Koenigsegg estuda motor sem comando de válvulas

0
788

Depois do lançamento do megacarro Regera e o seu inovador sistema de transmissão que troca a caixa de marchas por um trio de motores elétricos, a sueca Koenigsegg promete derrubar outro dogma da indústria automotiva mundial e já trabalha em um motor a combustão sem o comando de válvulas.

Em entrevista ao site do programa de TV britânico Top Gear, o dono da empresa, Christian von Koenigsegg, afirmou que a companhia trabalha há 14 anos na tecnologia. Atualmente, uma equipe de oito funcionários está alocada exclusivamente para o projeto. “Se você analisar o motor como um piano e as válvulas como as teclas, com o comando de válvulas é o mesmo que tocar o piano usando um cabo de vassoura”, comparou von Koenigsegg. 


De acordo com o empresário, um sistema que controlasse a abertura das válvulas de forma individual seria bem mais eficiente do ponto de vista do rendimento. “Assim você poderia ter o tempo de abertura das válvulas que você quiser, porque não vai haver as restrições do perfil do comando”, completou.

A tecnologia deve chegar ao mercado nos próximos dois anos.