Muito interessante, mas caro demais

Depois que a Ford mudou radicalmente o Focus, o modelo cou ainda mais atraente, com linhas mais modernas e agressivas. Agora, a marca mudou mundialmente o nome que identi ca sua linha top de produtos: aposentou o Ghia e passou a usar Titanium. A versão com a nova denominação, é claro, vem com todos os itens da versão anterior: faróis com acendimento automático, moldura da grade e friso do porta-malas cromados, sensor de chuva, ABS, airbag duplo, sensor de estacionamento, teto solar, direção eletro-hidráulica com três ajustes de rigidez, bancos de couro, ar-condicionado digital e comandos de voz e partida sem a chave, entre outros mimos. Além disso, com a mudança de nome ele ganhou mais equipamentos: novas rodas aro 16, retrovisor interno eletrocrômico e porta-luvas refrigerado.

O motor do hatch é o Duratec 2.0 16V Flex que produz 148 cv com etanol e 143 cv com gasolina. Seu torque máximo chega a 19,5 kgfm com o derivado da cana. Não é um primor de força, mas oferece boas respostas ao comando do acelerador graças à sua suave curva de torque, que se deve, principalmente, ao coletor de admissão variável. Uma qualidade que merece ainda mais destaque é o baixo consumo de combustível. Dirigindo de maneira moderada, as marcas de consumo são sempre favoráveis. A vantagem do propulsor 2.0 é que, quando o motorista quer ou precisa andar rápido, ele não nega fogo. Assim, ele acaba permitindo boas velocidades médias em viagens.

Com bons três anos de garantia e revisões com preço xo, o Focus Titanium tem no preço seu item mais indigesto: R$ 71.660 com câmbio manual. Caro para um hatch médio, mesmo que muito bem equipado. Mas esse é o preço dos demais modelos do segmento com pacote semelhante de equipamentos. Na realidade, esses hatches custam tão caro que acabavam, na maioria das vezes, empurrando o consumidor para carros maiores, mais vistosos e com uma relação custo/benefício mais atraente. Por isso, o volume de vendas de carros com essas características é mínimo. Provavelmente as vendas desse Titanium não chegarão a 5% do total das vendas do Focus (a versão GLX intermediária, com motor 1.6, responde pela grande maioria dos modelos emplacados). Um carro muito interessante como produto, portanto, mas absolutamente desinteressante do ponto de vista nanceiro.


Concorrentes

HYUNDAI i30 (TOP) AUT. R$ 78.000

FIAT BRAVO ABSOLUTE R$ 64.593

Ford Focus Titanium

MOTOR quatro cilindros em linha, 2,0 litros, 16V, DOHC TRANSMISSÃO manual, cinco marchas, tração dianteira DIMENSÕES comp.: 4,35 m larg.:1,84 m alt.: 1,50 m ENTRE-EIXOS 2,640 m PORTA-MALAS 328 litros PNEUS 205/55 R16 PESO 1.338 kg • GASOLINA POTÊNCIA 143 cv a 6.250 rpm TORQUE 18,8 kgfm a 4.250 rpm VELOCIDADE MÁXIMA 204 km/h 0 100 km/h 10,5 segundos CONSUMO cidade: 11,2 km/lestrada: 15,8 km/l CONSUMO REAL cidade: 8,6 km/l estrada: 11,2 km/l • ETANOL POTÊNCIA 148 cv a 6.250 rpm TORQUE 19,5 kgfm a 5.250 rpm VELOCIDADE MÁXIMA 205 km/h 0 100 km/h 10,4 segundos CONSUMO cidade: 7 km/l estrada: 10,3 km/l CONSUMO REAL cidade: 5,4 km/l estrada: 7,3 km/l

SHARE
Artigo anteriorFeliz carro novo
Próximo artigoMercado