HATCH PREMIUM: BMW Série 1

O último hatch de tração traseira merece reverência

CONFIRA AQUI TODOS OS PREMIADOS NO COMPRA DO ANO 2019

Mais que rumores ou boatos, a verdade é uma só: este é o último BMW Série 1 a ostentar a digníssima tração traseira. A julgar pelo que já fez a rival Mercedes-Benz, o hatch premium da marca bávara parece estar no caminho certo, contudo deixará órfãos os fãs da esportividade atrelada a essa fusão de motor dianteiro e tração traseira em um carro dois-volumes. A próxima geração do Série 1, que chega em 2020, será feita sobre uma plataforma evoluída dos Mini Cooper, na qual só cabe a tração dianteira.

Mais do que prestar uma homenagem, é preciso reconhecer a personalidade do Série 1. A reestilização ocorrida em junho deixou o carro com linhas mais fluídas na dianteira, melhorou os materiais do acabamento, a disposição do painel, trouxe uma central multimídia modernizada e mais equipamentos de série. Na versão 120i Sport, por exemplo, ele recebeu sensor de ré e piloto automático. Com motor 2.0 turbo de 184 cv, vai de 0-100 km/h em meros 7,1 segundos. Já o 125iM Sport aplica uma injeção de ânimo no mesmo motor, elevando a potência para 225 cv e empurrando-o da imobilidade aos três dígitos em 6,1 segundos.

Mas a pureza de sua concepção está na versão M140i, onde ruge um 6 cilindros em linha turbo, com 340 cv de potência – 25 cavalos a mais que o antecessor 135i – e nada menos do que 51 kgfm de torque disponíveis a apenas 1.500 rpm. É com ela que se pode julgar tudo que a BMW acertou ao manter durante tanto tempo sua tradição esportiva em sua variante, digamos, de entrada. Ele catapulta corpos de 0-100 km/h em apenas 4,6 segundos e de quebra ainda consegue rodar 12 km/l de gasolina em trechos rodoviários. Esse carro é ou não é digno de comemoração?

blog comments powered by Disqus