HATCH URBANO: Volkswagen Up

Tecnologia e eficiência se sobrepõem ao design

CONFIRA AQUI TODOS OS PREMIADOS NO COMPRA DO ANO 2019

Campeão em 2017 com a versão TSI, o compacto da Volkswagen é quase uma unanimidade quando você compara suas capacidades técnicas com seus concorrentes, como Chery QQ, Fiat Mobi ou Renault Kwid. Neste elenco de virtudes estão o bom motor tricilíndrico que desenvolve 82 cv quando aspirado e 105 cv turbinado. Em ambos os casos as potências são mais do que suficientes para ele. O torque é outra dádiva, especialmente quando equipado com a versão sobrealimentada que oferece 16,8 kgfm a apenas 1.500 rpm, comportamento acima do ideal para a cidade. Seus números de consumo trazem o toque racional que todo carro urbano deve ter. Segundo o Inmetro, o VW Up Move 1.0 TSI roda 14,2 km/l na cidade e chega a 16,3 km/l na estrada.

Dono de desenho simples e atemporal, seu estilo não é dos mais comemorados, contudo ele devolve a primeira impressão com tecnologia de carros mais caros. Assim como é o único a oferecer um motor turbo, também está sozinho no topo do segmento quando o assunto é segurança. É o único hatch urbano a receber cinco estrelas nos testes do Latin NCAP e um dos poucos a oferecer direção elétrica, ar-condicionado, regulagem de altura dos bancos e do volante, além do sensor de estacionamento traseiro em um pacote de série. O porta-malas de 285 litros se sobrepõe aos 235 litros disponíveis no Mobi e é quase um latifúndio comparado ao do QQ, que oferece apenas 160 litros de capacidade.

O Volkswagen Up também traz consigo um viés econômico que vai além do consumo e do seu preço inicial pouco convidativo. Eis um dos carros que menos desvaloriza no Brasil. Segundo dados da Fipe, no primeiro ano de uso, o comprador perde em torno de 8% do valor pago quando zero km, um dos mais baixos do mercado. As revisões até os 60.000 km saem por R$ 2.778 e estão entre as mais baratas entre os hatches urbanos.

blog comments powered by Disqus