Luxuoso e acessível

Manutenção alta,

Desvalorização alta,

Seguro médio

O Hyundai Azera é um sucesso de vendas no Brasil. De acordo com a Fenabrave, que não considera o Fusion parte dos sedãs grandes, é do coreano o posto de modelo mais vendido deste segmento. O motivo? Ele mima seu proprietário. Tem seis airbags, freios ABS, controle de estabilidade, acabamento de madeira e bancos de couro elétricos com memória, entre outros. E, o mais importante, tem um bom preço se comparado com os concorrentes. Foi esse o motivo que levou o proprietário Luciano Rios a comprar um. “Ao compará-lo com os rivais, vi que ele oferecia mais por uma quantia justa.” De fato, o preço é competitivo. No mercado de usados, mais ainda. Um Azera 2008 está cotado na tabela Fipe/MOTOR SHOW por R$ 53.989 – mas, como está para ser mudado, é possível encontrá-lo com preços ainda mais baixos. Em um site de venda de carros, chegamos a achálo por R$ 49.900, um valor bem interessante.

Proprietária de um Azera, Jussara Alaite garante que o Azera é mais confortável que sua Mercedes C200. Ela reclama só dos freios e do piloto automático: “Sinto que o freio não estanca tanto quanto em outros carros, e o piloto automático não é preciso como eu gostaria. Muitas vezes ele deixa passar da velocidade em descidas”.

Uma outra grande qualidade do Azera, citada pelo proprietário Luciano Rios, está no isolamento acústico. “Ao fechar os vidros, não dá pra ouvir absolutamente nada dentro do carro. É impressionante o silêncio a bordo”, afirma. Já Karina Maximo acredita que o sedã coreano é o carro ideal para quem tem filhos pequenos: “Dá para viajar com muito conforto, o porta-malas é grande e há espaço para colocar as cadeirinhas das crianças”. Mas ela reclama do consumo. “Faço 4,5 km/l na cidade e 10 km/l na estrada. Acho ele muito gastão”, finaliza.

A lista de equipamentos de conforto e segurança impressiona, assim como o excelente acabamento. O espaço na cabine é bastante amplo

Um dos poucos problemas do Azera está no preço das peças, que, por serem encontradas apenas em concessionárias, acabam sendo caras. Em compensação, a marca oferece cinco anos de garantia. Ao adquirir um modelo 2008, portanto, você ainda pode desfrutar de dois anos dela, o que acaba valendo a pena. Lembre-se apenas de verificar se todas as revisões foram feitas, pois, caso contrário, ele pode ter perdido a garantia.

Os mecânicos consultados garantem que o luxuoso sedã não costuma apresentar problemas sérios de motor ou câmbio, mas Renato Silva, da oficina Speed Car, aconselha a prestar atenção aos modelos com teto solar. “O forro interno pode se abrir”, alerta.

Hyundai Azera

MOTOR seis cilindros em V, 3,3 litros, 24 V TRANSMISSÃO automática sequencial, cinco marchas, tração dianteira DIMENSÕES comp.: 4,89 m – larg.: 1,86 m – alt.: 1,49 m ENTRE-EIXOS 2,780 m PORTA-MALAS 469 litros PNEUS 235/55 R17 PESO 1.640 kg • GASOLINA POTÊNCIA 245 cv a 6.000 rpm TORQUE 31 kgfm a 3.500 rpm VEL. MÁXIMA 237 km/h 0 – 100 km/h 7s8 CONSUMO cid.: 6,6 km/l – est.: 9,8 km/l (EUA) CONSUMO REAL não disponível

Pelo mesmo preço

Punto T-Jet 1.4 16 V 2010 R$55.855

Dois anos mais novo que o Azera, o Punto tem um motor turbo menos potente, mas um conjunto de suspensões que proporciona um comportamento dinâmico bem mais esportivo. Quanto ao interior, ele é muito menos espaçoso que o do coreano e possui menos itens de conforto.

Grand Livina S 1.8 Flex 0 km R$ 54.400

A minivan possui espaço para sete passageiros, motor flex e um consumo de combustível bem mais contido que o do Azera. No entanto, por ter um motor bem menos potente, seu desempenho não empolga nem um pouco. Além disso, ela não oferece tanto luxo para motorista e passageiros quanto o sedã importado.

EcoSport XLS 1.6 0 km R$ 54.599

O modelo zeroquilômetro tem motor menos potente, posição elevada de dirigir e a tecnologia flex. No entanto, além do espaço interno bem reduzido e do portamalas serem menor, seu design já está ultrapassado (apesar das reestilizações já feitas) e uma nova geração chega já no ano que vem, o que deve causar desvalorização.

NÃO GOSTO…

“O freio não estanca tanto quanto em outros carros, e o piloto automático passa da velocidade em descidas”

Jussara Alaite, proprietária

GOSTO…

“Ao fechar os vidros não dá pra ouvir absolutamente nada dentro do carro. É impressionante o silêncio a bordo”

Luciano Rios, proprietário

MERCADO

A desvalorização do Azera, 14,7% em um ano, é quase igual à do Toyota Camry (17,1%), e bem maior que a do Honda Accord (6,6%)