Icônico Jaguar XJ220 com apenas 8.000 km vai à leilão

O Jaguar XJ220 foi um marco entre os superesportivos. Com motor V6 3.5 biturbinado conquistou o título de modelo mais rápido do mundo

Jaguar XJ220 1994
Foto: Bringatrailer.com

O Jaguar XJ220 é lembrado com carinho pelos apaixonados por supercarros. Apresentado como protótipo no salão britânico do automóvel de 1988, o projeto inicial oferecia motor V12 6.2, tração integral, suspensão adaptativa, eixo traseiro ativo…., porém, os planos não foram conforme o planejado.


Mesmo assim, com produção entre 1992 e 1994 foram aproximadamente 275 unidades do Jaguar XJ220 construídas. O motor V6 3.5 biturbinado, que entrou no lugar do V12, lhe proporcionou o status de carro mais rápido do mundo até 1994 ao cravar 341,6 km/h de velocidade máxima. Um recorde à época batido apenas pelo McLaren F1 (373 km/h) – a máquina de Wooking, produzida a partir de 1992, guardava um V12 6.1 aspirado de 627 cv.

A unidade leiloada pelo site bringatrailer.com deixou a linha de montagem em 25 de março de 1994 com o volante do lado esquerdo. Em 2001, ele foi importado para os Estados Unidos e o atual proprietário o comprou há quatro anos para a sua coleção. De acordo com o anunciante, o motor V6 3.5 biturbinado, responsável por despejar 550 cv de potência e fazer o ‘Jag’ ir de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos, passou por uma reforma.

O procedimento realizado no ano de 2017 trouxe a usinagem das superfícies dos cabeçotes, a troca da embreagem, a substituição das correias dentadas, além da vinda de componentes de ignição, termostato e mangueiras. As bombas d’ água foram enviadas ao Reino Unido para serem reconstruídas. Só para citar, o par de turbos foram trocados há seis anos.

A beleza das linhas do Jaguar XJ220 revelam as coberturas dos faróis retráteis, as janelas com ventilação, o aerofólio montado na traseira, enquanto as rodas Speedline de 17″ e 18″ vestem pneus Bridgestone Potenza S007 de medidas 255/45 e 345/55, respectivamente. Os freios da AP Racing possuem pinças de alumínio e são de 13″ à frente e de 11,8″ atrás.

+ Vídeo: veja o acidente que quase matou Grosjean na F1
+ Após acidente, Pietro Fittipaldi substituirá Grosjean na F1
+ Com Honda City Hatch, marca segue conhecida estratégia para mercados emergentes. E como fica o novo Fit?
+ Mercedes-Benz de comunista chinês que foi capa da Time é colocado à venda por R$ 1,5 milhão

Por dentro, a cabine ostenta revestimentos em couro Smoke Gray e detalhes em Alcantara na porção central dos bancos, nas laterais e nas colunas. O quadro de instrumentos completo oferece os manômetros de pressão/temperatura de óleo, nível de combustível e ainda o medidor da temperatura do líquido de arrefecimento. À esquerda, estão posicionados mais quatro indicadores. O hodômetro revela apenas 8.000 km rodados e o lance atual é de US$ 330.000 (algo em torno de R$ 1.749.924, em conversão direta).

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel