Kwid, Onix ou HB20: quem tem o seguro mais barato?

0
392
No ranking do seguro mais barato, quem leva a melhor: Onix, Kwid ou HB20?
No ranking do seguro mais barato, quem leva a melhor: Onix, Kwid ou HB20?

O Chevrolet Onix manteve-se como o carro mais vendido no Brasil nos meses de janeiro e fevereiro de 2021, mas será que ele tem o seguro mais barato? Ou esse título pertence ao Hyundai HB20, que ocupa a segunda colocação? Nenhum dos dois. O dono do título de carro com seguro mais barato é o Renault Kwid. Os dados fazem parte do estudo realizado pela Minuto Seguros com base na lista divulgada pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) com os carros mais vendidos no Brasil em fevereiro.

Após iniciar 2021 como o carro mais vendido em janeiro, o Onix, da Chevrolet, também finalizou fevereiro na liderança do ranking com 10.261 unidades comercializadas. Com relação ao preço do seguro do Onix, em geral não ficou mais barato nem caro: notou-se uma estabilidade na média geral entre as capitais cotadas para homens e mulheres. Para eles, o valor médio, no levantamento mais recente, foi de R$ 2.127, o que significa R$ 5 a menos em relação ao mês anterior. Para o público feminino, o seguro ficou em R$ 1.528, 0,6% mais barato em comparação ao cotado no primeiro estudo do ano.


O HB20, da Hyundai, manteve a segunda colocação entre os carros mais vendidos do Brasil em fevereiro. Atrás apenas do Onix no primeiro ranking em número de unidades comercializadas, o seguro do hatch da marca sul-coreana ficou mais barato para os públicos feminino e masculino. Para os homens, o valor ficou em R$ 2.014, ou seja, 2,4% a menos do que a média das cotações de janeiro. Para as mulheres, a redução foi de 1,8%.

Seguro do Onix Plus ficou mais barato para mulheres

Já o seguro do Onix Plus, que manteve a terceira colocação com a qual iniciou 2021, não apenas não ficou mais barato, como registrou elevação de 4,8% no preço médio para os homens. Em contrapartida, o seguro do Onix Plus para as mulheres ficou 9,2% mais barato em relação a janeiro. O destaque vai para a queda acentuada na cotação em três capitais: São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Na cidade paulista, a queda no preço para o público feminino foi de 24%, enquanto no Rio foi de 22,2%. Para as mineiras, o preço do seguro do sedã da Chevrolet diminuiu em 15%.

Quarto colocado no ranking dos carros mais vendidos do Brasil em fevereiro, o Fiat Argo registrou queda no preço médio do seguro tanto para o perfil masculino quanto para o feminino. O valor para os homens ficou em R$ 1.876, ou seja, 8% menor do que a média das cotações de janeiro. Em São Paulo e Brasília as reduções foram ainda maiores: 13% e 11,5%, respectivamente. Já para as mulheres, o preço médio entre todas as capitais cotadas caiu 1,5%.

Único representante da Jeep entre os 10 carros mais vendidos no segundo mês do ano, o Renegade, sétimo colocado, foi outro modelo cujo preço médio do seguro ficou mais barato em comparação ao mês anterior. No que diz respeito ao perfil masculino, a redução foi de 5,2%, já que os valores passaram de R$ 2.968, em janeiro, para R$ 2.814, em fevereiro. Para o perfil feminino, as cotações saíram de R$ 2.235, no levantamento anterior, para R$ 2.125, no estudo atual, o que representou uma queda de 5%.

Mais uma vez presente no Top 10 dos carros mais vendidos do Brasil, o Tracker fechou o mês na nona colocação. Além de novamente ter entrado no ranking, o terceiro modelo da Chevrolet na lista ainda registrou redução no preço médio do seguro. Para os homens, os valores passaram de R$ 3.207, em janeiro, para R$ 2.876, em fevereiro, uma queda de 10,3%. Já para as mulheres, a média de preço entre as capitais cotadas diminuiu 2%.

Ao contrário do que ocorreu com Argo, Renegade e Tracker, o Fiat Mobi, quinto veículo mais vendido no segundo mês do ano, registrou elevação de 2,6% no preço médio do seguro para o público masculino e de 2,8% para o feminino. Chamou atenção o aumento no valor do seguro para os homens em São Paulo, já que a cotação passou de R$ 1.343, em janeiro, para R$ 1.789, em fevereiro, uma diferença de 33,2% na capital paulista.

Na sexta colocação do ranking, o VW Gol registrou queda acentuada no preço médio do seguro entre as capitais cotadas para o público masculino: 9%. Em contrapartida, para o público feminino houve uma leve elevação no valor, de 1,2%. Já o Kwid, da Renault, registrou estabilidade nos preços médios do seguro para ambos os públicos. Para os homens, o seguro do modelo da montadora francesa ficou R$ 13 mais barato do que o registrado no mês anterior. Para as mulheres, houve um acréscimo de R$ 3 levando em conta o mesmo período.

O T-Cross, que chegou a ocupar a liderança do ranking em agosto de 2020, finalizou fevereiro na oitava colocação. No que diz respeito ao preço médio do seguro, houve redução de 4,7% para os homens e de 2,6% para as mulheres. As quedas foram ainda maiores ao levarmos em conta somente os números no Rio de Janeiro, já que o valor do seguro na capital carioca ficou 10,8% mais barato para o perfil masculino, e 13,8% para o feminino.

Análise do preço do seguro dos mais vendidos

O preço médio do seguro de todos os 10 veículos da lista entre as capitais cotadas em fevereiro foi de R$ 2.268 para os homens, cerca de 13,5% menor do que o registrado em janeiro. Para as mulheres, considerando este quesito, o valor médio foi de R$ 1.717 e representou uma redução de 15% em comparação ao mês anterior.

O valor médio do seguro mais barato para o público masculino, em fevereiro, ficou com o Renault Kwid. No levantamento realizado, os homens pagam R$ 1.782. Enquanto isso, o posto de valor médio do seguro mais alto ficou com o Tracker: R$ 2.876. Para as mulheres, o menor preço médio do seguro registrado em fevereiro também foi o do Kwid: R$ 1.348. O mais caro foi, assim como para o público masculino, o Tracker: R$ 2.454.

Para realizar o estudo, a Minuto Seguros considerou como perfil um condutor homem e uma condutora mulher, de 35 anos, ambos casados. Foram avaliados os preços dos seguros em onze capitais: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Recife (PE), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Brasília (DF), Vitória (ES) e Salvador (BA).

Quem paga menos pelo seguro?

Dentro destes perfis mencionados, o preço do seguro para o Kwid é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas para homens. O valor mais alto está em Porto Alegre, com R$ 2.051, e o menor em Florianópolis, por R$ 1.409, uma distância de R$ 642. No contraponto de diferença de valores, ainda citando o público masculino, o Renegade é o que possui a maior diferença entre estados: R$ 2.770.

A mais alta no Rio de Janeiro, R$ 4.327, e a menor em Florianópolis, com R$ 1.157. Para os homens, Florianópolis é a cidade com seguro mais barato: todos os carros da lista. Nos seguros com valores mais altos, o Rio de Janeiro é a cidade que detém os maiores preços: sete dos dez veículos.

Florianópolis registrou o menor preço entre todos os modelos cotados no perfil masculino: R$ 1.051 para o Argo. O preço médio do seguro para homens, na capital paulista, para os 10 carros mais vendidos é de R$ 2.223. Já no Rio de Janeiro, o valor é de R$ 2.982.

Agora, falando no perfil feminino, o Kwid também é o que apresenta a menor diferença entre as capitais cotadas, com uma diferença de R$ 416, do valor mais alto, que está em Porto Alegre, com R$ 1.488, para o mais baixo, que está em Florianópolis, com R$ 1.072. Em outra comparação, o Tracker ficou com a maior distância de valores: R$ 1.385.

O maior no Rio de Janeiro, com R$ 3.108, e o menor em Florianópolis, com R$ 1.723. No âmbito do público feminino, Florianópolis ficou com o posto de cidade com o seguro mais barato: sete dos dez carros. Já os valores maiores estão concentrados em maioria no Rio de Janeiro: sete dos dez veículos cujo seguro tem maior preço ficam na capital carioca.

O menor valor entre todos os modelos e capitais cotados no perfil feminino ficou com Florianópolis: R$ 1.072 para o Kwid. O preço médio do seguro em São Paulo, para as mulheres, ficou em R$ 1.712 e no Rio de Janeiro, R$ 2.045.