Mercedes-Benz GLB chega para ser o maior SUV “compacto” da marca

Com sete lugares, modelo tem quase o mesmo porte do GLC

Divulgação

A Mercedes-Benz lançou nesta terça-feira (11) o GLB, SUV baseado no monovolume Classe B. Modelo que até então era o único familiar da marca alemã que não contava com o seu equivalente utilitário esportivo.

Mostrado como conceito em abril, durante o Salão de Xangai (China) (leia aqui), o GLB fica posicionado acima do GLA, mas tem quase o mesmo tamanho do GLC, o SUV imediatamente superior na linha: são 4,634 m de comprimento, 1,834 m de largura e 1,658 m de altura. Já o entre-eixos é de 2,829 m, 10 cm mais do que no Classe B. O que permite ao GLB ser o primeiro sete lugares da linha de compactos da marca alemã.

O pacote de equipamentos do GLB inclui a central multimídia inteligente MBUX (já presente no Brasil no Classe A) e um sistema capaz de ajustar som, iluminação da cabine e o massageador do assento de acordo com o estado de espírito do condutor, direção semi-autônoma e assistente de estacionamento automático.

O GLB terá inicialmente quatro opções de motorização: duas a gasolina (1.4 turbo de 163 cv e 2.0 turbo de 224 cv) e duas turbodiesel (2.0 de 150 e 190 cv). O câmbio pode ser automatizado de sete ou oito marchas, enquanto a opção a gasolina mais potente e as configurações diesel contam com a tração integral 4Matic.

O SUV será produzido no México — para o mercado local e de exportação — e na China, apenas para atender à demanda do país asiático. No mercado alemão, as vendas estão previstas para começar até o fim deste ano.