Mercedes-Benz 220 D Pickup: a outra picape da estrela


Recém-apresentada como conceito, a Classe X não é a primeira picape da Mercedes-Benz. Antes dela, a marca chegou a ter alguns utilitários com caçamba, mas baseados nos carros de passeio da empresa. E um desses modelos foi o 220 D Pickup, veículo que foi produzido na Argentina entre os anos de 1972 e 1976.

Membro da geração W115, o que a torna um ancestral distante do atual Classe E, a picape surgiu de uma manobra da filial argentina da Mercedes-Benz para contornar a legislação local daquela época, que impedia a importação de veículos de passeio mas liberava a entrada de peças do exterior, desde que elas fossem utilizadas na produção de utilitários.

Sendo assim, a montadora iniciou a importação de componentes mecânicos do sedã alemão, tomando o cuidado de selecionar para ele um motor 2.2 diesel de apenas 60 cv. E para ressaltar o caráter utilitário do veículo, o sedã europeu 220 D acabou ganhando uma exclusiva carroceria de picape na Argentina.

Como já era de se esperar, muitos exemplares acabaram recebendo modificações por empresas independentes, para se transformar em picapes de cabine dupla, peruas e até sedãs. Algumas unidades desta picape adaptada acabaram sendo exportadas para a Alemanha, onde acabaram sendo utilizadas como carros de manutenção para o serviço de bondes da cidade de Stuttgart.

Veja também

+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Baleia jubarte quase engole duas mulheres em caiaque; veja o vídeo
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel