Lençóis Maranhenses, um deserto diferente


A paisagem desse lugar é totalmente única. O vento forte e constante vindo do oceano seca a areia na beira do mar e chega a transportá-la até 50 quilômetros continente adentro. Essas areias formam dunas de até 40 metros de altura, que cam em constante movimento, entrecortadas por milhares de lagoas de água doce. No início do ano, época das chuvas, essas lagoas têm a coloração azul; com o passar do tempo, dependendo do solo, da vegetação e da quantidade de água, mudam de cor, passando pela marrom, preta e verde.

Assim é o famoso Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, um verdadeiro paraíso natural que fica a cerca de 260 quilômetros da capital do Maranhão e abrange uma enorme área de nada menos que 155 mil hectares. Nesse cenário, que mistura Cerrado, Caatinga e Floresta amazônica, pequenas populações vivem em total contato com a natureza – e em constantes mudanças, seguindo as modificações da paisagem. E foi para lá que viajamos para fazer esse roteiro de aventura que você confere aqui. Nas próximas férias, não perca a oportunidade de conhecer o parque.

 

SÃO LUÍS
São Luís, além de ser a capital do Maranhão, é a cidade onde começa nossa aventura. Fundada por franceses em 1612, ela foi depois invadida por holandeses e, finalmente, colonizada pelos portugueses. Entre seus principais atrativos, estão os casarões coloniais do centro histórico. São mais de 2.500 imóveis tombados, num ambiente muito tranquilo, com muitos bares e restaurantes. Não deixe de visitar também o Ceprama (Centro de Comercialização de Produtos Artesanais), que funciona em uma antiga tecelagem e, além de peças de artesanato, mostra um pouco da cultura e da história do Maranhão. Se tiver sorte, você poderá ver apresentações de folclore local. 

BARREIRINHAS
Para chegar a Barreirinhas, cidade de entrada dos Lençóis Maranhenses, são 272 quilômetros pela BR-135 e pela MA-402, passando por Rosário e Humberto Campos. A cidade é o portal para os Lençóis Maranhenses, e ca às margens do Rio das Preguiças. Para ter uma boa visão de toda a região, é preciso uns cinco ou seis dias, mas programe-se conforme o tempo que cará na cidade. Comece por um passeio de barco ou “voadeira”, saindo de Barreirinhas e seguindo o rio das Preguiças em direção ao mar, passando pelas dunas das Vassouras e as vilas Caburé, Mandacaru e Atins. Em Mandacaru há um farol, construído em 1920, de onde se avista parte dos Lençóis, o mar e o Rio das Preguiças. Em vários locais, o barco encosta para um mergulho. Outro passeio interessante é cruzar o rio em Barreirinhas e seguir, em veículos 4×4, para as lagoas Azul e Bonita e entrar pelas dunas. Recomendamos estar sempre acompanhado de outro veículo ou tratar com agências locais. É muito fácil se perder, pois a paisagem muda todo dia. 

Outro roteiro, também para 4×4, é seguir pela cidade na direção sul e contornar em direção aos Pequenos Lençóis. Mais ao sul, é possível chegar até Tutoia e Parnaíba, na divisa com o Piauí. Algumas pousadas e agências programam passeios de barcos, com trekking de várias di culdades. Já a culinária dos restaurantes de Barreirinhas é, claro, predominantemente de pescados. Não deixe de experimentar o arroz de cuxá (com ervas, farinha e camarões secos) e a torta de caranguejo.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

COMPARTILHAR
Notícia anteriorNovidades Flexíveis
Próxima notíciaA Toda Prova