Lewis Hamilton apresenta pior início de temporada em 13 anos

0
147

Neste início de temporada da Fórmula 1, a fase do heptacampeão mundial, Lewis Hamilton, não tem sido das melhores. Isso porque o britânico terminou o Grande Prêmio do Bahrein em terceiro e o da Arábia Saudita em décimo, com isso, o piloto registra seu pior começo de temporada desde 2009, quando computou uma desclassificação e ficou em sétimo lugar em outra corrida.

O pódio no GP do Bahrein não conseguiu salvar Hamilton do seu pior início de temporada em 13 anos – junto ao décimo lugar na Arábia Saudita, o piloto até o momento somou apenas 16 pontos. Sendo que o resultado neste último acabou sendo motivo de chacota, já que o britânico nem sabia se havia ficado dentro da zona de pontuação.

 


            2009

 

Como dito, a única vez em sua carreira que Hamilton conseguiu um início de campeonato pior que o atual foi em 2009. Na ocasião, o britânico foi desclassificado do Grande Prêmio da Austrália e na Malásia ficou em sétimo lugar. Além disso, esse também foi o único ano em que o heptacampeão não conseguiu uma posição no pódio nas duas primeiras corridas da temporada. Em 2007 e 2008, Hamilton acumulou menos pontos que em 2022 nas primeiras corridas, contudo, isso se deu porque o regulamento era diferente na época e disponibilizava uma pontuação inferior.

De lá para cá, Hamilton sempre fez mais de 22 pontos nas duas primeiras etapas do campeonato. Contudo, o piloto nunca conseguiu vencer as duas corridas de abertura do torneio, sendo que seus melhores resultados foram em 2015, 2017, 2019 e 2021, quando teve uma vitória e uma segunda posição. Os resultados do britânico também não têm beneficiado em nada sua equipe, já que Mercedes também tem tido seu pior começo de campeonato na era híbrida.

            Ferrari lidera e Mercedes comete erro

 

Enquanto tanto Hamilton quanto a Mercedes estão apresentando um desempenho abaixo do esperado, a Ferrari junto com Charles Leclerc estão aproveitando para liderar os construtores e pilotos, respectivamente.

Dessa forma, os amantes do automobilismo já podem esperar que o campeonato deste ano terá novas surpresas em relação às edições anteriores, o que pode apimentar até mesmo os palpites realizados nos site de apostas online, já que está ficando cada vez mais interessante de prever o que deve ocorrer nas próximas provas. E para ajudar os palpiteiros de plantão, o sitedeapostasonline.net dispõe dicas e estratégias para melhorar seus resultados no mundo das apostas, assim como promoções exclusivas, que são indispensáveis para quem quer obter um aumento no seu saldo inicial.

Com a disparada da Ferrari nessa fase inicial do campeonato, que está sendo seguida de perto pela Red Bull, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, se manifestou sobre a atuação dos rivais, apontando que isso é ótimo para a competitividade da F1. Contudo, Wolff aponta que após vencer oito títulos consecutivos, não tem sido nada fácil ver os adversários liderando a F1 sem que a Mercedes possa fazer nada a respeito para entrar na briga.

“Estávamos assistindo àqueles jogos divertidos à frente [entre Red Bull e Ferrari] e nos beneficiando de um grande show, isso é realmente espetacular de se ver. Mas, por outro lado, é extremamente doloroso não fazer parte desses jogos divertidos e ainda por um grande déficit de tempo de volta”, disse Wolff.

De acordo com Wolff, a Mercedes ainda não conseguiu configurar o carro da maneira que gostaria, sendo que tem sido difícil avaliar qual é o déficit de tempo de volta do veículo. Mas ainda assim, eles têm tentado corrigir diversos problemas para as próximas corridas, esperando que a diferença de tempo para os carros da Ferrari e Red Bull não seja tão grande quanto nas últimas provas. Agora, a equipe tem até 10  de abril para preparar seu veículo para disputar o Grande Prêmio da Austrália, que será realizado no circuito de Albert Park, em Melbourne.