Jeep mostra seu primeiro veículo totalmente elétrico

Primeiro veículo elétrico da marca deve ser lançado no início de 2023.

0
56
Jeep
Foto: Divulgação

A Jeep revelou imagens do seu primeiro veículo totalmente elétrico. O modelo foi exibido pelo presidente do grupo Stellantis, Carlos Tavares, durante a apresentação do seu plano estratégico até o ano de 2030. Chamado por enquanto de Jeep BEV (Battery Electric Vehicle), o SUV tem seu lançamento previsto para o início de 2023.

O carro tem linhas similares as da Renegade, porém mais arredondadas, enquanto que sua dimensões serão menores em relação ao SUV que tem feito sucesso aqui no Brasil.

+ Mopar apresenta acessórios para o Novo Jeep Renegade
+ Impressões: Jeep Renegade 2022 tem o motor que faltava
+ Stellantis divulga lucro de 13,4 bilhões de euros em 2021
+ Stellantis lidera vendas em janeiro no Brasil, Argentina e Chile


jeep
Foto: Divulgação

Grupo vai investir em eletrificação

Ainda durante a apresentação do seu plano estratégico, a Stellantis deixou claro a eletrificação dos seus produtos com a meta de 100% das vendas na Europa e 50% das vendas nos Estados Unidos sejam de veículos elétricos a bateria (BEVs) até o final desta década.

O planejamento ainda abrange o lançamento de 75 modelos totalmente elétricos e atingir vendas globais anuais de cinco milhões de veículos deste tipo até 2030.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Honda NC 750X 2022 vem com duas opções de câmbio
+ Avaliação: Mercedes-Benz GLS 450 é SUV de sete lugares dos sonhos
+ Rodízio de veículos em SP está suspenso; veja até quando
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Comparativo de SUVs: Jeep Compass vs. VW Taos e Toyota Corolla Cross
+ Ram lança linha 2022 das picapes 2500 e 1500; veja os preços
+ Avaliação: novo Audi RS3 Sportback tem tração traseira? Sim e não
+ Decreto confirma a suspensão do IPVA-SP para PCD
+ Avaliação: Renault Kwid 2023 amadurece com design e mecânica reformulados
+ Avaliação: Audi A3 entrega dirigibilidade e consumo irretocáveis
+ Avaliação: Honda City 2022 quer ser novo Civic, mas não é