Indústria prevê recuo de 40% nas vendas de carros em 2020

Crescimento industrial do país foi impulsionado pelo setor automotivo aponta IBGE
Crescimento industrial do país foi impulsionado pelo setor automotivo aponta IBGE

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) prevê um recuo de até 40% na vendas de carros, veículos comerciais leves, caminhões e ônibus em 2020. A previsão foi apresentada hoje pelo presidente do órgão Luiz Carlos Moraes.

+ Produção nacional de carros é a menor em 63 anos
+ Vendas têm queda de 75% e registram pior maio desde 1992

No cenário apresentado pela Anfavea, o total de licenciamentos será de 1,675 milhão de veículos. No ano passado, foram licenciados 2,788 milhões. “A queda impressiona, e é ainda mais grave na comparação com o resultado de 3,050 milhões que havíamos projetado no início do ano, configurando um tombo de 45%”, ressaltou.

As vendas de carros em 2020 tendem a ser as mais prejudicadas pela crise econômica originada pela pandemia do novo coronavírus. Caminhões deverão cair menos por conta de alguns setores que estão demandando maior nível de transporte, sobretudo o agronegócio.

Segundo Moraes, ainda não é possível projetar com maior precisão a queda na produção, pois ela também depende do cenário das exportações, que continua nebuloso. O mesmo vale para o setor de máquinas, até agora o menos impactado pela crise.

Veja também

+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+ Tomografia revela que múmias egípcias não são humanas

+ Homem compra Lamborghini após fraude em auxílio emergencial

+ Restaurar um carro: quanto custa e quanto ele pode valorizar