Mercedes-AMG lança no Brasil versões mais baratas dos Classe C Coupé e Sedan

0
5598

Você achava que faltava esportividade aos Mercedes-Benz C 250 e C 250 Coupé, mas não tinha bala para comprar um legítimo Mercedes-AMG? Seus problemas acabaram! Ciente de que o salto entre os primeiros, na faixa de R$ 200.000/R$ 250.000, e os últimos, de R$ 550.000/R$ 600.000, era grande, a marca lançou uma linha intermediária: os novos C 43 Sedan e C 43 Coupé custam R$ 350.900 e R$ 397.900, respectivamente.

Ambos são legítimos “performance cars” da AMG, exceto pelo conjunto motriz. Tecnologia e design são da preparadora da marca, e suspensões e outros detalhes são iguais aos dos AMG, mas o motor, também criado pela divisão, é produzido em série, não na fábrica de Affalterbach, onde cada unidade é feita artesanalmente por um único engenheiro. E, claro, são menos potentes. Mas estão muito longe de deixar a desejar.

Enquanto os C 63 S – cuja versão cupê acaba de ser lançada (leia aqui) – tem o motor 4.0 V8 biturbo de 510 cv e 71,3 kgfm e câmbio MCT (multidisco) de sete marchas, a linha 43 vem com motores 3.0 V6 de 367 cv e 53 kgfm e a nova transmissão automática de nove marchas. Em vez de atingir 100 km/h em 3s8, levam 4s7. Uma diferença grande para um track-day, mas nada que faça muita diferença ao acelerar no dia-a-dia. Assim como os irmãos mais nervosos, esse C 43 têm tração integral. Aqui, porém, a distribuição de torque é conservadora, mantendo sempre 31% no eixo dianteiro e 69% no traseira.