Mais conforto para a cidade grande

0
445

Os câmbios automáticos e automatizados conquistaram os consumidores das grandes cidades pela praticidade no anda-e-para dos congestionamentos. Para continuar firme e forte no páreo com os concorrentes, as versões LT e LTZ dos Chevrolet Onix e Prisma, equipadas com motor 1.4, passam a ter opção de transmissão automática de seis marchas. A diferença nos valores é de R$ 3 mil a mais em relação às manuais. O Onix inicia em R$ 43.390 (LT) e R$ 47.190 (LTZ). Já o Prisma parte de R$ 46.390 na versão LT e chega a R$ 49.990 na LTZ. “Os carros automáticos representam significativos 21% das vendas da Chevrolet”, explica Hermann Mahnke, responsável pelo Marketing da General Motors.

Mas vamos ao que mais interessa. O Onix manteve sua receita de ser agradável de dirigir, não só pelo conforto interno como pelo acerto macio das suspensões. A transmissão de seis marchas – já utilizada pelos Chevrolet Cruze, Sonic e Spin – ganhou uma segunda geração (GF62). Segundo a GM, o desempenho da caixa melhorou em 50% e houve uma diminuição no tempo das trocas: 0,5 segundo para as marchas à frente e 0,7 segundo nas reduções. “Iremos estender essa caixa GF62 também para o Cruze, Sonic e Spin. É só uma questão de tempo”, conta Paulo Riedel, diretor de Powertrain. O consumo caiu 5%. Durante a nossa avaliação em trajetos urbanos, o computador de bordo informou uma autonomia de 8,4 km/l de gasolina. Com esse consumo, o Onix teria um alcance de 453,6 quilômetros na cidade. As seis marchas são passadas suavemente. No entanto, nos giros mais altos as trocas são acompanhadas de leves trancos.


Outras novidades da linha 2014 do Onix/Prisma são o controle automático de velocidade no volante, a cor azul e a abertura interna do tanque de combustível e do porta-malas. Quem não gosta de câmbio automático pode continuar optando pelas versões manuais LT e LTZ – com novos sincronizadores que possibilitam engates mais leves e precisos, inclusive da marcha à ré. Já o câmbio automatizado Easytronic saiu dessa linha.