HÍBRIDO: Toyota Corolla

A revolução híbrida chegou em um carro nacional e acessível

Toyota Corolla Hybrid
Foto: Divulgação

CONFIRA AQUI TODOS OS PREMIADOS NA COMPRA DO ANO 2020

› VERSÕES
Altis Hybrid R$ 130.390
c/ Premium Pack R$ 137.390

Sobre a nova geração do Toyota Corolla como um todo, falamos na categoria sedã médio, que o japonês também venceu (leia aqui). Mas, sendo um híbrido pioneiro no segmento, e oferecendo a tecnologia híbrida “para as massas” – considerando preço e volume de vendas–, obviamente ele não podia deixar de ser Compra do Ano 2020 também na categoria Híbrido.

Foto: Divulgação

Com gasolina, o Toyota Corolla Hybrid pode passar facilmente de 20 km/l na cidade e marcar 16 km/l na estrada (depende do trânsito e de como se dirige). O consumo melhor na cidade o torna ideal para quem vive em centros urbanos. Outra vantagem, no caso de São Paulo, é não ter que participar do rodízio veicular. Não por acaso, o carro está com cinco meses de fila de espera nesta versão.

O câmbio CVT do Corolla Hybrid é combinado ao motor elétrico em um sistema transeixo. É diferente do usado na versão normal, sem simulação das marchas, então falta o toque de esportividade da versão tradicional. Mas ele tem todas as demais qualidades encontradas no sedã, que aqui se somam ao baixo consumo.

Além disso, o rodar do Toyota Corolla híbrido é mais silencioso, pois, no uso urbano, o motor a gasolina é ligado basicamente só quando se acelera,e desligado sempre que se tira o pé (aí ele segue ou por inércia ou com ajuda dos motores elétricos, o que ocorre metade do tempo). Em baixas velocidades, as retomadas surpreendem pela agilidade, mesmo que o som do motor não combine bem com as respostas. Sem acelerar muito, o que “sobra” do motor 1.8 é usado para recarregar a bateria.

Quem quase roubou o título de Compra do Ano 2020 do novo Toyota Corolla Hybrid foi o também novo, e excelente, Lexus ES 300h. O modelo da marca de luxo da Toyota usa um sistema híbrido similar, porém mais moderno, ligado a um motor quatro cilindros 2.5. Mesmo sendo maior e andando mais, o sedã grande é mais econômico na cidade que o Corolla. Muito provavelmente, é a melhor compra na faixa de R$ 255.000, considerando as ofertas premium.

Potência 123 cv › Porta-malas 470 litros › Consumo A › Versão indicada Altis Hybrid

Confira abaixo os vencedores em cada categoria (clique nos links para ler a avaliação completa):
HATCH URBANO: Renault Kwid
HATCH COMPACTO: Hyundai HB20
HATCH PREMIUM: Mercedes-Benz Classe A
SEDÃ COMPACTO: Hyundai HB20S
SEDÃ MÉDIO: Toyota Corolla
SEDÃ GRANDE: Honda Accord
SEDÃ PREMIUM: Volvo S60
SEDÃ DE LUXO: Audi A6
STATION WAGON: Volvo V60
MONOVOLUME: Chevrolet Spin
ELÉTRICO: Nissan Leaf
ESPORTIVO: Porsche 911
CONVERSÍVEL: BMW Z4
AVENTUREIRO: Fiat Argo Trekking
SUV COMPACTO: Volkswagen T-Cross 
SUV MÉDIO: Toyota RAV4
SUV PREMIUM: Range Rover Evoque
SUV DE LUXO: Audi Q8
SUV 4X4: Mitsubishi Pajero Sport
PICAPE MÉDIA: Ford Ranger
PICAPE MONOBLOCO: Fiat Toro

Veja também

+ A biblioteca básica do motociclista cool
+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas
+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial
+ Os 20 carros 1.0 mais econômicos do mercado brasileiro
+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar