Mercado e Serviços

Chevrolet Celta ainda dá as caras

?O Chevrolet Celta continua na jogada e o modelo passou a ser oferecido, na linha 2014, trazendo freios com ABS, duplo airbag dianteiro e frisos cromados na grade dianteira. Em julho, o modelo teve 6.698 carros licenciados, ante os 5.004 de junho. Com esse resultado, o Celta ficou à frente dos oponentes Toyota Etios Hatch (3.744), Ford Ka (1.689) e Renault Clio (2.722). O líder do segmento de entrada continua sendo o VW Gol (22.123), seguido dos Fiat Uno (15.878) e Palio (16.719).

BMW M135I chega ao Brasil

?O BMW M135i chegou ao Brasil, em limitadíssimas 12 unidades, por R$ 199.950. O hot hatch tem motor 6 cilindros em linha, 3,0 litros e turbo com 320 cv e 46 kgfm de torque. A transmissão é automática de oito marchas com tração traseira. Com esse conjunto, o modelo faz de 0-100 km/h em 4,9 segundos e atinge 250 km/h de máxima (limitada eletronicamente). Entre os itens de série estão controle de estabilidade e de tração, e ar-condicionado digital.

EcoSport abre vantagem sobre o Duster

A briga entre o Ford EcoSport (foto) e o Renault Duster continua. Em julho, o EcoSport teve 6.639 veículos licenciados, enquanto o Duster acumulou 4.786 unidades. No acumulado do ano, os modelos somam 39.671 e 23.915 unidades emplacadas, respectivamente. Ainda no segmento de utilitários esportivos, o Fiat Freemont subiu vertiginosamente, indo de 63 vendas (junho) para 390 carros emplacados (julho).

Peugeot 308 incrementa as vendas, mas não o suficiente

O Peugeot 308 incrementou suas bendas em julho. O modelo somou 1.189 carros vendidos no período. O desempenho não foi suficiente para superar os oponentes Chevrolet Cruze Sport6 (1.690) e Ford Focus (2.091). Em contrapartida, o Peugeot 308 foi melhor que o Hyundai i30 (246), o Fiat Bravo (748) e o VW Golf (802) – esse último vai estrear em setembro a sua tão aguardada sétima geração. O bom desempenho do Peugeot 308 chama a atenção para suas sete versões disponíveis, com preços entre R$51.990 (Active) e R$128.990 (THP CC).

 

Novo Renault Master fica atrás do Fiat Ducato

De cara nova após ganhar um recente “tapa” no visual, o Renault Master conquistou 1.014 unidades licenciadas em julho. Com esse resultado, o modelo ficou atrás do Fiat Ducato (255), Ford Transit (201) e Mercedes Sprinter (74). Segundo o ranking da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), a líder do segmento de comerciais leves continua sendo a VW Kombi, com 2.287 unidades licenciadas.

Honda CR-V em versão EXL 4X2

?O Honda CR-V EXL passa a ser encontrado também com tração dianteira. O preço é de R$ 109.990 1.251 (R$ 7.000 a menos em relação à EXL 4×4). A versão intermediária está entre a LX 2WD (R$ 98.900) e a EXL 4WD (R$ 114.990). Segundo a marca, não houve mudança no pacote de equipamentos. Estão mantidos o controle de estabilidade, os seis airbags, o assistente de partida em subidas, os bancos de couro e o teto solar, entre outros itens. O 802 motor 2.0 16V flex desenvolve 155 cv e 19,5 kgfm de torque (abastecido com etanol). Com a retirada da tração 4WD, foram reduzidos 54 quilos do modelo.

Mini JCW retorna ao Brasil

?A Mini relançou no Brasil as versões apimentadas John Cooper Works (JCW). As versões hatch (R$ 136.950), coupé (R$141.950), conversível (R$151.950) e roadster (R$ 156.950) chegaram às concessionárias em agosto. Ainda estão prometidas as vindas do Countryman e do Paceman até o início do ano que vem. A grande diferença dos Mini JCW está na dirigibilidade mais refinada. O motor 1.6 oferece 211 cv, 26 cv a mais que o Mini S “normal”. Além disso, os JCW trazem suspensão mais firme, kit aerodinâmico e freios redimensionados, entre outros atributos.

Linha Jac J3 tem altas expressivas

?A linha JAC J3 aumentou significativamente suas vendas em julho. O modelo J3 Hatch acumulou 385 unidades emplacadas no período. Já o irmão J3 Turin apresentou 280 veículos licenciados nos sete primeiros meses deste ano. A linha J3 recebeu uma reestilização estética em junho e os preços são R$ 35.990 para o Hatch e R$ 37.990 para o sedã Turin.

 

Uma Kombi de R$ 85.000. É a última

?Este será o último ano da VW Kombi. Para marcar seus 56 anos, a VW preparou a série especial “Last Edition”. A nostalgia aparece na pintura saia e blusa em azul e branco, pneus com faixa branca e adesivos alusivos à versão. Mais: interior revestido em vinil, painel com nova grafia, rádio com entrada USB e cortinas de janela. Uma plaqueta identifica cada uma das 600 unidades. O motor é 1,4 litro flex. Só o preço poderia ser melhor – ela custa salgados R$ 85.000.

COMPARTILHAR
Notícia anteriorO Filho do Vento
Próxima notíciaGasolina comum ou especial?