Hatches automáticos até R$ 67 mil

Confira aqui os outros compactos urbanos mais acessíveis do mercado. Todos eles podem ser comprados com descontos por pessoas com deficiência (pcd). Nesse caso, o Mobi custa R$ 35.990

(Leia aqui o comparativo das versões automáticas de Ford Ka, Toyota Etios 1.5 e VW Gol)

Fiat Mobi GSR
R$ 48.590 a R$ 55.310

Com câmbio automatizado de embreagem simples e só cinco marchas, é o carro “automático” mais barato do Brasil. O sistema dá trancos – principalmente nas trocas com mais carga no acelerador – e convence só a quem nunca teve um carro automático de verdade. O Mobi é ainda menor que os três do comparativo, pois é um verdadeiro subcompacto, com 2,3 metros de comprimento, oferecendo pouco espaço no banco e no porta-malas. O consumo, por outro lado, impressiona, tanto na cidade quanto na estrada. Não há modo mais barato de descansar o pé esquerdo.

Ficha técnica:

Motor: três cilindros 1.0 flex, comando variável, 6V, 72/77 cv, 10,4/10,9 kgfm
0-100 km/h: 14s8 (g) e 13s9 (e)
Consumo cidade (km/l): 14 (g) e 9,8 (e)
Consumo estrada (km/l): 15,9 (g) e 11,1 (e)
Dimensões (CxLxA): 3,566 m x 1,633 m x 1,502 m
Entre-eixos: 2,305 m
Porta-malas: 215 litros
Emissão de CO²: A


Chevrolet Onix
R$ 55.390 (Advantage AT)

R$ 59.990 (LT)
R$ 66.290 (LTZ)

O Onix Advantage é o automático (de fato) mais barato do País, espécie de versão de despedida dessa geração do carro mais vendido nos últimos anos. Mas o sistema multimídia que ajudou no sucesso do Chevrolet só vem a partir da LT. O espaço interno é bom e o câmbio tradicional de seis marchas trabalha bem com o velho 1.4 8V flex, garantindo certa agilidade na cidade – mas com pouco fôlego em esticadas e muitas trocas de marcha, pois falta potência. Na cidade, seu consumo só perde para os dos Toyota e os dos automatizados simples.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.4 flex, 8V, 98/106 cv, 13/13,9 kgfm (e)
0-100 km/h: 12s9 (g) e 12s2 (e)
Consumo cidade (km/l): 11,6 (g) e 7,9 (e)
Consumo estrada (km/l): 14 (g) e 9,7 (e)
Dimensões (CxLxA): 3,933 m x 1,705 m x 1,475 m
Entre-eixos: 2,528 m
Porta-malas: 280 litros
Emissão de CO²: C


Toyota Etios X
R$ 56.390

A versão mais simples do hatch da Toyota disputa com o Onix o título de mais barato, mas é mais pelado: não tem nem som. O câmbio é de só quatro marchas, mas o motor é moderno e o consumo, baixíssimo (mas quase igual ao do 1.5, apesar do desempenho inferior). Considerando as diferenças na motorização e na lista de equipamentos, se puder pagar mais, escolha o X Plus. De qualquer modo, esse X é um hatch básico de marca renomada: custa barato, é durável e, como carro básico para a cidade, agrada pela dirigibilidade redonda. Bom para a cidade.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.3 flex, comando variável, 16V, 88/98 cv, 12,5/13,1 kgfm (e)
0-100 km/h: 11s8 (e)*
Consumo cidade (km/l): 11,8 (g) e 8,2 (e)
Consumo estrada (km/l): 13,3 (g) e 9,2 (e)
Dimensões (CxLxA): 3,884 m x 1,695 m x 1,510 m
Entre-eixos: 2,460 m
Porta-malas: 270 litros
Emissão de CO²: C


Nissan March
R$ 62.190 (SV CVT)

R$ 65.190 (SL CVT)

O Nissan já ganhou uma nova geração lá fora e ficou ultrapassado. A direção elétrica e as suspensões decepcionam, mas a transmissão CVT, que não simula marchas, ajuda bastante no consumo. Faz o March ser ainda mais econômico que o Ka na estrada e ficar entre os melhores de consumo urbano – isso com um desempenho de bons resultados, apesar de usar o já cansado motor 1.6 de apenas 111 cv. A cabine é pequena e o acabamento decepciona, mas ele tem ar-condicionado do tipo automático. Na versão SV,
a central multimídia é item opcional de R$ 2.100.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.6 flex, comando variável, 16V, 111 cv, 15,1 kgfm (g/e)
0-100 km/h: 10s6 (e)
Consumo cidade (km/l): 11,7 (g) e 7,8 (e)
Consumo estrada (km/l): 14,5 (g) e 9,8 (e)
Dimensões (CxLxA): 3,827 m x 1,675 m x 1,528 m
Entre-eixos: 2,450 m
Porta-malas: 265 litros
Emissão de CO²: C


Hyundai HB20
R$ 59.990 a R$ 68.990

Com o indeciso câmbio automático tradicional de seis marchas e o gastão 1.6 16V, o Hyundai HB20 anda bem, mas tem o pior consumo da categoria. A única versão abaixo de R$ 67 mil é a Comfort Plus blueMedia (R$ 59.990). Tem boa central multimídia, mas a lista de série não vai além de ar, direção e trio elétrico – as rodas têm calotas e aro 14. De liga, aro 15, só no Premium com couro (R$ 68.990). Entre-eixos e porta-malas são bons, mas a direção hidráulica atrapalha consumo e dirigibilidade. Uma segunda geração chega muito em breve. Se for comprar agora, pechinche.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.6 flex, 16V, comando variável, 122/128 cv, 16/16,5 kgfm
0-100 km/h: 10s6 (e)
Consumo cidade (km/l): 9,9 (g) e 7,1 (e)
Consumo estrada (km/l): 12,5 (g) e 9,4 (e)
Dimensões (CxLxA): 3,920 m x 1,680 m x 1,470 m
Entre-eixos: 2,500 m
Porta-malas: 300 litros
Emissão de CO²: E


Citroën C3
R$ 60.490 a R$ 69.990

Analisado mesta edição na versão aventureira Urban Trail, de R$ 65.990 (confira aqui a avaliação), o C3 só respeita o teto dessa reportagem na versão Attraction, de R$ 60.490. Ela já tem multimídia e ar-condicionado digital, entre outros itens, mas o motor entrega um desempenho razoável e o câmbio automático tradicional, apesar de ter seis marchas, não tem a calibração ideal. Os destaques positivos estão também na ampla área envidraçada – mas o interessante para-brisa estendido, que avança sobre o teto, é oferecido apenas na versão topo de linha Exclusive, que ainda fica abaixo de R$ 70 mil.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.6 flex, 16V, comando variável, 115/118 cv, 16,1 kgfm (g/e)
0-100 km/h: 12s2 (e)
Consumo cidade (km/l): 10,9 (g) e 7,6 (e)
Consumo estrada (km/l): 13,2 (g) e 9,3 (e)
Dimensões (CxLxA): 3,955 m x 1,708 m x 1,530 m
Entre-eixos: 2,460 m
Porta-malas: 300 litros
Emissão de CO²: D


Fiat Argo 1.3 GSR
R$ 62.790 a R$ 69.150

Com quase quatro metros de comprimento e mais largo, o Argo é quase de outra categoria – como o VW Polo. O motor 1.3 8V é um dos melhores da atualidade, mas aqui trabalha com a única transmissão robotizada que sobrevive no mercado, a mesma GSR do Mobi. Têm cinco marchas e dá alguns trancos na hora das trocas – é preciso aliviar o pé na hora certa ou assumir as trocas (aletas no volante). Texturas no painel e a tela central multimídia “flutuante” garantem um interior moderno e conectado – mas a nova central multimídia de 9” é ruim e não tem Android Auto/Apple CarPlay.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.3 flex, comando variável, 8V, 101/109 cv, 13,7/14,5 kgfm (g/e)
0-100 km/h: 11s8 (g) e 10s8 (e)
Consumo cidade (km/l): 12,7 (g) e 8,9 (e)
Consumo estrada (km/l): 14,4 (g) e 10 (e)
Dimensões (CxLxA): 3,998 m x 1,724 m x 1,500 m
Entre-eixos: 2,521
Porta-malas: 300 litros
Emissão de CO²: B


Fiat Argo Precision 1.8 AT
R$ 63.990 a R$ 75.530

Com câmbio automático tradicional, o Fiat por só é hoje vendido com o velho motor 1.8 e.Torq, que, apesar das melhorias para chegar a 139 cv, ainda entrega a potência de modo irregular e gastando muito – o consumo nota é E, só não perdendo para o do HB20. Para compensar, ele é bem gostoso de guiar e não é muito mais caro que o 1.3 GSR, além de ter opcionais de carro de luxo. A central multimídia é opcional de R$ 2.100, fazendo passar por pouco de nossa barreira de preço – mas é muito boa, com tela de 7” e conexão com Android Auto/CarPlay.

Ficha técnica:

Motor: 1.8 flex, 16V, 135/139 cv, VIS, 18,8/19,3 kgfm (g/e)
0-100 km/h: 11s1 (g) e 10s4 (e)
Consumo cidade (km/l): 10,1 (g) e 7,1 (e)
Consumo estrada (km/l): 13,2 (g) e 9,5 (e)
Dimensões (CxLxA): 3,998 x 1,724 x 1,500
Entre-eixos: 2,521 m
Porta-malas: 300 litros
Emissão de CO²: E


VW Polo 1.6 MSI
R$ 66.890 a R$ 69.910

O novo Polo é outra opção de segmento superior, com plataforma moderna e muita segurança construtiva, além de ter quatro airbags e controle de estabilidade (esse último aqui quase ninguém tem) sempre de série. Mas seu acabamento é um tanto espartano e lista de equipamentos decepciona. Respeitando a barreira de R$ 67 mil, dá para comprá-lo só na cor preta e sem opcionais – com som básico, rodas de aço, sem retrovisores elétricos. Adicionando esses itens, chega quase a R$ 70 mil. O câmbio automático de seis marchas não é o mais suave nas trocas.

Ficha técnica:

Motor: quatro cilindros 1.6 flex, 16V, comando variável, 110/117 cv, 15,8/16,5
0-100 km/h: 10s5 (e)
Consumo cidade (km/l): 11 (g) e 7,9 (e)
Consumo estrada (km/l): 13,8 (g) e 9,6 (e)
Dimensões (CxLxA): 4,057 m x 1,751 m x 1,468 m
Entre-eixos: 2,565 m
Porta-malas: 300 litros
Emissão de CO²: C