Marca criada para Vladimir Putin mostra carro de quase sete metros

Exposto no Salão de Genebra, o Aurus Senat passou a ser oferecido para os consumidores "comuns" e pode ter até 6,6 m de comprimento na versão mais longa

A marca russa Aurus exibe no Salão de Genebra, na Suíça, as limusines blindadas Senat L600 e Senat Limousine S700. O fabricante nasceu para desenvolver projetos sob medida para o presidente russo Vladimir Putin, mas depois passou a receber pedidos de outros consumidores poderosos ao redor do mundo.


A produção é limitada em 150 unidades/ano até 2021 e os preços não foram revelados. A capacidade de produção de 5.000 carros será atingida após a construção da fábrica junto da chegada de um utilitário esportivo.

Feitos sobre uma plataforma desenvolvida com o Nami (Central Scientific Research Automobile and Automotive Engine Institute), o Senat L600 possui 5,6 metros de comprimento, 3,3 m de entre-eixos e pesa 2.700 kg.

A versão Limousine S700 oferece 6,6 m de comprimento, 4,3 m de entre-eixos e 6.200 kg, além de comodidades extras, como minibar, assentos traseiros reclináveis em 45º e sistema de entretenimento de última geração. Em ambos, o visual remete diretamente aos modelos da Rolls-Royce.

Ambos são equipadas com motor V8 4.4 associado a propulsor elétrico e transmissão automática de nove marchas. Esse conjunto feito em colaboração com a Porsche oferece 590 cv de potência. Futuramente está nos planos um V12 6.6 de 862 cv.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel