Land Rover Defender “renasce” em setembro; estreia deve acontecer em Frankfurt

Estreia da nova geração de um dos SUVs mais marcantes da história está programada para o segundo semestre, ainda sem confirmação de local

Novo Defender deve manter estilão "quadrado", mas ganhar carroceria monobloco em alumínio e níveis luxuosos de conforto e tecnologia (Foto: Reprodução)

Um dos carros mais queridos por fãs de Land Rover e também um dos mais icônicos SUVs da história, considerado um dos utilitários mais “raiz” já produzido, o Defender vai “ressuscitar”. E seu retorno está confirmado para setembro deste ano, embora a marca não confirme se isso será feito em evento privado ou durante o Salão de Frankfurt, tradicional feira bienal automotiva (que intercala ano a ano com o Salão de Paris).

As informações foram garantidas por Tim Krieger, executivo da Jaguar Land Rover, durante evento de lançamento do novo Jaguar XE na Europa. As vendas do novo Defender começam já em 2020.

Nascido em 1948 e fabricado até 2016, o Defender era o Land Rover menos “Nutella” possível: construído sobre chassis e não tão bom de asfalto, justamente por priorizar o off-road pesado.

Vale ressaltar, no entanto, que os protótipos do novo Defender já flagrados sugerem um carro mais refinado – esperamos por um modelo com carroceria monobloco e todo construído em alumínio, já que sua produção também deverá ser feita sobre a plataforma de Evoque e Discovery Sport (o que viabilizaria, até, uma produção no Brasil, embora não exista muita demanda para isto).

Porém, a camuflagem da foto acima, que é utilizada nesta nova geração do SUV, pode (e deve) esconder um desenho mais tradicional, até “retrô”, para alinhar o novo carro ao antigo Defender. É esperar para ver.