Honda City japonês estreia mais completo e com novo visual

O visual é o mesmo apresentado em outros mercados asiáticos. Mas os novos equipamentos de segurança para o Japão são de causar inveja...

0
14398

O Honda City estreia reestilizado no mercado japonês, onde é vendido com o nome de Grace. O visual é o mesmo apresentado em janeiro na Tailândia, com a adoção de novos faróis de LED, grade frontal e para-choques redesenhados. Mas a principal atração deste City nipônico está na lista de equipamentos de série, que é exclusiva para o país.

O Grace passa a ser oferecido no Japão com o Honda Sensing, um pacote de itens de segurança que inclui piloto automático adaptativo, leitor de placas de sinalização, assistente de manutenção em faixa, frenagem automática de emergência, detector de pedestres e faróis com ajuste automático de facho alto.


Na comparação com o City brasileiro, o carro dos japoneses tem também uma gama bem diferente de motores: a configuração LX a gasolina é a mais barata e está equipada com motor 1.5 com injeção direta de combustível, que desenvolve 132 cv, e um câmbio automático CVT. As versões mais caras (Hybrid DX, Hybrid LX e Hybrid EX) tem um conjunto motriz híbrido, que combina um motor 1.5 a gasolina e outro elétrico para desenvolver 137 cv. Sempre com um câmbio automatizado de sete marchas e dupla embreagem.

O Honda Grace parte de 1.769.040 ienes (o equivalente a R$ 51.063). Já o Honda City sai por R$ 60.900 em sua configuração mais barata.