X 1.3

Apenas uma versão do carro de entrada da Toyota conseguiu entrar no nosso dossiê de compra abaixo da faixa de R$ 40.000: o Etios Hatch X 1.3. Ele de nitivamente não é dos mais baratos. Contando apenas com direção assistida (elétrica) e ar-condicionado da nossa lista básica de equipamentos, o Etios X bate nos R$ 38.000. O motor é bom: 84 cv com gasolina e 90 cv com etanol. O porta-malas comporta 270 litros e seu tanque de combustível tem capacidade para 45 litros. Os pneus são 175/65 em rodas de aço de 14 polegadas. 

Familiar

Para facilitar sua escolha, reunimos neste per l os carros mais espaçosos, que são melhores para rodar com a família e com bagagens. Nesse caso, não zemos distinção de motor, mas você pode considerar que os 1.0 são mais indicados para uso na cidade e aqueles com mais de 100 cv são melhores para quem viaja bastante. Quase todos aqui são sedãs, pois eles têm os maiores porta-malas. Entretanto, consideramos um hatch (Renault Sandero) também como uma opção familiar, devido ao seu bom espaço interno. Todos os carros têm o preço básico e o preço com ar-condicionado e direção assistida. Os ícones representam os equipamentos de série mais importantes.

Renault Sandero Authentique 1.0

O que um hatch 1.0 está fazendo no per l familiar? Simples. Por seu espaço interno, o Sandero pode muito bem ser usado pela família. O novo Sandero mede 4,060 m e tem motor ex de 77/80 cv. O porta-malas é bom: 320 litros. Da nossa lista, ele tem apenas direção hidráulica de série. Com ar-condicionado, passa a custar R$ 32.620. Mesmo assim, ele é o segundo carro mais barato entre os familiares. Como tem um projeto bem mais novo do que o Chevrolet Classic, é um modelo a ser bem considerado. 

Chevrolet Classic LS 1.0

Talvez as pessoas não saibam ou não se lembrem, mas o Chevrolet Classic nada mais é do que o Corsa Sedan lançado há 18 anos (1996). Em 2003, ele passou a se chamar Classic. Vendido em apenas duas versões, o Classic LS é o mais barato, com ar-condicionado, mas sem direção hidráulica (disponível no pacote PDH, de R$ 1.200). Mesmo subindo para R$ 31.896, é o menor preço entre os carros familiares com ar e direção. O motor ex tem 77/78 cv. Porta-malas: 425 litros. 

Renault Logan Authentique 1.0

O sedã Logan é bem mais moderno do que o Classic, da GM. Mas é preciso desembolsar R$ 2.000 a mais para comprá-lo básico ou com ar-condicionado, que custa R$ 2.690. A direção hidráulica é de série. O Logan tem um projeto novo e um excelente porta-malas com 510 litros de capacidade. O carro mede 4,3 m e tem distância entre-eixos de 2,6 m, o que lhe dá bom espaço traseiro. O motor ex tem 77/80 cv de potência. É um carro legal, mas sem oito equipamentos da nossa lista. Os espelhos e as maçanetas são pretos. 

Fiat Siena EL 1.0

O Fiat Siena tem duas versões: uma 1.0 e outra 1.4. Esta 1.0 de 73/75 cv vem com computador de bordo. Os demais itens da nossa lista são opcionais. Sozinha, a direção hidráulica custa R$ 2.043. Juntos, ar e direção saem por R$ 4.619 (e o carro sobe para R$ 37.009). De série ele tem volante regulável em altura, ventilador de três velocidades e espelho nos dois parassóis. 

Chevrolet Classic Advantage 1.0

O Classic Advantage oferece uma lista de equipamentos bem  interessante: ar-condicionado, direção hidráulica, rádio/CD, bluetooth e rodas de liga leve aro 14 (pneus 185/60). É um bom carro, mas evidentemente defasado em tecnologia, segurança e consumo, pois está há 18 anos na estrada. Como o preço está bem atraente, vale um test drive. 

Ford Fiesta Rocam Sedan SE Plus 1.0

Este Fiesta Sedan é um projeto do início do século. Quando foi lançado, o motor Zetec Rocam foi muito elogiado. Mas hoje parece ter pouca potência: 69 cv com gasolina e 73 cv com etanol. Pesando 1.098 quilos, sua relação pesopotência é de 15 kg/cv com etanol e 16 kg/cv com gasolina. São números muito ruins. O porta-malas abriga 482 litros. Ele já vem com direção hidráulica e ar-condicionado de série. Se você mora num lugar quente, é uma boa. Seu futuro é incerto devido à chegada do novo Ford Ka Sedan. 

Fiat Siena EL 1.4

A versão mais potente do Siena EL tem motor de 1368 cm3 com 85/86 cv de potência. O torque agrada: 12,5 kgfm a 3.500 rpm. Portanto, dá para rodar com mais desempenho mesmo levando a família a bordo. O porta-malas tem 500 litros. Da nossa lista, só traz computador de bordo. A direção hidráulica custa R$ 2.325, e ar e direção juntos saem por R$ 4.917. Rádio/CD/bluetooth valem R$ 2.804. O porta-malas tem abertura interna e o volante é  ajustável em altura. Com ar e direção passa dos R$ 40.000. 

Renault Sandero Expression 1.0

Mesmo com motor 1.0 (77/80 cv), o Sandero Expression é atraente. Ele vem completinho: traz banco do motorista com regulagem de altura, rádio/CD player, computador de bordo, bluetooth, trio elétrico,
ar-condicionado e direção hidráulica. Ele tem ainda volante ajustável na altura, abertura interna do porta-malas e indicador de troca de marcha. 

VW Voyage Trendline 1.0

Diferentemente da Fiat, da Renault e da Chevrolet, a Volkswagen posicionou seu sedã de entrada num patamar mais alto de preço, mesmo na versão 1.0. O motor tem 72/76 cv e o torque deixa a desejar: 10,6 kgfm a 3.850 rpm. Ele vem com direção hidráulica e banco do motorista ajustável em altura. O ar-condicionado custa R$ 2.760 e eleva o preço do Voyage Trendline para R$ 39.260 (mais caro
que um Renault Sandero Expression 1.6 completo). O porta-malas possui 480 litros de capacidade.

Renault Logan Expression 1.0

O novo sedã Logan é muito mais bem equipado na versão Expression, mas continua com o motor 1.0. Com exceção de faróis de neblina e rodas de liga leve, o Logan tem todos os itens da nossa lista. Portanto, com ar e direção ele custa os mesmos R$ 37.540. Se quiser equipá-lo mais, o opcional Techno Pack (Media Nav e sensor de estacionamento) custa R$ 1.150. Seu preço passaria a R$ 38.690, mas ainda assim valeria a pena. O Logan tem porta-malas de 510 litros, pneus 185/65 R15 e 2,6 m de distância entre-eixos. A potência máxima é de 77/80 cv. 

Peugeot 207 Sedan 1.4

Entre 16 sedãs pequenos e compactos, o Peugeot 207 é o último colocado em vendas: apenas 894 emplacamentos em 2014 (até junho). Isso porque ele não é barato e vem de uma geração anterior da Peugeot. Mas tem seus encantos: motor 1.4 de 82 cv, ar-condicionado, direção hidráulica e computador de bordo de série e porta-malas de 420 litros com travamento na chave. 

Renault Sandero Expression 1.6

Esta é uma compra para quem já busca um carro familiar superior no segmento de entrada. A nal, o novo Sandero Expression 1.6 tem motor de até 106 cv de potência com torque muito bom (15,5 kgfm a 2.850 rpm) e selo verde de consumo. Faróis de neblina e rodas de liga leve são os únicos itens da nossa lista que ele não tem. Completinho, o novo Sandero Expression pode  car ainda melhor com o MediaNav opcional (por R$ 1.200). Ele tem ainda indicador de troca de marcha para ajudar no consumo. 

Nissan Versa S 1.6

O maior problema do Nissan Versa é o design. Poucos gostam de seu visual. É indicado para quem busca um carro rápido, pois seu motor é o mais potente entre os familiares (111 cv). Ele tem direção elétrica, computador de bordo, volante/banco do motorista com ajustes de altura e abertura interna do tanque. Com ar opcional (R$ 2.800), seu preço dá um salto para R$ 41.400. 

Chery Celer Sedan 1.5

Com 108 cv no motor de 1496 cm3, o Celer Sedan é um dos familiares mais potentes deste dossiê. O torque é bom: 14 kgfm a 3.000 giros. Portanto, trata-se de um familiar com vocação estradeira, o que pode ser uma vantagem. De série, o Celer vem com ar, direção hidráulica, banco do motorista regulável em altura, faróis de neblina, rádio/ CD player, trio elétrico e rodas de liga leve aro 15  (pneus 185/60). Seu portamalas tem 450 litros.

Nissan Versa S 1.6

O maior problema do Nissan Versa é o design. Poucos gostam de seu visual. É indicado para quem busca um carro rápido, pois seu motor é o mais potente entre os familiares (111 cv). Ele tem direção elétrica, computador de bordo, volante/banco do motorista com ajustes de altura e abertura interna do tanque. Com ar opcional (R$ 2.800), seu preço dá um salto para R$ 41.400. 

Ford Fiesta Rocam Sedan SE Plus 1.6 

A versão 1.6 do Fiesta Rocam é muito mais atraente do que a 1.0. A nal, seu motor ex entrega 101/107 cv (gasolina/etanol), com torque de 14,5/15,3 kgfm, em um carro de 1.098 quilos. Sua relação peso-potência cai de 15 kg/cv (1.0) para 10 kg/cv (1.6). Assim como na versão 1.0, esta 1.6 SE Plus tem direção hidráulica e ar-condicionado de série, além de faróis de neblina e computador de bordo. Aqui é uma questão de gosto: se você não abre mão de um motor potente, vá em frente. 

Versátil

Uma picapinha pode ter muitas utilidades. De cara, as picapes pequenas derivadas de compactos são as mais indicadas para quem tem um negócio próprio e usa o carro no trabalho. Mas não só para isso. Muitos precisam carregar coisas, mesmo no lazer. As picapinhas também são indicadas para quem vai rodar só com a namorada, por exemplo, e gosta do charme desses veículos. Uma dica: a cabine estendida faz diferença. Todos os carros têm o preço básico e o preço com ar-condicionado e direção assistida. Os ícones representam os equipamentos de série mais importantes.

Peugeot Hoggar Active 1.4

A Hoggar é a picape menos famosa das quatro desse dossiê, mas nem por isso deve ser descartada. Afinal, a diferença de preço para as demais (todas com ar e direção) é de R$ 7.000 para cima!
Além disso, a Peugeot Hoggar traz faróis de neblina e banco do motorista regulável em altura. A caçamba comporta 1.151 litros e ela é capaz de levar 742 quilos de carga. Mas seu motor 1.4
entrega só 82 cv de potência. Vale a pena se você não levar muita carga. 

VW Saveiro Starline C.S. 1.6

Pelada. Assim vem a Saveiro Starline. Da nossa lista, só tem banco regulável em altura. Ar-condicionado (R$ 3.080) e direção hidráulica (R$ 1.423) são vendidos separadamente. Com ambos, ela custa R$ 40.343. Para compensar, seu motor entrega até 104 cv. Os freios são a disco nas quatro rodas (dianteiros ventilados). Sua caçamba tem  924 litros.

Chevrolet Montana LS 1.4

A Montana LS tem um bom custo-benefício: já vem com ar e direção. O motor 1.4 desenvolve 97/102 cv para um peso de 1.089 quilos (mais 768 quilos de capacidade de carga). O pacote R9Q custa R$ 6.300 e só oferece computador de bordo (da nossa lista). Parece muito. Rodas de liga leve, nem como opcionais. Freios a disco só na dianteira. A mecânica da Montana foi criticada em seu lançamento por usar a plataforma do Chevrolet Agile, que não tem vida longa. 

VW Saveiro Trendline 1.6

A Saveiro Trendline está disponível em cabine simples e cabine estendida, mas apenas a primeira  ca abaixo de R$ 40.000. Isso só com direção hidráulica e banco ajustável em altura. Com ar (por 
mais R$ 3.080), seu preço vai a R$ 41.610 (quase o mesmo da cabine estendida sem ar). Ela tem suspensão elevada, motor 1.6  ex de 101/104 cv, caçamba de 924 litros e carrega 712 quilos. E tem freios a disco nas quatro rodas (ventilados na dianteira). 

Fiat Strada Working C.E. 1.4

A Strada Working 1.4 é a única deste dossiê a ter cabine estendida. Quase na faixa dos R$ 40.000, traz apenas computador de bordo da nossa lista. Os bancos são antissubmarino e a suspensão é elevada. Equipá-la fica caro. Só a direção hidráulica custa R$ 2.713. Se for comprada junto com o ar-condicionado, o pacote sai por R$ 5.168 (nesse caso, o preço total seria de R$ 45.441). O kit 3, com rádio e capota marítima, custa R$ 5.601. A caçamba tem 910 litros.

Fiat Strada Working Cabine Simples 1.4

A Strada Working de cabine simples é básica: tem banco anti-submarino e computador de bordo como principais equipamentos. O volante absorve energia em caso de acidente e a tampa da caçamba (1.220 litros) é removível com chave. Ela pode carregar 705 quilos. O motor Fire 1.4 8V de 86 cv tem bom torque, acima de 12 kgfm. Os quatro freios são a disco (ventilados na dianteira). Ar e direção são bem caros: R$ 5.168. A direção hidráulica pode ser comprada separadamente por R$ 2.713. Esta picapinha de cabine simples é para trabalho mesmo. Mas você pode incrementá-la com faróis de neblina (incluídos no kit young) por R$ 685. Já o kit celebration 2, que sai por R$ 5.601, inclui um bom sistema de som e capota marítima. Parece muito para uma picapinha cabine simples. 

Estradeiro

Todos os carros deste perfil têm motor de mais de 100 cv de potência. Mas os sedãs e as picapes foram incluídos na lista dos familiares e versáteis. Aqui você encontrará também carros que podem muito bem ser usados só na cidade. E é verdade, pois os 100 cv do motor não eliminam o uso urbano, mas na hora de pegar uma estrada fazem muita diferença. E quem viaja bastante não necessariamente está com a família – pode ser alguém a trabalho (às vezes nem vale a pena ter quatro portas). Todos os carros têm o preço básico e o preço com ar-condicionado e direção assistida. Os ícones representam os equipamentos de série mais importantes.

JAC J2 1.4

Pelo seu porte, o chinesinho J2 adapta-se muito bem na cidade, pois é ágil e fácil de manobrar. Mas seu motor de 1332 cm3 com 108 cv lhe permite ser um estradeiro. Ele tem uma excelente relação pesopotência de apenas 8,5 kg/cv. Vem com direção elétrica, ar, rádio/CD, rodas de liga leve aro 14 (pneus 175/60), trio elétrico e faróis de neblina. Com apenas 3,535 m de comprimento, tem um pequeno porta-malas (121 litros) e um tanque diminuto (35 litros). Só para quem viaja em dois no carro, com poucas malas.  

Ford Fiesta Rocam Hatch SE Plus 1.6

Nossa opinião sobre o Fiesta Rocam Hatch 1.6 é a mesma que temos sobre o Sedan. Um carro com motor de 101/107 cv con gurado como “SE Plus” faz bem em ter ar-condicionado e direção hidráulica de série. Da nossa lista, ele traz também faróis de neblina e computador de bordo. O porta-malas carrega 270 litros e os vidros dianteiros têm comandos elétricos. A Ford diz que venderá o Fiesta Rocam  “enquanto houver mercado para ele”. Ainda tem. 

Chery Celer Hatch 1.5

Assim como o Sedan, o Chery Celer Hatch é muito bem equipado. Da nossa lista, só não tem bluetooth e computador de bordo. Com 108 cv de potência e 14 kgfm de torque, seu motor de 1496 cm3 é um
ponto alto, mas gasta muito. Os chineses deram atenção ao conforto: o banco do motorista tem seis posições de ajuste. Os freios têm controle da força de frenagem (EBD). As rodas de liga leve aro 15 usam pneus 185/60. O Celer Hatch tem um visual elegante. Fora o J2, é o mais barato estradeiro com ar e direção de série. 

Nissan March S 1.6

O Nissan March é outro carro que poderia ser exclusivamente urbano, mas esta versão S 1.6 tem potência su ciente para fazer dele um estradeiro. São 111 cv no bloco de 1598 cm3, com agradáveis 15,1 kgfm de torque. Mais uma vez a Nissan se destaca pelo bom custo-benefício. O March S 1.6 vem com ar, direção elétrica, computador de bordo, trio elétrico, banco ajustável na altura e limpador traseiro. Esta é a versão mexicana do March, que deve continuar só com o motor 1.0. Portanto, vale aproveitar enquanto o 1.6 ainda está à venda. O porta-malas tem 265 litros. 

VW Gol Trendline 1.6

Não é novidade para ninguém que o Gol encara qualquer estrada desse Brasilzão. Por isso, o Trendline 1.6 duas portas é uma boa opção, principalmente para quem viaja sozinho, a trabalho. Ele tem direção hidráulica, banco do motorista regulável em altura e limpador traseiro. Com motor 1.6 de 101/104 cv e mais de 15 kgfm de torque, anda muito bem. Rodas de liga aro 14 custam R$ 535 (pneus 175/70). O arcondicionado vale R$ 3.140. As portas traseiras são opcionais e saem por R$ 1.990. O Gol mede 3,895 m. 

Nissan New March S 1.6

Preste atenção na palavrinha New antes do March. Ela significa que o modelo é fabricado em Rezende (RJ) e vem com as atualizações técnicas e visuais introduzidas pela Nissan. O New March S é o de entrada na con guração 1,6 litro. Vem com direção elétrica, computador de bordo, faróis de neblina, trio elétrico e ar-condicionado de série. O motor tem 111 cv e é capaz de fazer o carro desenvolver boas arrancadas. O porta-malas de 265 litros sugere viagens curtas, com pouca bagagem. 

JAC J3 1.4

O J3 1.4 na verdade é 1.3, pois seu motor tem 1332 cm3 de cilindrada (portanto, arredonda-se para baixo). O “1.4” é uma questão de marketing da JAC Motors. Mas o motor não é problema: os 108 cv estão de bom tamanho. O problema do J3 é que sua direção hidráulica não é progressiva – isso faz com que o volante que muito solto na estrada. Ele é bem equipado: tem também arcondicionado, faróis de neblina, trio elétrico e rodas de liga leve de série. Os pneus são 185/60 R15. Os bancos de veludo ajudam no conforto. 

VW Gol Comfortline 1.6

Aqui já batemos na barreira dos R$ 40.000. O Gol Comfortline parte de R$ 39.410, mas só tem direção hidráulica e banco do motorista com ajuste de altura de série. O ar-condicionado custa R$ 2.890 e eleva seu preço para R$ 42.300.  As travas e os vidros têm comandos elétricos. Os retrovisores não são elétricos, mas podem ser ajustados por dentro do carro. 

Nissan March SV 1.6

De novo o caso do March mexicano ainda disponível com motor 1.6. Esta versão SV vem completinha. Direção elétrica, ar-condicionado, rodas de liga leve aro 15 (pneus 175/60), rádio/CD player, trio elétrico, computador de bordo, banco do motorista regulável em altura e limpador traseiro são os principais equipamentos de série. Embora tenha os mesmos 111 cv do New March, o March mexicano não tem os aprimoramentos  técnicos do modelo nacional. Em breve, as versões 1.6 deixarão de ser vendidas. Mas o visual do March é tão bom quanto o do New March. 

VW Fox 1.6

O Fox 1.6 vai bem na estrada. Seu motor ex entrega até 104 cv e 15,6 kgfm. Claro que o Fox também pode ser usado na cidade, mas, para quem costuma viajar, melhor comprar este 1.6 do que uma versão 1.0. O Fox é menor que o Gol (tem 3,823 m), mas espaçoso por dentro. Bom para pessoas altas. O banco do motorista (ajustável na altura) traz uma prática gaveta na parte inferior. Os pneus são largos (195/55 R15), mas as rodas de liga leve são opcionais (R$ 1.047). O ar também vem à parte: custa R$ 3.050. 

VW Gol Trendline I-Motion 1.6

Ao contrário do Up 1.0, o VW Gol 1.6 tem um bom câmbio automatizado. Para dar mais prazer ao dirigir, o ideal seria instalar os shift paddles atrás do volante. Eles custam R$ 1.420 e vêm com computador de bordo. Pena que quase tudo seja opcional. O ar está cotado em R$ 3.100, as rodas de liga leve valem R$ 529 e as portas traseiras, R$ 1.970. Direção e abertura elétrica do porta-malas são de série no I-Motion. 

Nissan New March SV 1.6

O último carro do dossiê – ficou apenas R$ 10 abaixo dos R$ 40.000. Uma boa compra! O New March SV 1.6 é o topo de linha desse pequeno japonês, que vem equipado com sete dos nove itens de nossa lista: computador de bordo, faróis de neblina, rádio/CD player, rodas de liga leve, trio elétrico, ar-condicionado e direção assistida (elétrica, no caso). É um carrinho muito bom para a estrada e também tem agilidade para rodar na cidade (mede 3,827 m). Seu motor de 1598 cm3 entrega 111 cv de potência e su cientes 10,7 kgfm de torque. 

 

 

Veja também

+ Fiat faz desconto em toda a linha; preço do Toro cai R$ 32 mil
+ Acesso de fúria de macaco deixa um homem morto e 250 pessoas feridas na Índia
+ Risco de casos graves de Covid é 45% maior em pessoas com sangue do tipo A, segundo pesquisadores europeus,
+ Aprenda a fazer o brigadeiro de paçoca de Ana Maria Braga