Leilão tem Onix 2019 é de R$ 10 mil e mais 400 ofertas

Chevrolet Onix Joy é um das melhores ofertas em leilão da Copart
Chevrolet Onix Joy é um das melhores ofertas em leilão da Copart

Cerca de 400 veículos, incluindo um Onix 2019 com lançe inicial de R$ 10.300, vão a leilão nesta sexta-feira (23) em três sessões repletas de ofertas promovidas pela Copart. O certame com os carros que estão no pátio da empresa em Osasco (SP) está programado para as 10h. Os lotes de Betim (MG) vão à venda meio-dia e os de Fortaleza (CE), às 14h.


Leilão tem dois Onix 2019 a partir de R$ 16 mil; veja ofertas
Onix desbanca Fiat Strada em vendas na primeira quinzena

Apesar das diferentes localidades, os interessados não precisam se preocupar. Por serem online, os três leilões podem ser acompanhados pela internet em um único endereço. As salas para que os participantes possam dar os lances ficam disponíveis 30 minutos antes do início da sessão.

Veja o Onix, uma das principais ofertas do leilão da Copart

Os carros dos leilões da Copart podem ser comprados por valores bem abaixo da tabela FIPE. O lance inicial pelo Chevrolet Onix Joy 1.0 2019, por exemplo, é de R$ 10.300,00. O valor do veículo, recuperado de financiamento e que será anunciado na sessão de Fortaleza, corresponde a 28% dos R$ 36.863,00 cotados na tabela FIPE.

Onix, Renegade e Audi: conheça as ofertas em leilão

Há descontos ainda maiores. O Onix LT 2020 foi colocado à venda por uma seguradora após colisão. O lance inicial pelo carro, estimado em R$ 42.895,00 e que também está no pátio de Fortaleza, é de R$ 6.100,00 (14% da FIPE). Já o lance inicial pelo Jeep Renegade Longitude 2017, que está no pátio de Osasco e também é proveniente de colisão, é de R$ 13.100,00. O valor representa 20% dos R$ 64.833,00 apontados na tabela.

Além do Onix, o leilão ainda conta com ofertas como 0 Audi Q5 2018 (Osasco), cotado na FIPE por R$ 250.661, está com lance em R$ 81.200 (32,5%). O Mercedes GLC Coup 250 Turbo 2016/2017, que possui histórico de leilão e que também se encontra Osasco, tem lance atual pouco acima da metade do seu preço no mercado. Estimada em R$ 303 mil, recebeu proposta de R$ 160 mil.

Ao todo, os três pregões juntos oferecem 433 lotes (261 em Osasco, 131 em Betim e 41 em Fortaleza), que contêm desde carros populares, SUVs, motos, minivans e até caminhões. São veículos recuperados de financiamento ou que passaram por roubos/furtos, colisões, enchentes e incêndios, entre outros.

Ciro Ronchezel, diretor de comercial e marketing da Copart, observa que se trata de uma boa chance para o consumidor adquirir veículo em bom estado, com valor abaixo do mercado e todos os débitos quitados.

Dicas de segurança

Ronchezel dá algumas dicas: “Observe o link do site da Copart. Caso a URL termine em “.com/br” ou “.com”, fuja. Os sites verdadeiros, assim como o da Copart, são brasileiros e terminam em “.com.br”. As empresas de leilão não fazem venda direta. Sempre há leilão. Observe as fotos dos veículos. No site oficial da Copart, a marca da empresa aparece no canto inferior direito da imagem e sobre a placa do carro. A Copart não contata seus clientes pelo Whatsapp ou redes sociais”, esclarece o dirigente.

Para participar do leilão organizado pela Copart Brasil, basta cadastrar-se no site da empresa, informando a documentação necessária, como CNH, CPF, RG e comprovante de residência. Podem participar do certame pessoas físicas (maiores de idade) ou jurídicas.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel