Honda apresenta oficialmente a nova geração do Civic

0
7601

A Honda revelou oficialmente nos Estados Unidos a nova geração do Civic. Com novo conjunto mecânico, plataforma, uma carroceria de linhas bem mais modernas e novos equipamentos de série, esta décima geração do modelo médio deve estrear no Brasil no próximo ano.

Comparado com o carro atualmente produzido no Brasil, a versão sedã do novo Civic ficou 5 cm mais larga, 1,5 cm mais baixa e ganhou um entre-eixos 3 cm maior, mas com um peso total 31 quilos menor. A nova plataforma conta com suspensão dianteira reprojetada e um novo conjunto traseiro do tipo multilink, com o objetivo de melhorar o comportamento dinâmico do carro, que já era um dos seus pontos fortes. A rigidez torcional é 25% maior que na geração atual, graças ao aumento do uso de aços de alta resistência na produção da carroceria


Com foco nos motoristas que valorizam uma condução mais esportiva, a posição de dirigir ficou mais baixa. Em relação ao painel, sai o conjunto de dois andares e entre outro com confuguração tradicional, mas com quadro de instrumentos digital.

Na mecânica, o modelo estreia dois novos motores: as versões de entrada serão equipadas com um propulsor 2.0 de 150 cv, que pode trabalhar em conjunto com uma transmissão manual de seis marchas ou uma caixa automática CVT. Já a configuração de topo terá um 1.5 turbo com injeção direta e 204 cv, somente com a opção da caixa automática CVT. E o melhor: os dois propulsores serão oferecidos aqui no Brasil.

A lista de equipamentos é um dos pontos fortes deste novo Civic. Nos Estados Unidos, o ar-condicionado digital será item de série em todas as versões, assim como o freio de estacionamento eletrônico com assistente de partida em rampas, o sistema multimídia compatível com o Apple CarPlay e o Android Auto, assim como o pacote de segurança com sistema de frenagem automática de emergência e controlador automático de velocidade adaptativo.